Receita:Chá para a Menopausa

A menopausa representa o fim do período reprodutivo feminino. No momento em que o corpo se despede de uma vida fértil é hora de enfrentar as adversidades provocadas pelos ajustes ao novo ciclo. Nessa fase, o organismo da mulher passa por várias alterações, principalmente hormonais, que costumam ocasionar uma série de sintomas como: ondas de calor, insônia, irritabilidade, depressão, dores de cabeça, palpitações, dentre outros.

Por isso, em muitos casos, os médicos recomendam a reposição hormonal, para que esses sintomas sejam amenizados. Algumas ervas e produtos naturais também podem auxiliar nesse processo, minimizando os efeitos da menopausa. O chá que ensinamos a seguir é indicado como tratamento alternativo para reduzir os sintomas desagradáveis da menopausa, lembrando sempre que e essencial consultar um médico.
Ingredientes:


50 g de alquemila
50 g de mil folhas
50 g de sálvia
Modo de Preparo: Misture todas as ervas e guarde em um recipiente com tampa. Para preparar um xícara do chá, acrescente uma colher (chá) da mistura em 250 ml de água fervente. Deixe em infusão por 10 minutos, coe e tome ainda morno.

Posologia: Tomar duas xícaras do chá durante o dia: uma pela manhã, outra à noite.

Consequências da falta de estrógeno

A queda na taxa de estrógeno é a mudança mais brusca ocasionada pela menopausa. Isso, porque, o hormônio é um dos mais importantes para o metabolismo feminino. A queda do seu percentual no organismo da mulher, resulta em uma série de alterações para as quais muitas delas procuram por uma solução, mas não encontram.
Quando chega a menopausa, além da menstruação, em si, as mulheres ficam doidas para dar um adeus aos sintomas da Tensão pré Menstrual (TPM). Fato é que de agora em diante não serão apenas a irritabilidade e a necessidade de comer que farão parte da vida da mulher. Alterações de humor serão parte da rotina das mulheres que entraram nessa fase, resultando em crises de pânico e insegurança em seus casos mais graves.

A vida sexual também está sujeita a alterações já que com a queda de estrógeno a mucosa que reveste a vagina fica mais fina. O que pode propiciar incidentes de secura vaginal e a redução do libido. Fazendo com que as mulheres coloquem o assunto sexo em segundo plano. Além disso, as mulheres nessa fase da vida estão mais propícias ao desenvolvimento de corrimentos vaginais e infecções.

O ressecamento dos tecidos não se restringe a vagina. É comum que os cabelos e a pele apresentem um aspecto mais ressecado. Uma vez que o estrógeno é um dos principais fatores para manter o cabelo saudável, a falta dele provoca o efeito contrário em nosso organismo.

Em termos de lubrificação é comum notar alterações nas cartilagens. Por isso, a intensidade com que a osteoporose se desenvolve na falta desse componente hormonal. Sua ausência também provoca a calcificação, desfavorecendo as articulações.

O metabolismo do corpo também é prejudicado pela falta do hormônio,por isso, a sensação de fadiga e insônia. Esses sintomas se devem aos desajustes ocasionados pelo mal funcionamento do organismo em função da ausência de estrogênio, já que em nível normal, ele auxilia na metabolização de outros nutrientes essenciais para o bom funcionamento do corpo.

Se você está passando pela menopausa, não precisa se apavorar com os efeitos colaterais dessa nova fase. A sugestão é incluir na alimentação a linhaça, por exemplo, por ser repositor natural do estrógeno. Além disso, é de suma importância consultar o médico para medir seus índices hormonais e atuar na reposição, por meio de medicamentos, sempre que necessário.


Publicidade - Blog da Malu




© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo