Americano é preso por descumprir ordem de desbloquear celulares

Um americano foi condenado a seis meses de prisão após se recusar a fornecer as senhas de desbloqueio de dois celulares próprios, mesmo após sucessivos mandados judiciais para que ele fizesse isso. O caso aconteceu na cidade de Tampa, no estado da Flórida, após William Montanez ser parado pela polícia por excesso de velocidade.

De acordo com os relatos dos oficiais, ele não se mostrou disposto a cooperar em nenhum momento, recusando, inicialmente, um pedido da polícia para revistar o veículo. Com a ajuda de cães farejadores, as autoridades encontraram maconha no carro, em quantidade não divulgada, mas foi suficiente para que uma investigação adicional fosse realizada, o que exigiria o desbloqueio de dois celulares que estavam em posse do suspeito.

Mais uma vez, entretanto, Montanez se recusou a atender aos pedidos de desbloqueio das autoridades, que o levaram preso e obtiveram um mandado para entrega das senhas de acesso. Ainda assim, o acusado não cumpriu a ordem e, mesmo diante de um juiz em uma audiência de custódia, afirmou não se lembrar dos códigos de acesso aos aparelhos.

O homem foi detido em flagrante no dia 21 de junho e permanece encarcerado desde então, sendo condenado, agora, a seis meses de prisão. Ele aguarda detido o julgamento relacionado à posse de drogas, que pode levá-lo a passar mais tempo na cadeia. Caso ele coopere com a investigação e “se lembre dos códigos de acesso”, o juiz Gregory Holder afirmou que sua sentença pode ser revista, até mesmo com sua libertação.

Enquanto isso, o advogado de Montanez afirma que o caso deve servir como um alerta a todos em relação às quebras na privacidade de suspeitos, algo que pode acontecer com qualquer pessoa. Para Patrick Leduc, que representa o acusado, seu cliente teve seu direito à liberdade individual negado sem que o processo correto de investigação fosse seguido. E caso se negue a cooperar da forma desejada pela polícia, essas mesmas autoridades podem mandar cidadãos para a prisão.

Na visão do advogado, não existe nenhum indício de que a informação nos smartphones de Montanez possa contribuir para as investigações, de forma que ele seja obrigado a desbloquear os aparelhos. O promotor Tony Falcone discorda, dizendo que a liberação é apropriada não apenas para fins do inquérito, mas também como uma demonstração de cooperação por parte do indiciado.

Ele citou leis recentes do estado da Flórida, pelas quais é permitida a obtenção de um mandado judicial para liberação de aparelhos celulares – o que inclui, também, a obrigação de seus proprietários nesse desbloqueio. O tema, entretanto, permanece como polêmica no meio jurídico, justamente por esse ato também indicar que um suspeito poderia estar entregando provas contra si mesmo.
Por Felipe Demartini 
Fonte: Fox 13



Pastora acusada pela morte dos filhos

Crianças de de 3 e 6 anos foram mortas em um incêndio.

A pastora Juliana Sales Alves foi transferida do presídio de Minas Gerais para o Espírito Santo neste sábado (14), segundo informações do G1.
Ela e o marido, o pastor Georgeval Alves, são acusados pelo homicídio de seus filhos Joaquim e Kauã, de 3 e 6 anos, mortos em um incêndio em Linhares.

Desde o dia 20 de junho, Juliana estava presa em Teófilo Otoni e, agora, foi levada para o Centro Prisional Feminino de Cariacica, na Grande Vitória.
Georgeval, pai de Joaquim e padrasto de Kauã, foi acusado de estuprar, agredir e queimar as crianças. Já Juliana foi presa porque foi omissa e sabia dos abusos que as vítimas sofriam.

Uma parte relevante da sociedade é fascista, sim, diz Vladimir Brichta

Ator falou sobre a importância do meio artístico para o país

O ator Vladimir Brichta comentou sobre a importância da arte para a sociedade brasileira, em entrevista à colunista Monica Bergamo, do jornal "Folha de S. Paulo", neste domingo (15).

“Alguns políticos e uma parte da sociedade têm o desejo de criminalizar, de julgar o que é moral, propondo medidas para deslegitimar expressões artísticas. Não é à toa que uma das primeiras medidas de [Michel] Temer foi querer acabar com o Ministério da Cultura”, afirmou o ator.

“Isso revela muito de um governo tentando enfraquecer equipamentos sociais que são poderosos. Acho que uma parcela pequena, mas relevante, da sociedade tem, sim, um pensamento que pode ser classificado como fascista. Mas colocar isso como maioria? Rejeito essa ideia”, disse.

Fernanda Gentil fala dos desafios e 'delícias' da cobertura da Copa

Apresentadora revelou o que mais gostou da culinária da Rússia
Fernanda Gentil, apresentadora do Esporte da Globo, contou ao Gshow sobre como foi a experiência de ter trabalho na cobertura da Copa do Mundo na Rússia.

 Ela disse que um dos maiores desafios foi o idioma. "Como muitos russos não falam inglês e eu não falo russo, a comunicação é só por aplicativos de tradução. No dia a dia, é difícil entender placas, sinalizações, pedir explicações, tirar dúvidas", afirmou.

Gentil também conta que conheceu alguns dos pontos turísticos de Moscou: "A Praça Vermelha é linda demais, com a Catedral, o Kremlin, o Museu Histórico. É impressionante o cuidado que eles têm com o patrimônio cultural da cidade, tudo é muito bem tratado e conservado. Os parques também me impressionaram muito. São imensos, lindos, uma atração para a família toda", disse.

Sobre a culinária local, a apresentadora revelou algumas das "delícias" que experimentou: "Virei fã de pelmeni (uma espécie de massa recheada), do strogonoff russo, das sopas e saladas em geral."

Campeão como jogador e técnico, Deschamps iguala Zagallo e Beckenbauer

Deschamps fez parte da seleção francesa campeã do mundo em 1998
Técnico campeão da Copa do Mundo de 2018 com a França, Didier Deschamps entra para um seleto grupo de figuras que conquistaram o título mundial como atleta e treinador.

Apenas Zagallo e o alemão Beckenbauer haviam conseguido levantar o troféu jogando e, depois, comandando suas respectivas seleções.
Deschamps fez parte da seleção francesa campeã do mundo em 1998. Capitão na final contra o Brasil pela ausência de Laurent Blanc, ficou eternizado como o homem que ergueu a taça da primeira Copa conquistada pela França.
Como jogador, Mário Jorge Lobo Zagallo se sagrou campeão com a seleção brasileira em 1958 e 1962. Em 1970, no México, foi o técnico do tricampeonato mundial.

Zagallo ainda tem um vice com o Brasil, em 1998, justamente diante da França do então meio-campista Deschamps.
Franz Beckenbauer foi o capitão da Alemanha na conquista da Copa do Mundo de 1974. Em 1990, fora das quatro linhas, comandou a equipe que venceu o Mundial da Itália, o terceiro título da Alemanha em Copas. Com informações da Folhapress.

Croata Modric é eleito o melhor jogador da Copa do Mundo da Rússia

Ele venceu a concorrência do belga Eder Hazard, 27, que ficou na segunda colocação, e do francês Antoine Griezman, 27
Vice-campeão da Copa do Mundo, o croata Luka Modric, 32, foi escolhido pela Fifa como o melhor jogador da Copa do Mundo da Rússia. Ele venceu a concorrência do belga Eder Hazard, 27, que ficou na segunda colocação, e do francês Antoine Griezman, 27, terceiro colocado.

O jogador do Real Madrid foi escolhido pela equipe de analistas da Fifa, que conta com os ex-treinadores Carlos Alberto Parreira, Bora Milutinovic, Andy Roxburgh, além dos ex-jogadores Van Basten e Emmanuel Amunike.
Camisa 10 habilidoso e com excelente visão de jogo, Modric foi a principal peça da Croácia na campanha que terminou com o vice-campeonato mundial. Das sete partidas que disputou na competição, foi o melhor em campo em três: contra a Nigéria, Argentina e Rússia.

Modric é o cérebro do meio-campo croata. O camisa 10 ditou o ritmo da equipe, ajudou na saída de bola, além de orientar os companheiros.
"Eu concordo que sendo realista antes da Copa era normal falar de Messi, Ronaldo e Neymar. Mas durante a Copa foram para casa, estão na praia. Outros jogadores ficaram, especialmente Luka Modric. Além da temporada com o Real, ele tem ido bem com a seleção. Ele é o homem do torneio", disse Zlatko Dalic, técnico da Croácia, antes da partida decisiva.

O segundo colocado foi o meia-atacante Eder Hazard, 27, um dos principais responsáveis pela melhor campanha da história da Bélgica em Copa do Mundo. A equipe ficou na terceira colocação e superou o desempenho de 1986, quando foi quarta colocada.

Hazard recebeu o prêmio de melhor em campo em três das seis partidas que disputou. Ele foi escolhido contra o na vitória belga contra o Japão por 3 a 2, pelas oitavas de final, na goleada sobre a Tunísia por 5 a 2, ainda pela fase de grupos, e na decisão do terceiro lugar diante da Inglaterra.
Hazard, que terminou a competição com três gols, também foi um dos destaques da vitória belga sobre o Brasil por 2 a 1, pelas quartas de final. Na oportunidade, acertou os dez dribles que tentou na partida, além de exercer um papel tático fundamental no esquema do técnico Roberto Martínez, que neutralizou a saída de bola da seleção de Tite.

No duelo contra o Brasil, o meio-campista De Bruyne, que marcou o segundo gol, ficou com o prêmio de melhor em campo.
O terceiro colocado foi o francês Antoine Griezman, 27, que foi decisivo para a seleção francesa a partir das quartas de final. Dos seus pés saíram os últimos seis dos sete gols da seleção francesa.
Na decisão deste domingo, o camisa sete foi eleito o melhor em campo e participou de três dos quatro gols da vitória da França sobre a Croácia por 4 a 2.
Melhor do mundo da Fifa

A conquista da Copa do Mundo pode ser um trampolim para os três jogadores ganharem o prêmio de melhor jogador do Mundo da Fifa, que vem sendo monopolizado nos últimos dez anos pelo português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi.

Messi não teve um título internacional conquistado na última temporada. O português faturou o título e foi artilheiro da Liga dos Campeões, além do Mundial de Clubes.
Modric, que também atua no Real Madrid, conquistou os dois títulos. Ele ainda foi eleito o melhor do Mundial de Clubes.

Griezmann foi campeão da Liga Europa. Na final, marcou dois gols. A lista dos dez finalistas ao prêmio do The Best será anunciada no dia 23, uma semana após o término do Mundial. Com informações da Folhapress.

Bélgica vence a Inglaterra e conquista o 3º lugar da Copa do Mundo

Com gols de Hazard e Meunier, a “talentosa geração belga” se despede da Rússia com uma grande exibição.

O terceiro lugar da Copa do Mundo da Rússia ficou com a Bélgica, que venceu a Inglaterra por 2 a 0 neste sábado (14), em São Petersburgo. Os gols do triunfo foram marcados por Meunier e Hazard. Vale destacar que o camisa 10 da “talentosa geração belga” jogou muito e, definitivamente, se credenciou ao prêmio de melhor jogador do Mundial. 

Meunier abriu o placar para a Bélgica logo no início da partida, aos 3 minutos. Dentro da área, ele recebeu um cruzamento pelo lado esquerdo, se atencipou e empurrou para o fundo do gol.


Com o tento, Meunier foi o décimo jogador diferente da Bélgica a marcar na Copa do Mundo da Rússia, igualando a Itália em 2006 e a França em 1982 como equipes com mais atletas marcando na mesma edição da competição.

No minuto 36 do segundo tempo, Hazard ampliou para a Bélgica após receber um belo passe de De Bruyne. O craque 10 camisa 10 acertou um chute rasteiro, tirando do goleiro Pickford, para fazer o segundo gol belga: 2 a 0.


Para os ingleses, a derrota veio como uma segunda decepção dentro da competição, pois eles sofreram um revés amargo diante da Croácia nas semis. No entanto, a Copa termina com alguma satisfação pessoal para Harry Kane, que termina sua participação na competição com seis gols, no topo da artilharia. Agora ele tem de torcer para os franceses Griezmann e Mbappé não anotarem um hat-trick na final deste domingo (15), contra a Croácia. Cada um deles têm três.

© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo