sexta-feira, 1 de julho de 2016

PF prende doleiro aliado de Cunha

A operação deflagrada nesta manhã também mira a JBS. O corretor Lúcio Bolonha Funaro, aliado do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e que vinha tentando negociar um acordo de delação com a Procuradoria-geral da República (PGR), foi preso pela Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (1º). Uma nova etapa da Operação Lava Jato foi deflagrada e também tem como alvo a empresa JBS, dona da Friboi, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. A PF cumpre mandados em São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Brasília.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavaski, relator da Lava Jato, autorizou a operação, com base na delação do ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto, também aliado de Cunha. Cleto afirmou que havia um esquema de pagamentos de propina para liberação de recursos do FI-FGTS e que o dinheiro era repartido entre ele, Cunha e Funaro.A PF investiga se houve pagamento de propina por parte da JBS, por meio de Funaro, para obter recursos do fundo de investimentos do FGTS, liberados por influência de Cleto. As assessorias de Cunha e Funaro negaram as acusações.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo