quinta-feira, 23 de junho de 2016

Nutricionistas alertam: novidade, Coca-Cola verde não é saudável

Especialistas dizem que a bebida ainda contém muito açúcar
A Coca-cola lançou uma nova versão de seu refrigerante mais popular: a coca-cola verde. Adoçado com stévia (um adoçante natural) e açúcar, o produto possui 50% a menos de açúcar que a versão tradicional, mas os nutricionistas alertam que o produto ainda contém muita quantidade de açúcar. 
De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, ao invés de conter 21 gramas de açúcar por copo, a Coca-Cola verde, ou 'Coca-Cola life', contém dez gramas. Por lata, são 17,5 gramas de açúcar. O rótulo do produto denuncia ainda conter dois aditivos a mais do que a versão tradicional: um conservante e um regulador de acidez: "Não dá para falar que é uma bebida saudável", disse Ana Paula Gines Geraldo, nutricionista, professora da Universidade Federal de Santa Catarina.
A nutricionista do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) Ana Paula Bortoletto é da mesma opinião, com o agravante de parecer mais saudável, por causa do rótulo verde, o que pode levar a um aumento do consumo: “Continua sendo uma bebida açucarada, que leva ao aumento de peso e ao diabetes”, diz.
Outra estratégia de marketing usada pela empresa para passar a imagem de saudável é o destaque para o fato de o açúcar vir da cana. “Não sei porque destacam isso, dá na mesma, é açúcar do mesmo jeito”, afirma Bortoletto.
A Coca-Cola por sua vez, através de sua diretora de estratégia de categorias da Coca-Cola Brasil Andrea Mota, afirma que a empresa lançou o produto para dar mais opção para os consumidores. "É importante o consumidor ter opção, ter variedade. Quem não quer açúcar nenhum pode tomar a Coca-Cola Zero, se você quer metade tem do açúcar agora tem a Life", comenta.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo