quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

CLDF vota com o povo e derruba aumento das passagens de ônibus

Os usuários do transporte público do DF comemoraram, nas galerias da Câmara

Legislativa do DF (CLDF), nesta quinta-feira (12), após a votação dos deputados distritais, em sessão extraordinária, que derrubou o Decreto do governador que reajustou as passagens do transporte público do DF no primeiro dia útil do ano. Por 18 votos favoráveis à derrubada e seis ausências, foi aprovado o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) que suspende o reajuste da tarifa. Para começar a valer, a medida tem de ser publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). A CLDF encaminha, ainda hoje (12), o decreto ao Executivo para publicação.
Antes da votação os parlamentares se manifestaram e até anteciparam a forma como iriam votar. A deputada Celina Leão foi uma delas: atacou a licitação do transporte público feita na gestão Agnelo Queiroz (PT) e pediu a prisão dos envolvidos. 
Celina destacou ser contra o reajuste nas passagens no transporte público do DF e disse estar certa de que a Casa manteria a unidade para defender a população do Distrito Federal, que não aguenta mais ficar à mercê deste governo que não trabalha pelo povo. “Aumentar o valor das passagens é um ato covarde de passar a conta da má administração para o bolso da população. O povo não pode pagar um aumento se falta qualidade no transporte. Queremos mais qualidade no transporte e preço mais barato nas passagens!”
A deputada Celina lembrou que seu empenho em defender a melhoria do transporte público do DF e, em especial, que propôs a abertura da CPI dos Transportes, trabalho que resultou na anulação da licitação, pela Justiça, e ainda pediu a punição dos responsáveis pelo caos no transporte da nossa cidade. “Fui a primeira a denunciar que a licitação era viciada e dirigida para atender os interesses dos empresários e não da população do DF”. E completou: “Queremos uma licitação limpa, transparente, com ônibus novos e preços de passagens mais baratos para atender aos cidadãos”.
A parlamentar resumiu que denunciou, muitas vezes, que havia um esquema que privilegiava empresários e prejudicava o cidadão trabalhador do DF, no governo passado. “Parte da população não sabe que, além do que cada passageiro pagava, o PT, que governava o DF, pagava mais R$ 120 milhões por ano, a título de subsídio, antes da licitação das empresas. Depois da licitação, a coisa piorou e o Governo do PT passou a gastar mais de R$ 500 milhões por ano”, contabilizou.
Celina enfatizou que o GDF não ouviu a população, mas que os deputados querem ouvir a opinião dos usuários. “Queremos ouvir a população, a principal interessada, aquela que é usuária diária do transporte público. O que queremos, definitivamente, é que o Distrito Federal tenha um transporte de qualidade e preste um serviço capaz de atender a comunidade de maneira mais humana”, avaliou.
Ascom da deputada Celina Leão

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo