quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

CLDF entrega prêmios aos vencedores do Troféu Câmara

A deputada Celina Leão, presidente da CLDF, entregou, nesta quarta-feira (17), o Troféu Câmara Legislativa de Cinema, aos vencedores da 20ª edição do evento, ocorrido em setembro do ano passado. Os prêmios somaram R$ 200 mil, entregue em cheques, para 14 categorias. Celina estava acompanhada do primeiro secretário, deputado Raimundo Ribeiro.
Celina Leão lembrou que 2015 foi um ano muito difícil e muitos cortes tiveram que ser feitos no Orçamento, mas ressaltou que os recursos para a atividade cultural foram mantidos. A presidente disse que a Casa está aberta para apoiar iniciativas culturais e destacou que a valorização da cultura é um legado importante para a sociedade.
“Cortamos despesas, mas não cortamos em projetos culturais e para o esporte, porque entendemos que esta Casa também tem um dever, que é muito importante: trabalhamos pela cultura da paz. Investir na cultura também é promover a cidadania. Este troféu não é da deputada Celina Leão, mas dos artistas. Aliás, temos vários artistas no DF”, disse Celina Leão, lembrando que há vários nomes que se destacam no cenário nacional, que nasceram ou iniciaram a carreira artística no DF.
“Este troféu representa a aproximação e a interação da Câmara Legislativa com a população de Brasília, e principalmente, com os realizadores de cinema da nossa cidade. Ao longo desses 20 anos, temos visto várias obras da Mostra Brasília que tem alcançado destaque nacional e internacional, o que nos enche de orgulho”, reforçou Celina.
A presidente da Casa destacou, ainda, que a Câmara Legislativa do DF manterá sua parceria com o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, por acreditar que a cultura é fator essencial do desenvolvimento de uma nação.
O cineasta John Howard Szerman, diretor do longa, Santoro - O Homem e sua Música, recebeu o prêmio de melhor longa. “Agradeço o apoio da Câmara Legislativa para a produção cinematográfica local. E espero que, neste ano, o festival se repita e que continue a nos premiar”.  A viúva do maestro Cláudio Santoro, Gisele Santoro, comemorou a premiação do filme que conta a trajetória do maestro Santoro, e reiterou o apoio dos deputados distritais para a música e da dança.
Ao todo, 18 filmes concorreram à 20ª edição do Troféu Câmara, sendo quatro longas-metragens e 14 curtas-metragens, exibidos em setembro do ano passado, na mostra Brasília, durante o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Os vencedores foram escolhidos por meio de um júri oficial e um júri popular. O júri oficial foi composto por André Sachs, músico, produtor musical e compositor de trilhas sonoras para cinema e TV; Chico Sant'Anna, ator de cinema, teatro e TV e Jorge Bodanzky, fotógrafo, diretor e produtor de cinema e TV.
O Troféu Câmara Legislativa de Cinema foi criado em 1996 e visa contribuir, incentivar e apoiar o cinema produzido no DF.
Conheça os premiados:
Júri Oficial
.Melhor filme de longa-metragem: Santoro - O Homem e sua Música, de John Howard Szerman (R$ 80.000,00)
.Melhor filme de curta-metragem: A Culpa é da Foto, de André Dusek, Eraldo Peres e Joedson Alves (R$ 30.000,00)
.Melhor direção: John Howard Szerman, por Santoro - O homem e sua música (R$ 6.000,00)
.Melhor ator: Davi Galdeano, por O outro lado do Paraíso (R$ 6.000,00)
.Melhor atriz: Simone Iliescu, por O outro lado do Paraíso (R$ 6.000,00)
.Melhor roteiro: Marcelo Müller, Ricardo Tiezzi, José Rezende Jr. e André Ristum, por O outro lado do Paraíso (R$ 6.000,00)
.Melhor fotografia: Lelo Santos, por Escuro do Medo (R$ 6.000,00)
.Melhor montagem: Armando Bulcão, por Alma palavra Alma (R$ 6.000,00)
.Melhor direção de arte: Beto Grimaldi, por O outro lado do Paraíso (R$ 6.000,00)
.Melhor edição de som: Alessandro Laroca, Armando Torres Jr. e Eduardo Virmond, O outro lado do Paraíso (R$ 6.000,00)
.Melhor captação de som direto: Toninho Muricy, por O outro lado do Paraíso (R$ 6.000,00).
.Melhor trilha sonora: Alessandro Santoro, por Santoro - O Homem e sua Música (R$ 6.000,00)
Júri Popular
.Melhor filme de longa-metragem: O outro lado do Paraíso, de André Ristum (R$ 20.000,00)

.Melhor filme de curta-metragem: Ninguém nasce no paraíso (matriz proibida), de Alan Schvarsberg (R$ 10.000,00)

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo