sexta-feira, 1 de julho de 2016

Ingerir Paracetamol durante a gravidez pode afetar o bebê

Estudo alerta que as mulheres que tomam Paracetamol durante a gravidez se arriscam a ter um filho com autismo ou distúrbio de hiperatividade e déficit de atenção. Um estudo espanhol analisou o consumo de Paracetamol de mais de 2,5 mil mães e seus filhos. Os meninos cujas mães tomaram o analgésico durante a gestação mostravam ter mais traços de autismo enquanto ambos os sexos mostravam sinais de distúrbio de hiperatividade e déficit de atenção.

O cuidado médico geral sugere que o Paracetamol pode ser tomado por grávidas apenas se necessário e pelo período de tempo mais curto possível. Como reporta o Daily Mail, este é o primeiro estudo do gênero a analisar a associação entre o uso desta droga durante a gravidez e do espectro do autismo em crianças.

Os cientistas dizem que este é também o primeiro estudo a relatar efeitos diferentes em meninos e meninas. De acordo com as conclusões, aqueles cujas mães tomaram a droga regularmente eram 30% mais propensos a mostrar o comprometimento das funções de atenção e um aumento de dois sintomas clínicos de sintomas do espectro do autismo em meninos.

Claudia Avella-Garcia, principal autora do estudo e investigadora no CREAL, parte do Instituto de Barcelona para a Saúde Global, explicou que os cientistas testaram os sintomas em vez de diagnósticos exatos.

"Embora tenhamos medido os sintomas e não diagnósticos, um aumento no número de sintomas que uma criança tem pode afetar a ele ou ela, mesmo que não sejam suficientemente graves para justificar um diagnóstico clínico de um distúrbio neurológico”


imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo