sexta-feira, 24 de novembro de 2017

'Fui pai canalha', diz Agnaldo Timóteo sobre filha que morreu de câncer

O cantor abriu seu coração e também falou sobre casamento

gay.Convidado de Daniela Albuquerque no 'Sensacional' desta quinta-feira (23), o cantor Agnaldo Timóteo abriu o seu coração e, dentre outros assuntos, falou sobre sua vida pessoal, seus filhos e revelou certos arrependimentos. 

O cantor relembrou a relação com a filha que faleceu após uma leucemia. "Fui um pai canalha, porque não dei atenção para a menina. Dei condições de vida, mas não dei atenção como faço hoje com a Keyty [sua filha adotiva]. A minha vida hoje é a Keyty. (…) Eu não sabia a beleza e a grandeza de ver uma criança crescer", garantiu o artista.

Questionado sobre o que pensa a respeito do casamento gay, o cantor disse não gostar de falar sobre o assunto e foi enfático: "Acho que as pessoas têm todo o direito de se amarem, homem com homem, mulher com mulher, apaixonadamente. Casamento, não. Casamento é uma palavra sagrada, que não pode se aplicar a dois homens ou duas mulheres. (…) Pode morar junto, dividir o patrimônio, pode fazer tudo, agora não pode, não se deve usar a expressão casamento. (…) E o Supremo Tribunal Federal, que não tinha o que fazer, oficializou isso. Vocês estavam de brincadeira, senhores magistrados?", declarou o polêmico cantor.

Em recente documentário, 'Eu, Pecador', Aguinaldo Timóteo assumiu que teve relacionamentos amorosos com homens. "Inicialmente, ele não queria falar sobre. Mas o convenci. Agnaldo é mais do que isso. Expliquei que falar sobre o assunto jamais seria algo prejudicial. E ele se abriu, contando até para qual pessoa determinadas músicas foram feitas", contou o diretor Nelson Hoineff ao R7.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo