sábado, 25 de novembro de 2017

Cidades Limpas completa um ano e volta à primeira região visitada

A 28ª edição do programa retorna ao Gama com uma força-tarefa maior para atender às demandas da comunidade
 O Cidades Limpas chega ao Gama nesta segunda-feira (27/11) para uma série de ações até 8 de dezembro. O programa celebra um ano de existência e volta à primeira região administrativa visitada. Criada em novembro do ano passado, a força-tarefa tem como objetivo promover uma imediata melhoria no ambiente urbano. O lançamento da 28ª edição ocorre a partir das 8h30, em frente à rodoviária, no Setor Central.

Coordenado pela Secretaria das Cidades, a operação vai contar com 18 órgãos do Governo de Brasília, número bem maior em relação aos quatro integrantes da primeira edição. A força de trabalho terá 314 pessoas e 78 equipamentos. No ano passado, foram 129 e 41, respectivamente. O objetivo é promover a melhoria imediata do ambiente urbano, com ações de tapa-buracos, poda de árvores, capina e roçagem, remoção de entulho, recuperação da sinalização de trânsito e da iluminação pública.

Entre as ações previstas está a limpeza de paradas de ônibus com o objetivo de tirar a água acumulada, que pode servir como ambiente de proliferação do mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, zika e febre chicungunya. Na pracinha da Quadra 12, ao lado da escola CED 4 , haverá uma ação integrada de revitalização, com direito a podas, corte de gramas e ajustes nas áreas de lazer. Vale destacar também um mutirão em parceria com a comunidade perto do Caic Carlos Castelo Branco, na entrequadra 20/23, no Setor Oeste. O local é utilizado como área de descarte de entulho, mas, após a atuação conjunta, o objetivo é transformá-la em um jardim.

Outro trabalho importante é o manejo ambiental, responsável por erradicar os focos da dengue. Durante esse primeiro ano, o programa visitou 82,3 mil imóveis e contribuiu para a redução dos casos prováveis de dengue de 17.490, de janeiro a outubro de 2016, para 3.945 no mesmo período deste ano, de acordo com dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde. Especificamente no Gama, a queda foi de 503 casos prováveis para 297.

No período de um ano do Cidades Limpas ainda foram recolhidas 250 carcaças de veículos abandonados em vias públicas. As estruturas, além de possivelmente servirem como criatórios do mosquito, também eram usadas, em muitos casos, como esconderijos para criminosos.

A força-tarefa também removeu 92,1 toneladas de entulhos, podou 15,7 mil árvores, promoveu a manutenção, substituição e reparo em 2,4 mil pontos de rede elétrica; e emitiu 747 carteiras de identidade.

Como parte da prevenção às consequências das fortes chuvas que costumam atingir o DF no fim de ano, o Cidades Limpas desobstruiu 2,9 mil bocas de lobo, além da limpeza das redes de águas pluviais.

Somando as cidades visitadas, até o momento, foram envolvidos 4.613 trabalhadores com 1.293 máquinas e equipamentos.

A próxima edição está prevista para ocorrer entre os dias 11 e 22 de dezembro e vai atuar no Sudoeste, na Octogonal e no Cruzeiro. Antes de chegar para a segunda passagem pelo Gama, o programa passou por: Itapoã, Paranoá, Ceilândia (duas vezes), Brazlândia (duas vezes), Estrutural, Planaltina, São Sebastião, Sobradinho II, Fercal, Vila Planalto, Guará, Sobradinho I, Samambaia, Taguatinga (duas vezes), Riacho Fundo I, Santa Maria, Recanto das Emas, Riacho Fundo II, Águas Claras, Varjão, SAAN, Lago Sul, Jardim Botânico, Park Way, Núcleo Bandeirante, Candangolândia e Lago Norte.

 Informações
O quê: Lançamento da 28ª edição do Programa Cidades Limpas
Quando: Segunda-feira (27/11), às 8h30
Onde: Em frente à rodoviária, no Setor Central do Gama

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo