domingo, 31 de julho de 2016

Arqueira do Quênia compete 'abençoada' e em 'esporte dos anjos' para o islã

Em um país reconhecido por seus corredores, Shehzana Anwar, 26, é abençoada mesmo sendo de uma modalidade ainda não consagrada no Quênia.
Kuki, como é chamada pelos mais próximos, pratica um "esporte dos anjos", segundo sua religião. E é a única representante do tiro com arco do Quênia nos Jogos Olímpicos do Rio.

A queniana Shehzana Anwar -à esq-com a mãe e técnica-Tabasamu Anwar

"Religiosamente, no Islã, nós acreditamos que o profeta disse que, dos esportes que as mulheres fazem, tiro com arco, equitação e natação são os que os anjos praticam. Então meus pais me incentivaram porque acreditam que sou abençoada por fazê-lo", disse Kuki, durante passagem pela praça da Vila Olímpica.
O véu cobrindo a cabeça não esconde o sorriso da garota que está realizando o sonho de estar na Olimpíada. Até foto sobre a mão do Cristo Redentor (o falso, da Vila, não o original) ela tirou.A arqueira conquistou a vaga olímpica em fevereiro, após ganhar o campeonato africano, na Namíbia.
"Desde que comecei a competir minha meta era os Jogos Olímpicos", comentou. "A única dificuldade é porque o tiro com arco é um esporte ainda muito pequeno no Quênia. É um país de corredores. Agora espero que as pessoas vejam as competições lá e, quem sabe, nos próximos Jogos não temos um time aqui?"
Assistente de recursos humanos na capital queniana Nairobi, onde vive, ela começou a atirar com o arco em 2002 por incentivo da mãe, Tabasamu Anwar, que também faz papel de técnica e gerencia a carreira da atleta, que acompanha no Rio."Tiro com arco era minha paixão e virou a dela. Ela se sente confiante como arqueira", afirmou a mãe.
Em Jogos Olímpicos, o Quênia tem medalha em apenas dois esportes: atletismo (80, sendo 24 ouros) e boxe (sete, com um ouro).
Kuki não deve quebrar esse tabu em 2016, afinal, compete internacionalmente há pouco mais de oito anos e é a atual 195ª colocada do ranking mundial. Mas já pode dizer que é abençoada por competir nos Jogos Olímpicos.fonte:Estadão

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo