Internacional: Embaixada do Cazaquistão presta esclarecimentos sobre as eleições que aconteceram no país

A Embaixada do Cazaquistão no Brasil, realizou uma conferência de imprensa em sua sede para explicar  a forma como ocorreram as eleições. Em seu discurso o embaixador explicou a todos os presentes de forma detalhada a forma como aconteceu o processo eleitoral . Os jornalistas presentes agradeceram as informações e tiveram também oportunidades de questionar .

No último dia, 09 de junho, realizamos a eleição. No dia da eleição, os cidadãos do Cazaquistão fizeram sua escolha em um ambiente calmo e livre. Segundo a Comissão Eleitoral Central, dos 11 947 995 cazaquistaneses, 9 247 748 votaram. O comparecimento dos eleitores foi de 77,4%. A fim de assegurar o direito constitucional dos nossos cidadãos, que estavam no exterior no momento da eleição, de participar, abrimos 65 comissões eleitorais nas representações diplomáticas do Cazaquistão em 51 país, inclusive na nossa Embaixada. Os 15 286 cidadãos do Cazaquistão participaram da votação no exterior. No total, tanto no Cazaquistão como no exterior, criamos 9 768 comissões eleitorais. 

A eleição de 2019 foi histórica de fato. Tornou-se o mais competitivo e diversificado da história do Cazaquistão como uma nação independente. Um total de sete candidatos que você vê na tela participou da eleição presidencial, incluindo a primeira candidata à presidência. Por que eu enfatizo isso, é que nossa região é fortemente dominada pelos homens quando se trata de política. No entanto, ao longo de muitos anos, o Cazaquistão tomou medidas concretas para melhorar a igualdade de gênero e promover o papel das mulheres nos negócios e na política. Estamos agora testemunhando os frutos deste trabalho. Por exemplo, a Presidente do Senado, bem como o Vice-Primeiro Ministro e o Ministro da Educação e Ciência, são mulheres, assim como aproximadamente um quarto dos membros do Parlamento do Cazaquistão.” Concluiu o embaixador.

 Segundo informações a  eleição foi transparente e alcançou os mais altos padrões esperados e  os Senadores Federais do Brasil, Senador Chico Rodrigues e Senador Jaques Wagner, visitaram o Cazaquistão para monitorar a eleição como observadores internacionais.  

Foi a primeira vez quando observadores da América Latina participaram da observação das eleições no Cazaquistão e da primeira visita de senadores brasileiros. Da mesma forma, cerca de 227 jornalistas estrangeiros de 40 países foram credenciados para cobrir a eleição deste ano, enquanto este número não levou em conta os 121 repórteres estrangeiros permanentemente acreditados no país. Apenas para comparar, 168 jornalistas foram credenciados para cobrir a eleição de 2015. O aumento constitui 35 por cento.

Fonte: Brasilia Infoco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante!

© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo