segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Forças Armadas podem Atuar para Resolver a crise Política do País

Um general do Exército Brasileiro afirmou que as Forças Armadas podem atuar para

resolver a crise política do país. Durante uma cerimônia na Loja Maçônica Grande Oriente, em Brasília, na sexta-feira (15), o general Antonio Hamilton Martins Mourão disse que os "militares terão que impor" o afastamento de políticos. "Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso". 

As declarações foram feitas após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviar ao STF uma denuncia por organização criminosa contra o presidente Michel Temer. Na palestra, gravada em vídeo, Mourão diz que o pensamento dele é o mesmo dos militares do alto escalão do Exército. Ele prosseguiu e sugeriu intervenção militar pelo menos três vezes. " Os Poderes terão que buscar uma solução, se não conseguirem, chegará a hora em que teremos que impor uma solução… e essa imposição não será fácil, ela trará problemas", completou. Ao ser procurado pela imprensa, o general Mourão afirmou que "não inflou uma intervenção militar. Mas sim disse que alguém terá que resolver essa situação".

Ele também disse que "a interpretação das palavras dele é livre". O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas disse que não tem a menor possibilidade de uma intervenção militar. não há qualquer possibilidade" de intervenção militar. "Desde 1985 não somos responsáveis por turbulência na vida nacional e assim vai prosseguir. Além disso, o emprego nosso será sempre por iniciativa de um dos Poderes", afirmou Villas Bôas, acrescentando que a Força defende "a manutenção da democracia, a preservação da Constituição, além da proteção das instituições". O comandante disse ainda que o assunto "foi conversado internamente e está resolvido". 
Foto: divulgação/Exército Brasileiro.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo