quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Praça da Gente: alunos-projetistas consolidam as demandas dos moradores

Link de anuncios do Google

Parceria entre Urbanizadora Paranoazinho, Unieuro 
Administração de Sobradinho supera mais uma etapa 
Praça da Gente, parceria firmada entre a Urbanizadora Paranoazinho – UPSA, Centro Universitário Unieuro e a Administração de Sobradinho, completou mais uma etapa. O projeto tem como objetivo promover uma revitalização na Praça das Artes Teodoro Freire, localizada na região administrativa e assim torna-la novamente um lugar de convívio coletivo e útil aos moradores da vizinhança.

A iniciativa teve início em agosto e foi dividida em três etapas, que cobrem desde o período de concepção das ideias até a execução de fato das mudanças no local. Na consolidação dos diagnósticos, os alunos-projetistas do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Unieuro apresentaram possíveis soluções que podem ser integradas ao projeto final. Esses diagnósticos foram apresentados após várias visitas feitas pelos alunos à Praça. Trabalhando no formato de grupos, os universitários se revezaram para irem até o local, fazer as análises e ouvir os anseios da comunidade.
As soluções apresentadas pelos alunos não visam somente reformular e reconstruir, mas dar novos usos à praça a partir das demandas da população. “No momento em que o projeto final for apresentado terá um apelo muito maior, pois este foi produzido após ouvir os anseios da comunidade”, afirmou o diretor-presidente da UPSA, Ricardo Birmann.  Os representantes daUPSA veem muito potencial, apesar de alguns projetos ainda precisarem de ajustes para serem viáveis à realização. “Muitos buscaram um desenho funcional e soluções possíveis, mas ainda é preciso focar no urbanismo tático: algo que pode ser feito rápido, com pouco investimento e que seja assertivo”, explicou Birmann.

Birmann explicou ainda sobre o conceito do “The Power of 10”, criado pela organização não governamental Project for Public Spaces – PPS. “O conceito básico é: se dentro de uma cidade existem dez espaços públicos interessantes para serem visitados e cada um deles possuem dez atividades que podem ser executadas, isso faz com que o tecido urbano geral da cidade fique mais interessante. O importante é potencializar o efeito do espaço público”, disse. Após a explicação, o presidente da UPSA incentivou que os alunos fizessem esse exercício com as áreas da praça. “Pode ser desde ficar sentado no banco a fazer um piquenique. Talvez vocês não consigam elencar dez pontos e nem dez atividades para eles. Caso não conseguirem, tentem fazer uma proposta para aquele local.”

A perspectiva para conclusão do projeto é o mês de dezembro, quando as ideias serão entregues para a comunidade de forma geral e para a Administração de Sobradinho.

Projeto Praça da Gente
O projeto Praça da Gente não visa somente a questão de reformular e reconstruir e, sim dar novos usos a espaços que há muito estavam esquecidos ou que eram pouco usados. “Não será uma simples revitalização. A ideia é pensar as necessidades juntamente com as pessoas da região e a partir disso reformular a praça para que elas sejam atendidas”, afirma Ricardo Birmann. De encostos para bancos, até espaços reservados para feiras ou a pintura do espaço e a criação de uma horta comunitária, a iniciativa tem como premissa pensar o espaço a partir do ser humano, desde suas necessidades até seus desejos.
Por meio da parceria entre a academia e o mercado serão aplicados conceitos famosos na concepção do ordenamento desse espaço, como por exemplo, o urbanismo tático, corrente expoente da arquitetura na atualidade.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo