sábado, 23 de julho de 2016

"Você se sente ridículo atuando com elefante de mentira", diz "Tarzan"

Protagonista do novo "A Lenda de Tarzan", o ator sueco Alexander Skarsgård falou ao UOL sobre como foi ser "rei" em uma selva de mentira, povoada por animais gerados a partir da computação gráfica. "As cenas emotivas são mais difíceis, porque algumas vezes eu não tinha nada na minha frente. Era só uma caixa ou uma bola de tênis. E você se sente bem ridículo quando você tem ser emotivo e conversar com um lindo elefante quando ele na verdade é uma bola de tênis." No filme dirigido por David Yates, Skarsgård também contracena com o premiado Christoph Waltz, que vive o vilão da história. Na entrevista, o ator negou o rumor de que teria havido um beijo gay entre os personagens,


supostamente excluído na edição do longa. "No fim do filme, há uma cena em que ficamos muito próximos. E o personagem do Cristopher, o Rom, demonstra sua estranha fascinação pelo Tarzan, quase sexualmente. Mas nós definitivamente não nos beijamos naquele momento."

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo