Reitores de universidades sul-americanas se reúnem na Argentina

Reitores da AUGM reunidos na Argentina para discussão do Plano
de Desenvolvimento Institucional da associação. Foto: Divulgação Legenda
Encontro marcou a incorporação da UnB à Associação de Universidades do Grupo Montevidéu.

O Conselho de Reitores da Associação de Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM) se reuniu, na última semana, para discutir os avanços do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da entidade e outras medidas para a integração das instituições de ensino superior da América Latina e do Caribe.

 O encontro, realizado na Universidade Nacional de Rosário (UNR), na Argentina, também marcou a incorporação da Universidade de Brasília à AUGM. "Passamos a fazer parte desta rede de instituições recentemente. Temos muitas características e desafios comuns e, certamente, isso ampliará nossas possibilidades de cooperação regional e de internacionalização", celebrou a reitora Márcia Abrahão.

A Associação congrega 36 universidades, de seis países (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai), todas públicas e autônomas. Entre as brasileiras, estão, além da UnB, nove federais e três estaduais paulistas. Novos membros só ingressam por convite, e a adesão da Universidade de Brasília foi aprovada por unanimidade.

 Na reunião do Conselho de Reitores, as universidades aprovaram novos acordos de cooperação, entre eles, um com a Mercociudades, uma rede de cooperação horizontal formada por municípios de países do Mercosul e seus associados. Também houve o encaminhamento de um plano de ação estabelecido durante a 3ª Conferência Regional da Educação Superior da América Latina e Caribe (Cres 2018), realizada em junho passado.

 INTERNACIONALIZAÇÃO – O ingresso da UnB no Grupo Montevidéu se somou a outras iniciativas recentes da Universidade para ampliar sua relação com outros países. No ano passado, a instituição passou a oferecer bolsas de pós-graduação como integrante do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB). Este ano, a UnB instalou a Casa Franco-Brasileira da Ciência no campus Darcy Ribeiro e aprovou seu primeiro Plano de Internacionalização. Também teve seu projeto de internacionalização aprovado pelo Programa institucional de Internacionalização da Capes.

 "Precisamos continuar avançando nas parcerias e na integração regional, para fazer com que a UnB aumente seus indicadores de internacionalização", disse a reitora.

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.


Publicidade - Blog da Malu




© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo