sexta-feira, 22 de setembro de 2017

A Terracap Informou que tal Lote não Existia.

Hoje agentes da Polícia Civil estiveram nas dependências da empresa para cumprir mandado de busca e apreensão do computador que era utilizado por um ex-diretor, investigado na operação Sacerdote.

A Terracap não é alvo da investigação, que ocorre a pedido da própria empresa.
Em abril de 2016, um cidadão protocolou um requerimento perguntando se seria possível exercer direito de compra de um imóvel denominado lote n.º 8 do conjunto 6 do Setor de Mansões Dom Bosco, na região do Lago Sul.

A Terracap informou que tal lote não existia. Como a documentação e a consulta sugeriam tentativa de grilagem de área pública, a empresa enviou ofício à Delegacia Especializada de Proteção do Meio Ambiente – DEMA, que instaurou o Inquérito Policial n.º 87/2016, que resultou na operação realizada hoje.


A empresa informa que adota uma postura rígida de combate ao parcelamento irregular do solo, e que todo cidadão pode consultar as ocupações irregulares no site da Terracap (www.terracap.df.gov.br) ou presencialmente na área de atendimento.

Contatos:
Ascom/Terracap

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo