Tecnologia: Campus Party Brasília reúne mais de 100 mil pessoas no Estádio Mané Garrincha

Evento se firma como o segundo maior do mundo e consolida seu 

posicionamento de ser a principal plataforma de formação de comunidades nas áreas de tecnologia, 
ciências e inovação na Capital Federal. 

Próxima edição da #CPBSB ocorrerá entre 29 de janeiro e 2 de fevereiro.
Em parceria com o Governo do Distrito Federal, a terceira edição da Campus Party Brasília,  maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo, chega ao final depois de mais de 350 horas de atividades, 300 palestrantes, 200 palestras e 110 workshops, ostentando grandes resultados de participação e engajamento: 9 mil campuseiros, sendo 3 mil acampados, e mais de 100 mil pessoas presentes na Open Campus, o espaço gratuito do evento, nos seus cinco dias de funcionamento.

Na Arena da #CPBSB3, o público usufruiu de uma internet com velocidade de 20 GBps, fornecida pela Use Telecom. Foram montados quatro palcos: Feel The Future, Coders, Creativity e Entrepreneurship; e três espaços para workshops –IoT, Creators e Startups. Uma das novidades desse ano foi o espaço destinado às comunidades, onde elas puderam compartilharem conteúdo de qualidade e estimular o networking. Entre as comunidades presentes estavam: Napkintalk, Elas Projetam, STEM for Girls, Uhull/Criados para Criar, Dumont HackerSpace/Calango HackerSpace e PyLadies.

O principal destaque da programação foi a presença de uma das maiores lendas do Rock‘n’ Roll mundial, o vocalista do Iron Maiden Bruce Dickinson, que subiu ao palco para falar sobre os desafios das operações no mundo do rock e da aviação comercial, suas compatibilidades e como estes universos têm similaridades. Além dele, passaram pelos palcos da Campus Party Brasília nomes como Débora Garofalo, considerada uma das dez melhores Professoras do Mundo pelo Global Teacher Prize; Gordox, primeiro caster brasileiro e também narrador dos principais eSports da atualidade; Nyvi Estephan, apresentadora de games e esportes eletrônicos do programa Esporte Espetacular, da TV Globo; Liliane Tie, fundadora da rede Woman In Blockchain; Matheus Pinto, partner manager do Google; Dado Schneider, entre outros nomes.

 “A Campus Party Brasília ganhou um tamanho e uma proporção que superou todas as nossas expectativas iniciais. Construímos esse evento em parceria com mais de 125 comunidades parcerias, que nos ajudaram a pensar em temáticas e atrações que contemplassem os mais diversos gostos e interesses. Saímos imensamente satisfeitos e começamos, desde já, a pensar na edição de 2020”, conta Tonico Novaes, diretor geral da Campus Party.

Na Arena também ocorreram os Hackathons, maratonas de conhecimento cujo objetivo era o de desenvolver soluções tecnológicas para o bem da humanidade. Nos cinco dias de evento, foram realizados 5 desafios: Hackathon Desafio Zé Gotinha, parceria com o Ministério da Saúde focada no fortalecimento da vigilância e aumento da cobertura vacinal; Hackathon Aprender Bem, focado em criar soluções para a promoção de Metodologias Ativas para Educação; e Hackathon Tempo de Ação, que teve três temas: Inclusão & Proteção da Mulher do DF, Turismo e Transparência.

2º Fórum Educação do Futuro
 ​

Como inovação sempre foi um dos eixos centrais do evento, o segmento de educação não poderia ficar de fora do centro das discussões e debates. O Instituto Campus Party, em parceria com a 7OEI, Microsoft, Ensinar Tecnologia, Escola Casa Brinquedos e a organização Células Empreendedoras realizou com enorme sucesso o 2º Fórum Educação do Futuro. Mais de 350 pessoas confirmaram presença nos painéis e palestras sobre temas como inovação na educação, o papel do professor na educação do futuro e competências para o século 21, além das diversas atividades da Sala do Futuro.

 “A realidade econômica, política e social da sociedade contemporânea tem se transformado em uma velocidade crescente, exigindo dos indivíduos - especialmente dos jovens - uma capacidade de adaptação e transformação de mesma intensidade. A educação no século XXI, nesse contexto imprevisível, enquanto meio de aceleração desse processo, precisa ser repensada. Não apenas em suas regras, estruturas, métodos, mas nos seus objetivos e metas pensadas a partir das necessidades imediatas e futuras”, explica Francesco Farruggia, presidente do Instituto Campus Party.

Open Campus

 Na área aberta e gratuita ao público, os visitantes puderam interagir com potentes simuladores de realidade virtual e aumentada, jogar os mais recentes games na área FreePlay, participar de eletrizantes batalhas de drones e descobrir um pouco mais sobre o universo maker. O público também teve acesso a novos projetos tecnológicos e científicos de robótica, presenciou mostras de projetos acadêmicos e conheceu startups com ideias inovadoras, além de acompanhar os resultados do projeto Include e as palestras do palco STEAM.

 As crianças tiveram uma programação especialmente dedicada a elas no evento, tendo a possibilidade de participar de inúmeras atividades e workshops no espaço Crianças Hackers, que estreou na #CPBSB3, e cujo propósito foi estimular a sensação do que é ser um profissional do futuro, com ensino da tecnologia de qualidade. “Sem dúvida alguma, essa foi a edição que contou com a maior presença e participação do público infanto-juvenil, o que representa um grande legado, já que esses serão os campuseiros do futuro”, comenta Tonico Novaes.

 Autoridades Presentes

 Um fator importante para o sucesso dessa edição da Campus Party Brasília foi a visita de autoridades e dezenas de comitivas que vieram de várias partes do país prestigiar o evento. Destaque para a presença do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta; a primeira dama do Estado, Mayara Noronha; o vice-governador do Distrito Federal, Paco Britto; e o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal, Gilvan Máximo.

 Confira abaixo os principais números da Campus Party Brasília

 - Público presente: mais de 100 mil pessoas

- Total de campuseiros: 9 mil, sendo 3 mil acampados

- Barracas: sendo 2 mil simples e 500 duplas

- Atividades: Mais de 350 horas de conteúdo / 300 palestrantes / 110 workshops

- Produção e Tecnologia:

Velocidade da internet – 20 GBps

Envolvidos na organização – mais de 2 mil pessoas

- Outros Números

Patrocinadores, Apoiadores, Parceiros, Media Partners e Influenciadores – 68 empresas

Universidades – 19 instituições

Jornalistas, blogueiros e profissionais de imprensa cadastrados para cobertura – Mais de 300

- Programa Campus Future

- 20 projetos selecionados para participar do programa

- Programa Startup &Makers

- Selecionados para a Campus Party Brasília:  40 startups, sendo 20 growthstage, 20 earlystage

Nossos parceiros

Como nas edições anteriores, a Campus Party Brasília conta com apoiadores e patrocinadores que viabilizam a estrutura oferecida para que os campuseiros e visitantes possam imergir na tecnologia.

Co-realização: Governo do Distrito Federal

Apoio Institucional: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal

Diamond: Use Telecom e BRB

Platinum: Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

Gold: Petrobras, Governo Federal, Corretora de Seguros BRB e ABDI

Silver: Santa Clara e Coca-Cola

Sobre a Campus Party

A Campus Party é a maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo. O evento conta hoje com mais de 550 mil campuseiros cadastrados em todo mundo. Já produziu edições nos seguintes países: Espanha, Holanda, México, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Colômbia, Equador, Itália e Singapura. O evento está presente no Brasil há doze anos.

Internacional: 8ª edição do Festival do Japão Brasília começa nesta sexta-feira (28)

Entre os dias 28 e 30 de junho, a capital recebe atrações da Terra do Sol Nascente que vão desde gastronomia, shows, exposições, desfiles, 
geeks e produtos japoneses

 Considerado o maior evento sobre a cultura japonesa do Distrito Federal, o Festival do Japão Brasília chega a oitava edição. Entre os dias 28 e 30 de junho, o evento é organizado pela Federação das Associações Nipo-brasileiras do Centro-Oeste (FEANBRA) e tem a expectativa de receber mais de 45 mil pessoas no pavilhão do ExpoBrasília, localizado no Parque da Cidade.

No palco principal, a programação está recheada de shows de cantores de música japonesa, apresentações de Taiko (tambores), Odori (dança tradicional), Matsuri Dance, Awa Odori, que é considerado a dança do carnaval japonês, Shamisen (banjo), Shishimai (dança do leão) e demonstração de Shodô com pincel e papel gigantes, demonstrações de artes marciais como o caratê estilo Kyokushin, judô, Aikidô, Kendô (arte dos samurais), Ninjutsu (técnicas de luta dos antigos ninjas).

O espaço cultural trará várias exposições e oficinas de artesanato em papel washi como o origami, kirigami e oshi-ê, bonsai (árvore miniaturizada), ikebana (arranjos), gô e shogi (jogos de tabuleiro) e, ainda, workshops informativos sobre bolsas de estudo e intercâmbios culturais e técnicos com o Japão e, este ano, o Festival contará com a presença da Hello Kitty, a gatinha mais fofa do mundo.

No alegre e colorido espaço de cultura pop, acontecerá o desfile de cosplay, artist’s alley, espaço de valorização de artistas onde o público poderá apreciar o trabalho de desenhistas especializados em animes, mangás e quadrinhos. Para a onda do momento, terá a arena de e-sports, vídeo games e jogos de tabuleiro.

O Festival do Japão Brasília contará com um espaço de variedades com stands onde é possível encontrar de tudo: massoterapia, quimonos e yukatas, brinquedos, utensílios domésticos, produtos alimentícios e uma infinidade de produtos.

A festa da cultura japonesa no Distrito Federal também é o maior evento da gastronomia japonesa com 20 stands, onde o visitante poderá degustar pratos já conhecidos como o yakisoba, lámen, udon, tempurás, camarão empanado, bem como, pratos que ainda não são muito populares, tais como: tyampon, oshiruko, kushikatsu, somen, tempurá de sorvete e outros. A programação conta ainda com feira de produtos hortícolas e flores, artesanato local e a 5ª edição do concurso de beleza Miss Nikkey DF.

 Serviço

8º Festival do Japão Brasília

Local: ExpoBrasília Pavilhão Feiras do Parque da Cidade

Data: 28 a 30 de junho de 2019

Entrada: R$ 20 (Inteira) / R$10,00 (meia)

Informações: http://www.fjapao.com.br

ÉGALITÉ Moda produzida por Refugiados Africanos será lançada no dia 28 no Venâncio shopping

Em 28 de junho, o Grupo Mulheres do Brasil, liderado pela empresária Janete Vaz e pelas executivas Samara Braga, Glória Guimarães e Ilda Peliz, realizará, com apoio do Venâncio Shopping, um desfile para apresentar a moda produzida por estilistas africanos. De origem de países como Guiné-Bissau, Togo, Costa do Marfim, Congo e Gana; Isabel Da Costa e Saturnina da Costa, Akou Avogtnon, Dja Franck Lagbre, Lucie Atumesa Nsimba e Gladys Edem, respectivamente, além do talento, têm em comum a condição de refugiados e imigrantes e buscam se manter ativos e altivos longe de casa. Em Brasília, felizmente, há espaço para a solidariedade e incentivo para que estes profissionais possam continuar criando. 

“Esta oportunidade é muito importante, pois nos possibilita apresentar um novo trabalho, em que poderemos mostrar nosso talento, nossos tecidos, nossas cores e nossa alegria. Vamos mostrar que moda africana não é fantasia, que é super adaptável ao estilo brasileiro através de outras modelagens e releituras. É também uma oportunidade incrível de fazer networking, negócios, de caminhar para frente. É, antes de mais nada, empoderamento e autoestima para todos nós”, declara a estilista Saturnina da Costa, em nome do grupo.


Com a temática “diversidade”, a proposta do desfile foi trabalhada a partir dos conceitos de igualdade entre os povos, aceitação e tolerância. Para abrir o evento, Salomey Otori e Emmanuella Edem apresentarão um número de dança típica ganesa. Na passarela, cada estilista apresentará cinco looks vestidos por modelos da Scouting Agência de Modelos. 

Ao final de cada bloco, entrará com a/o modelo para apresentar-se à plateia. A produção do desfile também conta com a colaboração da marca brasiliense Nágela Maria, que prestou consultoria na confecção das peças. As estilistas Nágela Maria e Andréa Monteiro, mãe e filha, trabalharam com o grupo de forma a equilibrar as referências da moda africana em sintonia com o gosto da moda brasileira.

“O desafio foi traduzir a beleza e exuberância do estilo africano para um formato mais reconhecido pelo mercado brasileiro”, revela Nágela. “Combinamos as belíssimas estamparias dos tecidos africanos com tecidos lisos e também mexemos em modelagens, por isso teremos muitas saias estreitas e mídis, por exemplos. Há também o ponto de encontro entre as duas culturas estéticas que é o caso das saias mais volumosas, mangas bufantes e croppeds”, completa Andréa. Sobre o que será exibido na passarela e comercializado na Égalité, entre opções prêt-à-porter para homens e mulheres, destaque, ainda, para vestidos, calças, blusas, batas, turbantes e acessórios.
Serviço:
Desfile e inauguração da loja Égalité
28 de junho
A partir das 16 horas
Varanda Venâncio Shopping- SHCS 8 50/60 - Asa Sul, Brasília
*evento para convidadas e aberto ao público, respeitando a capacidade do espaço

Tecnologia: Campus Party Brasília é sucesso em Brasília

A Campus Party é a maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo. O evento conta hoje com mais de 550 mil campuseiros cadastrados em todo mundo. Já produziu edições nos seguintes países: Espanha, Holanda, México, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Colômbia, Equador, Itália e Singapura. O evento está presente no Brasil há doze anos.

O secretário Gilvan Máximo afirmou que todos brasilienses que gostam de tecnologia estão comparecendo em massa desde quarta-feira (19),  data que começou a Campus Party Brasília. "É com muita satisfação que estamos realizando esse evento  para as famílias, estudantes  e todos os apaixonados por inovações tecnológicas, teremos o enorme prazer de receber  mais pessoas do DF e Entorno. Várias escolas públicas e universidades particulares já visitaram os standes, porém queremos estender o convite, pois o evento vai até domingo (23) no Estádio Nacional Mané Garrincha.", explicou.

A atração internacional que promete marcar a Campus deste ano é o vocalista do Iron Maide, Bruce Dickinson que vem à capital mostrar seu lado empreendedor. Ele está por trás da empresa Cardiff Aviation, especializada em manutenção de aviões Airbus e Boeing. 
O cantor já trabalhou como piloto e diretor de Marketing da Astraeus Airlines, empresa de aluguel de aeronaves.

Na Campus Party Brasília, o artista vai falar dia 22 de junho, às 13h sobre a Indústria 4.0 com foco nas tendências de produção em tempos pós-contemporâneos. A palestra será realizada no palco principal do evento, considerado um dos maiores de inovação, ciência, criatividade e entretenimento digital do mundo.

A Campus Party Brasília tem diversas atividades voltadas para meninos e meninas. O espaço que ganhou o nome de crianças hackers vai oferecer oficinas sobre diversos temas voltados para a tecnologia com foco na faixa etária de oito a 16 anos.
Outra iniciativa, chamada de Campus Future, selecionou 20 projetos de estudantes que serão apresentados aos visitantes. Segundo a organização do evento, são esperadas mais de 70 mil pessoas. 

E entre os projetos escolhidos estão iniciativas voltadas a diversos temas: saúde, sustentabilidade, educação, agronegócio e robótica.
#campusparty #gilvanMaximo, #ibaneisRocha, #Tecnologia

Malu Entrevista,Idealizadora do Projeto Mulheres Feminicídio Não

Politica: Abro mão da reeleição se Brasil passar por reforma política

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse na tarde de hoje (20), após participar da 27ª edição da Marcha Para Jesus, na capital paulista, que abriria mão da reeleição se o Brasil passar por uma séria reforma política. 

"Agora, se não tiver uma boa reforma política e o povo quiser, estamos aí para continuar mais quatro anos".
Durante seu discurso, Bolsonaro disse que o estado é laico, mas o presidente é cristão. "Vocês [evangélicos] foram decisivos para mudar o destino dessa pátria maravilhosa chamada Brasil. Todos nós compartilhamos dessa responsabilidade, onde primeiro Deus, depois a família respeitada e tradicional acima de tudo".

Aos evangélicos, Bolsonaro disse que todos sabem que o Brasil tem problemas sérios de ética, moral e economia, mas entende ser possível reverter essa condição.

"Podemos ser o ponto de inflexão mas entendemos que é possível fazer com que um dia o Brasil seja colocado no local de destaque que merece". 

Entrevista a jornalistas

Bolsonaro disse à imprensa que pegou o Brasil arrebentado economicamente e que o governo está trabalhando para reverter a situação. 

"Não há ato de corrupção no meu governo. Quem cria emprego não é presidente, é a iniciativa privada. Nós queremos que, uma vez que os empreendedores tenham confiança em nós, eles invistam", disse o presidente.

Bolsonaro tornou a minimizar o caso de vazamentos de supostas conversas do ministro da Justiça, Sergio Moro, e disse que Moro é um patrimônio nacional, responsável por um excelente trabalho após o que chamou de saque no Brasil, resultado da corrupção. "O juiz conversa com ambas as partes. Se é que é verdade aquilo, não vejo nada demais. Eu jamais vou inquiri-lo". 

Quando questionado sobre declarações do ex-ministro general Calos Alberto Santos Cruz de que há muita bobagem no governo, Bolsonaro disse que o general é página virada. "Ele integrou o governo por seis meses e nunca disse que tinha bobagem lá dentro."

O presidente ressaltou ainda que sobrevoou a cidade de Miracatu, no Vale do Ribeira, e verificou a existência de montanhas de grafeno (substância extraída de camadas superficiais de grafite e que, pelas suas propriedades físicas tem diversas aplicações tecnonológicas), matéria-prima que o mundo inteiro quer. "Falta uma tecnologia um pouco mais apurada para que se tire o grafeno de lá".

Marcha para Jesus
A Marcha para Jesus é aberta à população e tem como objetivo reunir igrejas cristãs do país e do mundo. O encontro começou com uma caminhada que saiu do estação Metrô Luz, na região central da capital paulista, às 10h, e seguiu em direção à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, próximo ao Campo de Marte, na zona norte de São Paulo. 

Participaram do percurso de 3,5 quilômetros, 10 trios elétricos acompanhados por mais de 3 mil caravanas de várias partes do país. O evento recebeu dezenas de bandas, cantores e cantoras do segmento gospel.

Edição: Fábio Massalli com informações da Agencia Brasil
 Tags: BOLSONARO MARCHA PARA JESUS SÃO PAULO REFORMA POLÍTICA REELEIÇÃO

Internacional:Embaixada da Índia celebra o Dia Internacional da Ioga com uma grande sessão de ioga na área externa do Museu Nacional da República, na Esplanada dos Ministérios.

Milhões de pessoas celebram  hoje (21), em todo o mundo, o Dia Internacional da Ioga. 

Em Brasília, a data foi comemorada com uma aula pública em que participaram mais de 500 professores e instrutores da cidade, no pátio do Museu da República, no centro da capital federal.
O evento foi promovido pela Embaixada da Índia. Cidades  como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Piracicaba e Atibaia (ambas em São Paulo), entre outras, também realizam solenidades comemorativas hoje.

“A ioga oferece inúmeras recompensas, melhora nossa saúde, auxilia nosso desempenho no local de trabalho e nos assegura paz de espírito”, disse o diplomata A. Koventhan, encarregado de Negócios da Embaixada da Índia, em Brasília. 

Koventhan, que abriu abriu a aula pública, lembrou que o Dia Internacional da Ioga foi criado pela Assembleia da ONU em 2014, quando uma proposta feita pelo primeiro-ministro da India, Narendra Damodardas Modi, foi aprovada.
Fotos: Jose Cruz e fabiana ceyhan
Informações: da Agencia Brasil




SOS-DF: Terracap funciona sexta e sábado para atender contemplados na venda direta

Ação é dirigida aos moradores do trecho 1 de Vicente Pires (Jóquei) e do Jardim Botânico, ambos em processo de regularização fundiária.

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) estará aberta nesta sexta-feira (21) e no sábado (22), das 9h às 17h, para atender aos moradores do trecho 1 de Vicente Pires (Jóquei) e do Jardim Botânico, ambos em processo de regularização fundiária. 

O prazo para o processo de adesão à venda direta em Vicente Pires acaba na próxima segunda-feira (dia 24). Já os contemplados nos editais do Jardim Botânico – são 21 famílias convocadas para comprar os terrenos que ocupam na etapa I do setor habitacional – devem comparecer ao edifício-sede da Terracap até o dia 28 de junho para entregar a proposta de compra dos imóveis.

Um total de 917 lotes no Jóquei podem ser comprados pelos atuais moradores por venda direta. O preço médio de terrenos de 400 m² será de R$ 91 mil. O valor final de venda já leva em consideração a dedução da infraestrutura feita pelos residentes do Trecho 1, bem como a valorização decorrente desta implantação – cerca de 42% a 48% do valor de mercado do imóvel.

Cerca de 70% das 938 famílias listadas nos dois editais de venda direta já entregaram os documentos na Divisão de Atendimento. Como o bancário José Newton dos Santos, 52 anos. Ele tem uma casa no Jóquei e seu terreno consta no edital. Ele comprou o imóvel faz apenas dois anos, e aproveitou a oportunidade de regularizar a casa. “Decidi comprar uma casa no Jóquei mesmo irregular porque é muito bem localizado, além de estar em constante evolução e com infraestrutura praticamente pronta. Foi um excelente investimento”, diz.

A lei federal 13.465 de 2017 permite que moradores de casas edificadas e ocupadas em condomínios até 22 de dezembro de 2016 podem obter a escritura do terreno por meio da venda direta. Antes, só podiam regularizar seus imóveis quem tivesse construído no imóvel até 31 de dezembro de 2006.

Aqueles que optarem pelo pagamento à vista terão 25% de desconto no valor de venda do imóvel. Entradas acima de 5% também darão ao comprador direito a descontos escalonados. Para os interessados em parcelar o financiamento dos terrenos pela Terracap, o prazo máximo é de 240 meses.

Caso o morador queira se beneficiar do desconto à vista, mas não tiver a quantia em mãos, pode buscar financiamento junto ao BRB e à Poupex, que, atualmente, oferecem linhas de crédito específicas para financiar imóveis oriundos da regularização fundiária. O cliente paga a prazo para o banco que paga à vista para a Terracap. Com isso, o lote é vendido com 25% de desconto.

O diretor de Comercialização da Terracap, Júlio César Reis, faz um alerta: os moradores que optaram em tomar financiamento nas instituições bancárias e estão aguardando a análise de crédito pelo banco, devem apresentar a proposta de compra junto à Terracap dentro do prazo estabelecido no edital. “Se o financiamento não for aprovado pela instituição financeira, é possível solicitar a alteração da forma de pagamento, mesmo após a entrega da proposta”, explica o diretor.

Documentação
Os contemplados no edital devem entregar seguintes documentos para dar prosseguimento ao processo de aquisição do imóvel. São eles:
• Carteira de identidade, que deverá comprovar a maioridade, exceto se acompanhada de documento de emancipação;
• Cadastro de Pessoa Física – CPF;
• Documento comprobatório da aquisição dos alegados direitos do imóvel de terceiro (contrato de compra e venda, cessão de direitos, dentre outros);
• Comprovante da ocupação (contas de água, energia, ou telefone, ou outros comprovantes, desde que devidamente justificado), demonstrando que o terreno já se encontrava ocupado, conforme art. 11, Inciso-VIII, da Lei nº 13.465/2017, até a data de 22 de dezembro de 2016;
• Comprovante atual de residência (contas de água, energia, ou telefone, ou outros comprovantes, desde que devidamente justificado), demostrando que reside no imóvel objeto da compra;
• Certidão de Regularidade junto à Justiça Eleitoral;
• Certidão Negativa de Débito de IPTU/TLP;
• Documentação de comprovação da capacidade econômico-financeira de pessoa física – três últimos comprovantes de rendimentos (contracheque, Decore, Declaração de Imposto de Renda).

Serviço
Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (61) 3350-2222. O edifício-sede da Terracap está localizado no Bloco “F”, Setor de Áreas Municipais (SAM) – atrás do anexo do Palácio do Buriti. A Agência está aberta de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.


* Com informações da Terracap

Agora em Brasilia: Projeto "Reggaeton Tropical DF 2019".

O grupo  realiza em Brasília e região uma produção de 04 (quatro) videoclipes no período de 24 à 28 de Junho

E para dar um charme especial,  o projeto conta com a participação de Leo Maverick, artista de Brasília, Yeyel, artista boliviano e o cantor mineiro Real Rycco. Yeyel e Real Rycco se juntam a Léo Maverick e fazem participação especial nos videoclipes dele para dar um tempero originalmente latino às produções.

Este Projeto tem como objetivo valorizar a cultura audiovisual latina e o intercâmbio cultural entre o Brasil e Bolívia . 
O que torna o trabalho muito mais  interessante e intenso. O  Reggaeton é um estilo musical latino que surgiu entre a República Dominicana e Porto Rico. Por isso que o projeto  "Reggaeton Tropical DF 2019" destaca e fortalece a cultura musical latina como um diferencial.

Um pouco mais de Reggaeton:

Em 2017,  João  Pessoa , foi o palco escolhido para o grupo  gravar seu primeiro clipe, alcançando mais de 1 milhão de visualizações nas redes sociais. A partir desse estouro o Reaggton se tornou uma referência em termos de produção audiovisual, compartilhado com diversos países.

Brasileiro é o mais jovem do mundo em mestrado para direito em Harvard

Lembra do Mateus Costa Ribeiro, que no ano passado se tornou o advogado mais jovem do Brasil? Ele acaba de se tornar agora o mais jovem do mundo a conseguir vaga em um programa de mestrado em Direito na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

O processo de aceitação foi concluído há poucos dias.

“Tudo que hoje está no plano da realidade, um dia foi só um sonho. A aprovação em Harvard significa o mundo pra mim”, disse Mateus Costa em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Ele e a família receberam com emoção a carta da universidade que anunciava:  “Aos 19 anos de idade, você será o membro mais jovem do LL.M. Program at Harvard Law School”, diz o documento.

E Mateus já está arrumando as malas: “Embarco dia 11 de agosto. Minha primeira aula será no dia 16”, comemorou.
O curso em Harvard termina em maio do ano de 2020 e é correspondente ao mestrado.
O jovem de Brasília começará a fazer o curso aos 19 anos de idade. A família dele vai pagar metade da bolsa de estudos.
A Escola de Direito de Harvard é a mais antiga e uma das mais conceituadas dos Estados Unidos, por onde já passaram líderes famosos como o ex-presidente americano, Barack Obama.

História

Em 2018 Matheus se tornou o advogado mais jovem do Brasil a fazer uma sustentação oral no STF, Supremo Tribunal Federal.
Meses antes, em julho de 2018, ele recebeu da OAB a carteira profissional como o advogado mais jovem do país, com 18 anos.

Mateus Ribeiro se formou na UnB, Universidade de Brasília, onde foi aprovado no vestibular com apenas 14 anos de idade, com uma liminar da justiça.

Pela lei, ele não poderia se matricular na universidade, porque ainda cursava a 8ª série (atual 9º ano) do ensino fundamental, mas fez uma prova com o conteúdo do ensino médio e passou.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa – com informações do G1.
O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. 
Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Mulher é presa suspeita de roubar com o golpe Boa noite, Cinderela

A equipe responsável pela prisão encontrou uma pistola calibre .40 roubada de um policial que foi vítima do grupo e apreendeu medicamentos.

Uma mulher suspeita de envolvimento em roubos com o golpe “Boa noite, Cinderela” foi presa na manhã desta quinta-feira (20/06/2019). Segundo a Polícia Civil do DF (PCDF), ela atuava em Ceilândia e Taguatinga.
Responsáveis por cumprir a prisão preventiva, policiais da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Norte) também recuperaram uma pistola calibre .40 roubada de um policial que foi vítima do grupo do qual a mulher seria integrante. Outras pessoas foram autuadas em flagrante por receptação e ocultação de arma de fogo.

Durante as buscas, a equipe apreendeu frascos do medicamento que seriam utilizados pela suspeita para dopar as vítimas do golpe. Outras duas mulheres foram identificadas pela PCDF.

Com informações do Metróples-DF






Saúde: GDF oferece mais três práticas integrativas na rede pública de saúde

Foram incluídas ayurveda, laya yoga e a técnica de redução de estresse (TRE), somando-se às 14 alternativas de tratamento já ofertadas pela SES/DF

Técnicas alternativas na área da saúde estão ganhando cada vez mais adeptos e se transformando em grandes aliadas na prevenção e até na cura de algumas doenças. A confiança na eficácia dessas alternativas é tanta que, desde 2006, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece aos pacientes práticas integrativas, tais como acupuntura, homeopatia, fitoterapia, antroposofia e termalismo, entre outras. 

Adepto da mesma linha de tratamento, o Governo do Distrito Federal (GDF) aumentou, este mês, de 14 para 17 o número de práticas integrativas oferecidas na rede pública de saúde. Foram incluídas a ayurveda, a laya yoga e a técnica de redução de estresse (TRE), somando-se às que já eram oferecidas: acupuntura, arteterapia, automassagem, fitoterapia, hatha yoga, homeopatia, lian gong, medicina e terapias antroposóficas, meditação, musicoterapia, reiki, shantala, tai chi chuan e terapia comunitária integrativa.

Os atendimentos são realizados em policlínicas, postos de saúde, centros de atenção psicossocial (Caps), hospitais,  centros de referência em práticas interativas e na Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF). “São espaços diferenciados nas unidades de saúde aos quais a pessoa vai para se cuidar melhor”, resume a titular da Gerência de Práticas Interativas em Saúde (Gerpis) da SES/DF, Patrícia Falcão Paredes Marques. Às vezes, solucionam mais que a medicação.” Ela destaca que essas práticas atuam tanto no plano físico quanto no emocional.

Aprendi a respirar, o que foi decisivo para minha saúde mental e corporal. Pensamos que sabemos, mas não sabemos respirar, e isso faz toda diferença
Aline Said, aposentada
“Ganhei qualidade de vida”, assegura <<a aposentada Aline Said, 71 anos, que, adepta do tai chi chuan há seis anos, decidiu também fazer a laya yoga. Moradora da Asa Norte, ela participa todas as terça-feiras das aulas na sede da SES/DF faz questão de não faltar. “Depois dessa prática, me senti muito melhor. Aprendi a respirar, o que foi decisivo para minha saúde mental e corporal. Pensamos que sabemos, mas não sabemos respirar, e isso  faz toda diferença”.

A instrutora de laya yoga Valéria Frota orienta práticas de respiração, meditação e relaxamento profundo

A instrutora de laya yoga Valéria Frota ensina diversas posições e mantras, repetidos dezenas de vezes durante as aulas. Com música calma e relaxante, ela orienta práticas de respiração, meditação e relaxamento profundo. “Cada momento tem um significado e uma lógica que servem como tratamento complementar para, por exemplo, fibromialgia, problemas nas articulações, dissolução de mágoas, diminuição de fobias e de síndromes do pânico, além de até auxiliar no emagrecimento”, explica.

Começa nesta quinta (20) o período de inscrição para processo de escolha dos conselheiros tutelares

Período para se inscrever vai até o dia 16 deste mês; prova será aplicada pelo Cebraspe em 14 de julho
Os interessados em se candidatar à função de conselheiro tutelar podem se inscrever para processo de seleção a partir desta quinta-feira (20). 

O prazo segue até as 18h do dia 26 de junho. A prova será aplicada em 14 de julho pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). A inscrição poderá ser feita pelo site www.cebraspe.org.br/concursos/ct_df_19. A taxa é de R$ 51,40.

A aplicação do exame de conhecimentos específicos é a primeira fase do processo. Os candidatos deverão acertar pelo menos 60% da prova – que não é obrigatória para os conselheiros tutelares já foram aprovados anteriormente em exame de conhecimento e que exerceram, no mínimo, 50% do mandato. As outras fases são análise de documentação e registro de candidatura, eleição dos candidatos pela população e curso de formação inicial para os eleitos.

Além do exame, a função de conselheiro tutelar exige outros critérios, como ter experiência comprovada de no mínimo três anos na área da infância e adolescência e residir há pelo menos dois anos na região administrativa em que  pretende atuar. Em relação à escolaridade, é exigido o ensino médio completo. É preciso ainda ter nacionalidade brasileira e idade igual ou superior a 21 anos, além de estar em dia com a Justiça Eleitoral e em pleno exercício dos direitos políticos. A lista de documentos que os candidatos aprovados na prova objetiva deverão apresentar para comprovar os requisitos exigidos  foi publicada nesta terça-feira (19), no Diário Oficial do DF (DODF).

Votação

Quem vai definir os próximos conselheiros tutelares é a população, por meio do voto direto e secreto, em 6 de outubro deste ano. Cada cidadão poderá votar em um candidato da região administrativa correspondente à seção em que o Título de Eleitor esteja registrado. O processo de escolha é organizado pelo Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Vagas

No total, serão preenchidas 200 vagas para membros titulares e até 400 para suplentes. O DF tem 40 conselhos tutelares, sendo cinco conselheiros titulares e dez suplentes para cada unidade. Os conselhos são vinculados administrativamente à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus/DF).

O valor da remuneração mensal é de R$ 4.684,66. O exercício dessa função será em regime de dedicação exclusiva ao serviço, ou seja, os conselheiros não poderão exercer qualquer outra atividade profissional remunerada, pública ou privada.

* Com informações da Sejus

Realidade virtual e unidade móvel do Centro de Atendimento ao Turista são atrações na Campus Party

Secretaria de Turismo do GDF oferece aos participantes do evento a possibilidade de passear por Brasília sem sair do estádio Mané Garrincha, onde se realiza o evento.

Despertar o interesse dos participantes da terceira edição da Campus Party Brasília em vivenciar  as atrações turísticas da capital brasileira sem sair do estádio Mané Garrincha, onde o evento se realiza, é um desafio que a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur/DF) abraça por meio de duas linguagens bem próximas desse público: o uso da tecnologia e o contato humano. 

No estande do GDF, a Setur/DF montou um espaço que convida os campuseiros a aproveitarem mais a cidade. Quem passar por ali poderá fazer um tour de 360 graus por Brasília sem sair do local, usando  óculos virtuais.

“Esperamos que essa ação desperte nos participantes do evento o desejo de vivenciar de perto essa cidade que é símbolo da arquitetura moderna, capital de todos os brasileiros, Cidade Criativa do Design e Patrimônio Cultural da Humanidade”, comentou a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça. Durante os quatro dias da Campus Party, estará disponível  uma unidade móvel do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) , que funcionará das 9h às 18h. 

O CAT Móvel é uma van usada pela Setur/DF para ampliar o atendimento aos turistas em grandes eventos. As unidades oferecem informações personalizadas, divulgadas por  servidores da própria secretaria. Além disso, são ofertados panfletos, mapas e materiais promocionais de Brasília.

* Com informações da Setur/DF

© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo