sábado, 30 de julho de 2016

5 dicas para tornar o mundo um lugar melhor para a sua equipe


“Felicidade no trabalho está diretamente relacionada com melhor performance e produtividade, assim como maior energia, melhores resultados, promoções mais rápidas, salários maiores, mais saúde e aumento na felicidade na vida. Então, é bom para organizações e indivíduos também”, afirma Jessica Pryce-Jones, autora do livro Felicidade no Trabalho e CEO da iOpener.
A conclusão acima não é mero achismo; veio de uma pesquisa realizada por Jessica com mais de 3 mil pessoas em 79 países. Ela descobriu que pessoas que não estão felizes no trabalho passam apenas 40% do tempo fazendo o que deveriam fazer, enquanto pessoas felizes trabalham durante 80% do tempo. Não à toa melhorar a qualidade de vida dos colaboradores é considerado uma ação eficaz para turbinar a produtividade e reter talentos!
Separamos 5 dicas de mudanças que podem ser implementadas em sua empresa que têm um efeito muito positivo na qualidade de vida dos colaboradores. Inspire-se com a famosa frase de Warren G. Bennis, “Gerentes fazem as coisas do jeito certo; líderes fazem a coisa certa”, e faça a coisa certa para tornar a sua empresa um lugar melhor para a sua equipe – e conquistar resultados melhores!
Seja o mais transparente possível
Todo mundo sabe que existem dois tipos de comunicação em uma empresa: a oficial e a Rádio Peão. Muitas vezes um líder ou gestor de recursos humanos toma decisões e se esquece de comunicar aos seus colaboradores, que acabam descobrindo e especulando sobre o fato, mudando as proporções e espalhando uma fofoca nociva para o clima da empresa.
Comunicar para a sua equipe sobre as suas decisões e seus motivos e o que está acontecendo aumenta o engajamento e ajuda a deixar os colaboradores mais comprometidos com as metas da empresa. Em tempos de crise, esta comunicação é ainda mais importante. Se eles souberem por terceiros, eles se sentirão deixados de lado.
Defina metas e objetivos realistas
Uma das maiores causas de estresse no trabalho de acordo com a pesquisa Work Management Survey 2015, da Wrike, são as metas fora da realidade, que o colaborador não conseguirá realizar no prazo. Isso gera uma sobrecarga muito grande, pois mesmo que exista um senso comum de que ninguém poderia completar a tarefa em tão pouco tempo, ainda assim há cobrança e pressão.
Ter objetivos realistas e metas alcançáveis é o primeiro passo não apenas para melhorar o ambiente de trabalho, mas também a motivação do colaborador. Lembrando que a concretização das metas pode ser celebrada como uma conquista da equipe e levanta a moral do time como um todo!
Não incentive a “política do medo”
No tópico passado você pode ter pensado “Ah, o funcionário que aceitou fazer esta tarefa nesse prazo. A culpa é dele se está sobrecarregado”. Na verdade, muitas empresas vivem em uma política do medo, onde os colaboradores sentem-se obrigados a aceitar condições ruins de trabalho com medo de serem demitidos caso digam não.
Uma das frases de efeito que definem a cultura do escritório do Facebook é “O que você faria se não estivesse com medo?”. Pense por alguns segundos no significado desta frase e em como ela pode mudar completamente as suas ações no ambiente de trabalho. É papel de um bom líder mostrar aos seus colaboradores que eles não precisam ter medo de falar ou questionar (mesmo os seus superiores) quando têm algo importante ou relevante para compartilhar. Como o próprio nome diz, eles estão ali para colaborar e não apenas obedecer.
Tenha políticas de horário mais flexíveis
No livro What Millennials Want from Work (O que os Millennials querem do trabalho, ainda sem tradução para o Português), os autores  Jennifer J. Deal e Alec Levenson divulgaram a pesquisa que fizeram com 25 mil jovens de todo o mundo. Os números em relação a Home Office e horários flexíveis são significativos.
Segundo eles, 95% dos jovens hoje em dia sentem-se mais produtivos em empresas que dão a possibilidade de trabalhar em Home Office ocasionalmente. E não é só isso: 77% disseram que se sentem mais motivados e engajados quando têm a possibilidade de fazer o próprio horário de trabalho.
Hoje em dia, com a tecnologia e comunicação que temos ao nosso dispor, é insustentável o argumento de que um colaboradores precise ficar todos os dias de 8h às 17h no escritório, só para que o seu chefe o fique “vigiando” de perto. Ter uma política de home office e horários flexíveis pode melhorar a qualidade de vida das pessoas na sua empresa e aumentar motivação do time.
Ajude o seu time a encontrar propósito no trabalho
Todo trabalho tem um propósito, que vai além de todas as tarefas que você precisa realizar no seu dia a dia – e é muito mais importante do que o salário que você recebe no final do mês. Foi Friedrich Nietzsche quem disse que “aquele que tem um porquê para viver pode suportar quase qualquer como”. Ou seja, um profissional que tem um propósito em seu trabalho é mais motivado para superar os desafios.
O PhD em psicologia Michael F. Steger, autor do livro Purpose and Meaning in the Workplace (Propósito e Significado no Ambiente de Trabalho), nos convida a pensar que, de uma forma ampla, o propósito de quase todos os trabalhos é: tornar o mundo um lugar melhor para alguém. E, sendo assim, um belo pensamento para começar todos os dias seria “hoje eu vou tornar o mundo um lugar melhor para alguém”. Você se sentiria mais motivado se acreditasse nisso?
Por exemplo, você vai à praia e toma uma água de coco. Você não acha que o vendedor de coco, que está trabalhando, está tornando o mundo um lugar melhor para você? Se formos mais a fundo, o agricultor que plantou o coqueiro, a pessoa quem colheu o fruto, o motorista do caminhão que carregou a mercadoria até a praia, todos eles não contribuíram para este fim?
Portanto, que tal você criar ações e comunicações que mostrem aos seus funcionários que o trabalho deles está contribuindo não apenas para tornar o mundo um lugar melhor para eles, por terem um salário e benefícios, mas também para as pessoas que usufruem dos serviços ou produtos da sua empresa?












imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo