terça-feira, 27 de dezembro de 2016

George Michael morreu por overdose de heroína

A morte do cantor britânico George Michael pode ter sido causada por uma

overdose de heroína, de acordo com o site "Daily Telegraph". A publicação britânica entrevistou uma fonte próxima a Michael, que revelou que o cantor havia sido tratado recentemente em um hospital por causa da dependência química. "Ele foi levado às pressas para a emergência em várias ocasiões", disse.

Ainda de acordo com a fonte, "ele usou heroína. Acho incrível que ele tenha durado tanto tempo", acrescentou a fonte. De acordo com o site "The Hollywood Reporter", Michael Lippman, representante e amigo de longa data do artista, informou que Michael faleceu por insuficiência cardíaca.
George Michael faleceu no último domingo (25) em sua residência, no condado de Oxfordshire, no norte da Inglaterra. Seu namorado, Fadi Fawaz, foi o responsável por encontrar o corpo do cantor.
Em entrevista ao jornal britânico "The Telegraph", Fawaz falou sobre o companheiro. "Nós deveríamos ir para o almoço de Natal. Eu fui lá para acordá-lo e ele já tinha ido embora, estava deitado na cama. Nós não sabemos o que aconteceu ainda. Tudo tinha sido muito complicado recentemente", disse Fawaz, que é cabeleireiro de celebridades.

"George [Michael] estava ansioso para o Natal, e eu também.Agora tudo está arruinado, quero que as pessoas recordem dele como ele era - ele era uma pessoa boa", concluiu o parceiro do cantor desde 2011. Michael é considerado um dos astros do pop dos anos 1990. Entre os seus grandes sucessos estão o single "Careless Whisper", que se tornou uma das músicas mais famosas de sua carreira. Além da parceria com Aretha Franklin em "I Knew You Were Waiting", e o destaque no mundo inteiro, "Freedom!90". Com informações da ANSA. 

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo