segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Morte suspeita de bebê em Hospital de SP é investigada


A mãe da criança afirma que morte foi causada por um erro do médico ou da enfermagem A morte de um bebê de sete meses no Hospital do Campo Limpo, na Zona Sul da capital paulista ocorrido em julho, está sendo investigado pela Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo.Nicollas Protasio da Silva, diagnosticado com bronquite, ficou internado por três dias e já havia tido alta e recebia a última medicação antes de deixar a unidade hospitalar quando passou mal, sofreu parada cardiorrespiratória e morreu. As informações dão do G1.
A mãe do bebê, Elaine Cristina Protasio da Silva, de 36 anos, diz que a morte foi causada por um erro do médico, que teria se equivocado na receita da medicação intravascular, ou da enfermagem, que teria confundido as seringas na hora da aplicação.
O médico Karl Rosenfeld, que atua como pediatra há 35 anos e há mais de 20 no Hospital do Campo Limpo, nega que teve alguma culpa. O Hospital também se pronunciou afirmando que fez tudo certo. A causa da morte de Nicollas foi classificada como "súbita", decorrente de parada cardiorrespiratória.
O advogado da família vai pedir abertura de processo administrativo junto ao Conselho Regional de Medicina e ao Conselho Regional de Enfermagem para apurar responsabilidade profissional, além do processo por dano moral e material contra o Hospital e os profissionais.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo