sábado, 23 de maio de 2015

Casa da Mulher Brasileira de Brasília será inaugurada na quinta-feira

Equipamento reunirá num só local todos os serviços de apoio a mulheres vítimas de violência
A Casa da Mulher Brasileira de Brasília será inaugurada na próxima quinta-feira (28), às 16h, na 601 Norte. A confirmação foi feita pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR). Para a cerimônia, foram convidados a presidente Dilma Roussef e o governador Rodrigo Rollemberg.
A Casa da Mulher Brasileira faz parte do programa “Mulher, Viver sem Violência”, do governo federal, que tem a adesão do governo de Brasília. A ideia é reunir num só local todos os serviços de atendimento a mulheres vítimas de violência.
De acordo com o programa, cabe ao governo federal construir as instalações físicas e entregar móveis, computadores e demais equipamentos. A gestão será compartilhada com o governo de Brasília, mais especificamente a Secretaria de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Semidh), e demais parceiros.
Os preparativos para a inauguração seguem de vento em popa. Nesta semana, foi publicado o convênio firmado entre a SPM-PR e o Governo de Brasília, por meio da Semidh, que manterá a Casa durante dois anos. O valor é de 13,7 milhões. Antes, já havia sido divulgado o decreto de implantação da Casa.
No início da próxima semana, a SPM-PR, a Semidh e os demais parceiros darão início ao processo de formação dos servidores que atuarão no novo equipamento. Será realizado o curso de sensibilização na temática de violência contra as mulheres e o funcionamento da Casa. Nesta sexta (22), o DFTrans colocou as placas de endereçamento nas ruas próximas ao local.
O que é – A Casa da Mulher Brasileira de Brasília ocupa terreno de 13 mil m², sendo 3,5 mil m² de área construída, na 601 Norte, atrás do Serpro. No local, vão funcionar delegacia de polícia, promotoria, defensoria pública, vara de gênero, atendimento psicossocial e serviços de autonomia econômica. Cada área é pintada de uma cor. Haverá ainda brinquedoteca, para os filhos das mulheres atendidas, auditório e salas de reunião.
De acordo com o programa “Mulher, Viver Sem Violência”, gerido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, serão instaladas, ao todo, 27 Casas da Mulher Brasileira no País, uma em cada capital e no DF. A de Campo Grande, no Mato Grosso, foi a primeira a ser entregue, no início de fevereiro. A segunda é a de Brasília.
Ascom Semidh


imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo