Carnaval do DF com violência e Homofobia

NOTA:VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ!
Inaceitável e preocupante os episódios de violências, inclusive os de conotação LGBTfóbica ocorridos ontem no bloco QUEM CHUPOU VAI CHUPA MAIS. Não podemos aceitar a construção de um muro entre nós. O carnaval sempre foi e sempre será o encontro mais democrático do nosso país, onde nenhuma forma de preconceito e violência terá espaço.
O governo precisa fazer o seu papel construindo campanhas e disponibilizando redes de proteção e de denúncia, a exemplo do carnaval de Salvador e Rio de Janeiro, que além de promover campanhas contra a discriminação, disponibiliza uma grande rede de apoio. Na condição de presidente do Conselho de Direitos Humanos do DF irei oficiar o Governo do DISTRITO FEDERAL para que adote providências para garantir a segurança e a tranquilidade dos nossos foliões. 

A cidade é de todas e todos, a saída do armário é um passo para a libertação, sem volta. Cabe o poder público promover a paz e o respeito, disponibilizando a sua rede de proteção dos direitos humanos e de combate a qualquer forma de intolerância e violência.
VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ!
Denuncie qualquer ocorrência de violência pelos contatos:
DECRIN - DELEGACIA ESPECIAL DE REPRESSÃO AOS CRIMES POR DISCRIMINAÇÃO RACIAL, RELIGIOSA OU POR ORIENTAÇÃO SEXUAL OU CONTRA A PESSOA IDOSA OU COM DEFICIÊNCIA
Endereço: SPO - Brasília, DF, 70297-400
Telefone: (61) 3207-4242
Serviço:
Conselho de Direitos Humanos do DF
E-mail: cdpddh@gmail.com/ denuncias.cdpddh@gmail.com
Telefones: (61) 3409-4951 (61) 98141-3113
Endereço: Anexo do Palácio do Buriti, 8º andar, sala 801, Ala Oeste.
Policia Militar:
190
Fonte: Michel Platini - Presidente do Conselho de Direitos Humanos do DF.





© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo