quinta-feira, 6 de abril de 2017

GOVERNO DE BRASILIA ESPERA QUE PROFESSORES VOLTEM AS AULAS

1. O Governo de Brasília espera que a parcela dos professores remanescente em greve retorne ao trabalho.
 2. O Sindicato dos Professores conhece a crítica situação econômico-financeira das contas do Distrito Federal, o que impede a concessão de reajuste salarial ou outra medida que implique no aumento de despesa.
 3. O governo continua aberto à nova rodada de negociação para discutir as propostas já colocadas na mesa, a saber:
 A) Pagamento de R$ 100 milhões de pecúnias a todos os servidores públicos do Distrital Federal, que beneficiará os professores - que representam cerca de um terço do total - de acordo com uma proposta que possa ser executada pela administração pública;
 B) Compromisso do Governo de Brasília em não adotar a nova lei de terceirização aprovada recentemente pelo Congresso Nacional na atividade fim da educação;
 C) Compromisso de que não encaminhará qualquer proposta de reforma previdenciária do funcionalismo distrital sem ampla discussão com toda a sociedade brasiliense.
 Comunicação Institucional e Interação Social


imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo