terça-feira, 9 de agosto de 2016

Frente Parlamentar da Medicina é criada; Caiado é primeiro senador a assinar

Deputados, senadores e entidades médicas criaram nesta terça-feira (09/08) a Frente Parlamentar da Medicina, que deve atuar em defesa do setor no Congresso Nacional.
Presidida pelo deputado Henrique Mandetta (Democratas-MS), a frente conta com Ronaldo Caiado (Democratas-GO) como principal referência no Senado Federal. A intenção do grupo é organizar uma pauta unificada da categoria em defesa da boa prática da medicina no Brasil. A cerimônia de criação foi realizada na Câmara de Deputados, nesta terça.
"Essa é uma frente que precisa ser consolidada rapidamente no Senado, onde o texto final do Ato Médico carece de princípios e direitos inalienáveis para nossa categoria. Não podemos permitir que prerrogativas da profissão como diagnóstico e tratamento sejam parcialmente retiradas. Esse é o exemplo perfeito da necessidade de nossa classe se estruturar. Muitas vezes as matérias passam sem perceberem", comentou Caiado
O senador trouxe o exemplo da Frente Parlamentar da Agropecuária, criada ainda na Constituinte e que tem papel determinante na construção de políticas e leis para o setor. Caiado ressalta a importância de se inspirar em práticas necessárias para fortalecer a Frente no Congresso.
"Por que algumas frentes se consolidam e outras não? Pela capacidade de articulação e de decisão em relação às bases eleitorais de cada parlamentar. É fundamental que cada um se atenha a isso: a frente só será forte se houver uma capacidade de articulação suprapartidária com força e influência. É preciso que exista uma participação direta das entidades de classe desde sua formação até a estruturação de uma assessoria que acompanhe matérias em tramitação", defendeu.
Matéria: Assessoria Liderança Democratas Senado

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo