quinta-feira, 22 de junho de 2017

Saúde acolhe 206 profissionais voluntários

Evento de recepção também celebrou o 1º aniversário do Portal do Voluntariado
Lançado em novembro de 2016, o Programa de Voluntariado Profissional da Secretaria de Saúde acolheu, nesta quarta-feira (21), na Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde, a sétima turma de profissionais, composta de 206 pessoas. A recepção dos novos voluntários que contribuirão com seus serviços nas unidades públicas de saúde foi realizada simultaneamente com a celebração do primeiro aniversário do Portal do Voluntariado do Governo de Brasília.
O hotsite é um projeto integrante do Brasília Cidadã. Trata-se de uma iniciativa que promove a integração de políticas públicas, ações voluntárias, mecanismos de participação e controle social, tendo o cidadão como protagonista no desenvolvimento da cidade.

Evento de recepção também celebrou o 1º aniversário do Portal do Voluntariado
Lançado em novembro de 2016, o Programa de Voluntariado Profissional da Secretaria de Saúde acolheu, nesta quarta-feira (21), na Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde, a sétima turma de profissionais, composta de 206 pessoas. A recepção dos novos voluntários que contribuirão com seus serviços nas unidades públicas de saúde foi realizada simultaneamente com a celebração do primeiro aniversário do Portal do Voluntariado do Governo de Brasília.
O hotsite é um projeto integrante do Brasília Cidadã. Trata-se de uma iniciativa que promove a integração de políticas públicas, ações voluntárias, mecanismos de participação e controle social, tendo o cidadão como protagonista no desenvolvimento da cidade.
Durante a cerimônia, participaram da composição da mesa de abertura a diretora-executiva da Fepecs, Maria Dilma Theodoro; o gerente de Voluntariado da Secretaria de Saúde, Cristian da Cruz; a colaboradora do governo, Márcia Rollemberg, esposa do governador Rodrigo Rollemberg; a servidora aposentada da Saúde e voluntária da pasta Elza Martinez; além do refugiado da África e naturalizado brasileiro há sete anos, Barhebwa Mark, representando o voluntariado da área da saúde.
Em seu discurso, o gerente Cristian destacou que, atualmente, o voluntariado profissional tem cerca de 340 profissionais de diferentes especialidades da saúde atuando nas sete regionais. "Hoje, estamos acolhendo a quinta turma dessa categoria que inclui médicos, nutricionistas, psicólogos, enfermeiros e técnicos de enfermagem e outros", explica.
Para o gestor, a nova turma simboliza mais uma conquista para a Secretaria de Saúde. Ele conta que o trabalho realizado pelos voluntários garante mais serviços na rede, além de agregar conhecimento e experiência entre os profissionais que prestam atendimento.
PORTAL – Na ocasião, Márcia Rollemberg ressaltou o marco de 10.010 mil pessoas inscritas no Portal do Voluntariado nos 187 projetos da iniciativa - 63 da Secretaria de Saúde, 47 da sociedade civil e 16 do Governo de Brasília.
"Foi na saúde que surgiram as primeiras ações de voluntariado de Brasília. A ação voluntária é uma das principais maneiras de contribuir com a sociedade e, hoje, a pasta é a mais progressista e essa área é um ótimo indicador de perfil da nossa comunidade", enfatizou a colaboradora.
BONS EXEMPLOS – A médica Elza Martinez atuou na Secretaria de Saúde por 22 anos. Aposentada, retornou à pasta como voluntária. Para ela, o serviço demonstra o quanto é possível gerar bons resultados a partir do empenho.
"Nos anos de atuação na secretaria adquiri muitas experiências que me mostraram ser possíveis fazer grandes coisas. Tudo pode ser superado com esforço e boa vontade. Hoje, volto à secretaria para continuar minha contribuição como forma de agradecer a tudo de bom recebido", declara Elza.
Barhebwa Mark, nascido em Togo, na África, e naturalizado brasileiro, é enfermeiro e acaba de ser recebido como mais um voluntário. Nesta quarta (21), dividiu com os participantes sua alegria em ser colaborador da rede. "Estou disposto a oferecer toda a ajuda profissional que não consegui disponibilizar em meu país. Muitas pessoas precisam do auxílio prestado por um voluntário e, nessa oportunidade, encontrei a chance de ajudar o próximo."
O analista de sistemas Romualdo Rodrigues, em treinamento há duas semanas, começará a atuar em 1º de julho e se sente beneficiado com a iniciativa. "Será uma relação de troca com vantagem para os dois lados, pois a secretaria me proporcionará mais experiência curricular e eu oferecerei meus conhecimentos técnicos, sendo a população a principal receptora dos bons resultados", aponta.

Durante a cerimônia, participaram da composição da mesa de abertura a diretora-executiva da Fepecs, Maria Dilma Theodoro; O gerente de Voluntariado da Secretaria de Saúde, Cristian da Cruz; a colaboradora do governo, Márcia Rollemberg, esposa do governador Rodrigo Rollemberg; a servidora aposentada da Saúde e voluntária da pasta Elza Martinez; além do refugiado da África e naturalizado brasileiro há sete anos, Barhebwa Mark, representando o voluntariado da área da saúde.
Em seu discurso, o gerente Cristian destacou que, atualmente, o voluntariado profissional tem cerca de 340 profissionais de diferentes especialidades da saúde atuando nas sete regionais. "Hoje, estamos acolhendo a quinta turma dessa categoria que inclui médicos, nutricionistas, psicólogos, enfermeiros e técnicos de enfermagem e outros", explica.

Para o gestor, a nova turma simboliza mais uma conquista para a Secretaria de Saúde. Ele conta que o trabalho realizado pelos voluntários garante mais serviços na rede, além de agregar conhecimento e experiência entre os profissionais que prestam atendimento.
PORTAL – Na ocasião, Márcia Rollemberg ressaltou o marco de 10.010 mil pessoas inscritas no Portal do Voluntariado nos 187 projetos da iniciativa - 63 da Secretaria de Saúde, 47 da sociedade civil e 16 do Governo de Brasília.

"Foi na saúde que surgiram as primeiras ações de voluntariado de Brasília. A ação voluntária é uma das principais maneiras de contribuir com a sociedade e, hoje, a pasta é a mais progressista e essa área é um ótimo indicador de perfil da nossa comunidade", enfatizou a colaboradora.
BONS EXEMPLOS – A médica Elza Martinez atuou na Secretaria de Saúde por 22 anos. Aposentada, retornou à pasta como voluntária. Para ela, o serviço demonstra o quanto é possível gerar bons resultados a partir do empenho.

"Nos anos de atuação na secretaria adquiri muitas experiências que me mostraram ser possíveis fazer grandes coisas. Tudo pode ser superado com esforço e boa vontade. Hoje, volto à secretaria para continuar minha contribuição como forma de agradecer a tudo de bom recebido", declara Elza.
Barhebwa Mark, nascido em Togo, na África, e naturalizado brasileiro, é enfermeiro e acaba de ser recebido como mais um voluntário. Nesta quarta (21), dividiu com os participantes sua alegria em ser colaborador da rede. "Estou disposto a oferecer toda a ajuda profissional que não consegui disponibilizar em meu país. Muitas pessoas precisam do auxílio prestado por um voluntário e, nessa oportunidade, encontrei a chance de ajudar o próximo."

O analista de sistemas Romualdo Rodrigues, em treinamento há duas semanas, começará a atuar em 1º de julho e se sente beneficiado com a iniciativa. "Será uma relação de troca com vantagem para os dois lados, pois a secretaria me proporcionará mais experiência curricular e eu oferecerei meus conhecimentos técnicos, sendo a população a principal receptora dos bons resultados", aponta.


imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo