terça-feira, 14 de junho de 2016

Trânsito congestionado População não aprova mudanças em Taguatinga e CLDF propõe fazer audiência pública

Desde o dia 4 de junho, data de início da mudança no trânsito em Taguatinga, que a Ouvidoria da Câmara Legislativa do DF (CLDF) tem recebido centenas de reclamações da população do DF. O trânsito foi alterado e a avenida Samdu segue, agora, de Taguatinga Sul para o Taguacenter, enquanto a Comercial faz o trajeto contrário.
Com a reclamação maciça da população, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) entrou com ação na Justiça, na sexta-feira (4), para pedir a anulação da mudança de sentido nas avenidas Samdu e Comercial, em Taguatinga. Segundo o MP, as alterações trazem impactos ambientais e não foram divulgadas para que a população se preparasse para a mudança. 

De acordo com a promotora de Defesa da Ordem Urbanística, do MPDFT, Selma Leão Godoy, o governo não apresentou provas que justifiquem a mudança no trânsito. 
A deputada Celina Leão, presidente da CLDF, recebeu inúmeras reclamações e críticas à medida adotada pelo governo do DF, por telefone, inclusive com vídeos que comprovam os congestionamentos no local. 
Celina esteve nesta segunda-feira (13), no MPDFT, onde esteve em reunião com a promotora, Selma Godoy, para discutir o tema que está afligindo os brasilienses.  “Em não posso ficar insensível a uma situação como esta. Vamos fazer uma audiência pública ou uma comissão geral para discutir o assunto. Convidarei as promotoras públicas do MPDFT para ouvi-las, assim como representantes do Detran-DF e da Secretaria de Mobilidade (Semob) para esclarecer se o trânsito vai permanecer este caos ou se tem uma nova mudança. Ouviremos também a população. Acho que é importante ouvir todos”, garante Celina.
A presidente da CLDF destaca a importância do debate neste momento e prevê que ele possa acontecer ainda neste mês, antes do encerramento dos trabalhos legislativos do semestre. “Eu não consegui entender a mudança. Fiquei impressionada com os vídeos que vi e com os depoimentos de quem enfrenta o congestionamento desde o dia da alteração”, sublinhou Celina.
A parlamentar lembrou ainda, que em seu primeiro mandato, 2007/2010, participou de duas audiências públicas na CLDF, que já tratavam do tema. “Todos foram contra. A população foi contrária”, relembrou.
Foi um abaixo-assinado com mais de três mil assinaturas de moradores e comerciantes de Taguatinga, na quarta-feira (8), provocou o MP a entrar com a ação, assim como o possível impacto que as modificações no trânsito podem trazer ao meio ambiente. "Nossa preocupação é principalmente do ponto de vista ambiental. Como o fluxo de veículos vai aumentar muito, hoje são 60 mil, e está previsto que aumente para 80 mil, isso vai trazer mais barulho e poluição", disse Selma Godoy.

Foto: MPDFT/ divulgação
Foto: Avenida/Pedro Ventura/Agência Brasília
Ilustração: Agência Brasília
Ascom da deputada Celina Leão

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo