quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Meirelles: aumento de impostos pode ser necessário

O ministro lembrou que a carga tributária do Brasil já é uma das maiores do mundo e, por isso, aumentá-la ainda mais não deve ser a solução para colocar as contas públicas em ordem O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira (24) que o aumento de impostos pode ser necessário "de forma transitória". O governo não considera elevar tributos neste momento, segundo Meirelles, mas esse mecanismo não deve ser descartado no futuro.
"De forma transitória, etc, acredito que pode vir a ser necessário [a alta de tributos]. Isso não está sendo considerado no momento, mas é hipótese que não devemos descartar no futuro", afirmou o ministro durante audiência pública na Câmara dos Deputados.O ministro lembrou que a carga tributária do Brasil já é uma das maiores do mundo e, por isso, aumentá-la ainda mais não deve ser a solução para colocar as contas públicas em ordem. "Não podemos resolver o problema do deficit da dívida por meio do aumento de impostos porque nossa carga tributária já é uma das mais altas do mundo", afirmou.
Nesta terça-feira (23), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que é "claro" que não haverá aumento de impostos em 2016. Segundo ele, o governo decidiu que não haverá aumento de imposto neste ano ou no próximo para atingir a meta fiscal.
Meirelles e o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, participam na manhã desta quarta-feira de reunião na comissão especial da Câmara dos Deputados que estuda a proposta de estabelecer um teto para os gastos;
Nesta terça, após um café da manhã com deputados que integram a comissão, Meirelles disse que espera a aprovação da PEC neste ano, mas admitiu a possibilidade de o Congresso Nacional terminar de votar a proposta apenas em 2017. Ele também afirmou que o texto está em "fase de aperfeiçoamentos". fonte: Folhapress.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo