ORQUESTRA SINFÔNICA DE ZHEJIANG

Fundada, com esta denominação, em 2009, era antes conhecida como Orquestra do Teatro de Canto e Dança de Zhejiang, com uma tradição de quase 60 anos. A Orquestra tem seu foco na criação, execução, educação e promoção baseando-se na imensa bagagem cultural da província de Zhejiang. O repertório da Orquestra vai de obras clássicas sinfônicas até a rica música folclórica. O conjunto compôs e executou um grande número de obras sinfônicas com fortes características culturais regionais, como Shan Hai Jing, Um Sonho de Boudoir e Perdizes Voadoras, amplamente apreciadas e calorosamente recebidas pelo público.A Orquestra empreendeu muitas turnês — sempre dando ênfase às peças chinesas — à Coreia do Sul, Japão, França, Suíça, Itália, Áustria, República Tcheca, Alemanha, Suécia, Bélgica, Espanha, Argélia, Brasil e outros países, sendo suas apresentações sempre acolhidas entusiasticamente pelo público e crítica.
No concerto músicos chines e brasileiros tocaram e cantaram juntos.

Durante o VI encontro dos países BRIC, em julho de 2014, a orquestra foi enviada ao Brasil pelo Ministério da Cultura, para acompanhar a visita do presidente Xi Jinping. Nesta ocasião apresentou-se em Fortaleza e Brasília com grande repercussão na mídia. Na cúpula do G20 realizada em Hangzhou em setembro de 2016, o desempenho da orquestra foi altamente elogiado pelos líderes dos vários países presentes.
                                Francis Kan, regente da Orquesta Sinfónica de Zhejiang
                        Francis Kan, regente da Orquesta Sinfónica de Zhejiang
                                                           Tenor chinês, Ding Yi
                                     No concerto musicos chines e brasileiros tocaron juntos.
                                      Auditório lotado mais de mil pessoas sentados
  A editora do web site, Malu Silva e sua fotografa, Rayane Oliver registraram tudo


Publicidade - Blog da Malu




© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo