quinta-feira, 30 de junho de 2016

Manutenção de faróis evita multa em rodovias durante o dia

Atenção Meninas a nova lei,esta pronta para saquear nossos bolsos fiquem esperas,segue sugestões de cuidados:Alinhamento e checagem das lâmpadas devem ser associados à revisão do veículo
Resultado de imagem para forei baixo desalinhadosA menos de duas semanas da Lei 13.290/2016 – que determina o uso obrigatório do farol baixo durante o dia em rodovias – entrar em vigor, o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Autorizados do Distrito Federal (Sincodiv-DF) orienta motoristas sobre importância de manter a revisão periódica dos faróis do veículo.
A partir do dia 8 de julho, motoristas flagrados conduzindo automóveis com farol desligado serão autuados com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação. Antes de dirigir por rodovias, o condutor deve providenciar a revisão dos faróis e lanternas do carro, que devem ser trocadas a cada dois anos.
“Buracos e depressões nas cidades e estradas fazem com que os faróis percam a regulagem de fábrica em até três meses. Por isso, recomenda-se fazer uma revisão completa a cada noventa dias”, sinaliza Alessandro Soldi, vice-presidente do Sincodiv-DF.
Saiba mais sobre cuidados com os faróis do carro: 
1. No mercado nacional existem três tipos básicos de lâmpadas, a principal diferença entre os modelos está no consumo de energia da bateria e intensidade da luz. São elas: Halógena (a coloração é meio amarelada e são as mais comuns de se encontrar no mercado), Xenon (ao entrar em contato com impulsos elétricos vindos de um reator específico, inflama-se produzindo uma luz de alta intensidade), e Cool Blue (possui pintura de tom azulado no bulbo, para tornar a luz mais branca e brilhante);
2. A escolha deve ser realizada com base no desempenho da lâmpada. Quanto mais branca, melhor é a visibilidade que ela proporciona, garantindo maior segurança ao dirigir. Neste caso, pode-se dizer que a Xenon é que possui a luz mais clara;
3. Consumo de energia: Halógena – 60 a 100 watts
                                 Xenon – 35 watts 
                                 Cool Blue – 15 watts;
4. Escolhida a lâmpada, é fundamental que haja regulagem de foco e altura para o melhor desempenho e segurança;
5. O sistema elétrico original dos veículos é projetado para suportar lâmpadas de até 60 watts. Caso o número de watts seja superior, será necessária a instalação de um relé auxiliar (dispositivo por meio do qual um circuito é controlado por variações de condições elétricas);
6. O modelo da lâmpada deve ser compatível com o modelo descrito nas informações contidas no manual do seu carro;
7. Não esqueça de regular os faróis de acordo com sua utilização, caso contrário você poderá ser multado.
Sobre o Sincodiv-DF - Filiado à Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do DF (Sincodiv-DF) conta com 60 associados totalizando 132 concessionárias. A entidade é responsável pela pesquisa mensal sobre emplacamentos de veículos no DF. 
ASSESSORIA DE IMPRENSA – SINCODIV/DF
Proativa Comunicação

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo