Publicidade - Blog da Malu




CLDF: Sem mordomias, Leandro Grass avisa como deve ser um deputado distrital

Em seu primeiro mandato, o parlamentar já deu seu recado e abriu mão das verbas indenizatória e de correspondência na CLDF. 

Leandro Grass (Rede) é sociólogo, professor, mestre em Desenvolvimento Sustentável e doutorando em Gestão Pública pela Universidade de Brasília. 
Veja nosso papo com ele e saiba o que esperar desta legislatura:
Acredito que o novo presidente possa criar um ambiente de diálogo e respeito a individualidade dos parlamentares. Cumpra o regimento interno e avance na modernização da CLDF. E também no processo de transparência, de diálogo com a sociedade e foque em participação social. Espero que o Rafael Prudente cumpra aquilo que ele se comprometeu fazer avançando nestes aspectos.

2. Quais projetos pretende trabalhar?

Estarei na Comissão de Assuntos Sociais, de Direitos Humanos e na Comissão de Fiscalização e Controle. Então, acompanharei de perto as políticas sociais, as ações da Secretaria da Criança, da Juventude e da Educação. Meu objetivo é ampliar os processos de participação da CLDF, como: O LabInova, o E-democracia, a Escola do Legislativo, o Câmara em Movimento, que precisa ser aperfeiçoado, entre outros. Esse primeiro Biênio vou trabalhar e me dedicar bastante a essas frentes.

3. O que podemos esperar do mandato e do novo governo?

Nosso mandato será um trabalho muito fiscalizador! Vou acompanhar de perto a execução orçamentária, o trabalho das políticas públicas e vou monitorar às ações do Governo de Brasília. Além de construir muitas conexões com a sociedade, investir bastante em participação social, muita transparência, pois vou trabalhar com dados aberto e agenda aberta. Quero deixar claro para sociedade tudo o que estou fazendo! E, principalmente, um mandato que construa coisas relevantes.

Sobre o governo Ibaneis: Ainda vamos esperar qual a linha de trabalho, mas espero que ele cumpra as promessas e faça um bom governo. A população está cansada de promessas não cumpridas. E, espero em suma, que ele reduza às desigualdades no Distrito Federal. Principalmente em áreas que são abandonadas pelo estado. É preciso políticas públicas efetivas!

4. O que falta no Legislativo para ter mais participação popular?

Falta uma disposição, não só da casa, mas dos próprios parlamentares, de estar mais próximo da população. Já temos ferramentas que realizam isso, mas para facilitar ainda mais essa relação é preciso transparência! Temos que digitalizar todo o processo, pois quanto maior a transparência, mais disponibilidade de dados. E, naturalmente, haverá mais engajamento da população. É preciso criar projetos de formação, fórum de debate e assim melhoraremos a participação social.

Fonte: Blog Eldo Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante!

© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo