quinta-feira, 30 de março de 2017

Rodrigo Rollemberg, Pede Desculpas aos funcionários do Seplag e o Sebrae-DF

Em primeiro lugar eu quero pedir desculpas aos servidores do Sebrae por levar

o Valdir do Sebrae. Mas, na verdade, não estamos tirando. Estamos tirando um pouco desse convívio diário, mas, certamente, o Valdir vai assumir uma função ainda maior, utilizando todo o seu talento, todo seu entusiasmo, todo seu otimismo e todo seu compromisso com Brasília. Eu me lembro bem, Valdir, a primeira eleição que eu fui disputar, eu fui recolher algumas mensagens e a primeira mensagem foi da minha mãe. Ela escreveu no caderninho assim: 

“Quem não vive para servir, não serve para viver”. E o que a gente percebe é que na sua personalidade, é esse desejo de servir melhor à cidade. O que me faz lembrar outra frase do educador Rubem Alves: “A política como profissão é a mais vil de todas as profissões, mas a política como vocação é a mais nobre de todas as vocações”. Porque o político profissional é aquele que se realiza com a sua realização pessoal, particular. Mas o político vocacionado é aquele que se realiza com a realização dos outros. Com a realização da sua comunidade, com a realização da sua cidade. E eu tenho certeza de que você saindo da sua zona de conforto, de superintendente do Sebrae, para assumir um desafio num momento difícil da cidade, num momento difícil do governo, num momento difícil do país, demonstra um compromisso muito grande com a nossa cidade e um desejo muito grande de servir a essa cidade. E vou dizer outra frase que eu já lhe disse quando fiz o convite, que eu ouvi de uma senhora muito querida, ela me disse uma vez e eu nunca esqueci disso, nos momentos difíceis eu sempre me lembro dela. “Muito lhe foi dado, muito lhe será pedido”.
 Portanto, o que hoje nós estamos fazendo aqui é mais um passo importante na demonstração desse nosso compromisso com Brasília e de que Brasília tenha um papel significativo na retomada do desenvolvimento do país. E uma crença muito grande de que isso vai se dar no apoio às micro e pequenas empresas. O Estado tem uma capacidade muito grande de promover o desenvolvimento através das compras públicas. O Estado tem a obrigação de comprar bem, comprar produtos mais baratos, produtos de melhor qualidade, mas esse Termo de Cooperação é exatamente com o objetivo de preparar o Estado e preparar as micro e pequenas empresas para que possam concorrer, para que possam ofertar produtos de qualidade, garantindo esses pressupostos aos quais me referi, podendo garantir o desenvolvimento das cidades, porque são das micro e pequenas empresas que estão a maior parte dos empregos da nossa cidade. 
Certamente ao comprar mais das micro e pequenas empresas, nós vamos comprar mais de empresas de Brasília e isso vai contribuir para promoção do desenvolvimento local, para o desenvolvimento regional, que tem sido uma bandeira do Sebrae ao longo dos anos. Portanto, é com muita alegria, é com muita satisfação, que a gente assina esse Termo de Cooperação Técnica.

 E tenho convicção absoluta que a sua presença na Secretaria de Desenvolvimento Econômico só vai ampliar os laços do governo de Brasília com o Sebrae, com o setor produtivo e acredito muito na capacidade de diálogo para encontrar os caminhos e as soluções para os nossos desafios. Quero aproveitar também para agradecer a colaboração que temos recebido da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil e registrar, Valdir, a minha convicção de que juntos, governo, Sebrae, setor produtivo, comunidade acadêmica, comunidade científica, juntos, nós vamos fazer mais, vamos fazer melhor e vamos fazer mais rápido. Muito obrigado!

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo