sexta-feira, 14 de julho de 2017

Detentos da penitenciaria PAPUDA SOFREM Doença contagiosa

Detentos do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, estão sofrendo
Até quando as pessoas irão ficar expostas? Será preciso infectar todos?
há pelo menos quatro meses com feridas, coceiras e bolhas purulentas na pele. A doença que está se espalhando se chama impetigo, conhecida também como impinge, uma enfermidade contagiosa que está afetando até mesmo os visitantes.
Familiares dos detentos reclamam da situação e denunciaram no Núcleo de Controle e Fiscalização do Sistema Prisional (Nupri) do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT).  Após a denúncia foi feita uma inspeção, no dia 27 de junho, assim, representantes do órgão constataram a veracidade do caso e enviaram um ofício à direção do presídio e à Vara de Execuções Penais (VEP).
O MPDFT informou que fará vistorias e tomará providências, para resolver o problema. A Secretaria de Saúde (SES) também foi cobrada pelo Nupri para que tome providência sobre o caso.
Segundo familiares o problema começou em maio e os presos não estão sendo tratados. Muitas companheiras dos detentos também relataram que tiveram contato e ficaram contaminadas com a doença.
Especialistas informam que a doença deve ser tratada, ou pode virá algo mais sério. A doença se espalha rapidamente e é necessário tratar com pomadas e medicação, além de manter-se em um local limpo e com higienização.

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) e a Secretaria de Saúde informaram que os presos estão sendo acompanhados por especialistas e o tratamento já começou.
AGUARDANDO NOVAS INFORMAÇÕES

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo