Pesquisa descobre como emagrecer sem parar de comer

Um estudo feito na Universidade de Surrey, no Reino Unido, mostrou que é possível emagrecer comendo as mesmas quantidades. Só é preciso mudar os horários da primeira e da última refeições.

A pesquisa, divulgada no Journal of Nutritional Sciences mostra que tomar o café da manhã 90 minutos mais tarde que o habitual e jantar 90 minutos mais cedo que o normal podem levar à perda peso. Ou seja, tem que fazer jejum de 90 minutos pela manhã e não dormir de barriga cheia à noite.

No experimento, quem alterou o horário das duas refeições perdeu mais que o dobro da gordura corporal em relação ao outro grupo pesquisado, que não mudou seus hábitos.

Por que eles emagreceram? Aqueles que alteraram o horário tenderam a comer menos, tiveram menos fome do que o grupo controle e também ficaram mais tempo sem se alimentar.

A pesquisa

O estudo teve duração de 10 semanas na investigou os impactos de mudar o horário das refeições no peso e saúde geral de 13 participantes – agora a pesquisa deverá ser ampliada.

“Apesar desse estudo ser pequeno, ele se provou valioso para mostrar que pequenas alterações no horário das refeições pode beneficiar nossos corpos. Reduzir a gordura corporal diminui nossas chances de desenvolver obesidade e doenças relacionadas, portanto é vital para melhorar nossa saúde geral”, Afirma o pesquisador Jonathan Johnston.

Os voluntários divididos em dois grupos – os que mudaram os horários das refeições e os que comeram normalmente – fizeram exames de sangue, preencheram diários de dieta durante a intervenção e também responderam a um questionário depois das 10 semanas.

Ao contrário de outros estudos nessa área, os participantes não precisaram seguir uma dieta rígida, e puderam comer o que sempre comem, contanto que fosse nos horários específicos. Isso permitiu que os pesquisadores analisassem se esta dieta poderia ser feita com facilidade por todo mundo.

Menos fome

Com base no questionário, 57% dos participantes notaram uma redução no consumo de comida porque sentiam menos fome, porque tinham menos oportunidade de comer ou por uma redução nos lanchinhos, especialmente à noite.

No total, os participantes passaram três horas a mais por dia em jejum do que normalmente fariam.

Com informações da University of Surrey

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.





Publicidade - Blog da Malu




© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo