domingo, 5 de janeiro de 2014

Novo destaque na literatura brasiliense

De maneira humorada, escritor satiriza os problemas cotidianos

A história do escritor e jornalista Arisson Tavares da Silva, de 25 anos, sempre foi cheia de fatos inusitados. Blogueiro desde 2004 e autor do livro Evolução Decrescente, ele passou por várias adversidades que, apesar de não parecerem tão inspiradoras, deram vida à sua segunda obra humorística: No vermelho. “O livro foi escrito em um período complexo da minha carreira. Meu salário de estagiário ia todo para pagar a faculdade e minha mãe foi diagnosticada com câncer de mama. Além disso, estava ensaiando para dois espetáculos teatrais e me senti no fundo do poço, mas permaneci de pé e isso é visível no livro”, conta o escritor brasiliense.

Publicado pelo selo Novos Talentos da Literatura Brasileira, que pertence ao grupo editorial Novo Século, a obra apresenta uma coletânea de contos e crônicas bem humoradas que retratam diversos temas, como futebol, velhice, pichação, dieta, horário político, engarrafamento, relacionamentos, fumo e até mesmo o capitalismo. Temas que faziam parte do dia a dia do autor. “Queria mostrar que é possível rir de temas negativos. Ter outro olhar diante das crises”, destaca Arisson.
O talento do jovem escritor garantiu o sucesso do livro, que encheu a Fnac Brasília em seu lançamento. A obra já participou da Bienal do Rio e ganhou espaço na Feira do Livro de Brasília. A história de superação virou até palestra, que passou pela Feira Capital Estudante e pela Faculdade Anhanguera. "Graças a Deus as coisas estão dando certo. Em algumas livrarias o livro já está esgotado e isso para mim é uma grande vitória", revela o artista.

Já em suas primeiras páginas do segundo livro, surge uma explicação do nome da obra:

“Estar no vermelho não é considerado doença, mas pode trazer complicações para o portador desse mal. A falta de dinheiro, por exemplo, pode causar perda de apetite. Você entra no restaurante self-service, morto de fome, mas come apenas uma saladinha para economizar. Outro problema causado pelo clímax
dessa anomalia socioeconômica é a indisposição. Um amigo pode até te chamar para um show da sua banda favorita que não haverá motivação para sair.
Um dos sintomas mais comuns nesse caso são as bochechas avermelhadas. Você está no meio de um almoço em família na sua casa e seu sobrinho de sete anos te lança aquela pergunta que dedetiza o ar com fraternicida:
– Tio, você está namorando?”
Ficha Técnica:
Editora: Novo Século
ISBN: 9788576799962
Páginas: 128
Formato: 21 x 14 cm
Por: R$ 24,90

Mais informações:

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo