Por que mães gestantes ganham peso durante a gravidez?

O dia das mães vem aí! Conheça as causas e soluções para o ganho excessivo de peso durante a gestação. Complicações podem ser evitadas com acompanhamento nutricional.

 Durante a gravidez, a mulher enfrenta uma série de dúvidas e questionamentos sobre o próprio corpo, sua saúde e a do bebê, como o aumento de peso, que sempre é uma grande preocupação.

Segundo Mariana Olival, nutricionista da Nutricoaching, este processo é normal e se deve ao aumento de líquidos corporais da mãe e ao desenvolvimento do bebê. Apenas 30% desse aumento de peso é considerado gordura e ela é importante para esse desenvolvimento, especialmente na produção do leite materno. “Normalmente, a mulher ganha 14 kg durante a gravidez, porém, esse peso pode variar”, explica a especialista.

 Torna-se um problema quando o ganho de peso é excessivo, pois pode prejudicar a saúde da mãe e do bebê, levando ao desenvolvimento de, por exemplo, diabetes gestacional e hipertensão na gravidez, que podem causar parto pré-maturo, complicações ou mesmo morte na hora do parto, além de prejuízos para o bebê como retardo no crescimento, excesso de ganho de peso e complicações congênitas. Portanto, todo cuidado é necessário.

Evitando as complicações - É possível evitar esses problemas com um acompanhamento nutricional para entender sua raiz e lidar da melhor forma, pois a causa desse ganho fora do normal pode ser variada, se baseando, inclusive, em crenças como a de que a grávida precisa se alimentar por duas pessoas. Um fator muito importante além da nutrição adequada é a rotina de atividades físicas autorizadas pelo médico da paciente, pois o exercício físico ajuda no melhor desenvolvimento cognitivo e intelectual do bebê.


Nove dicas da NutriCoaching para evitar o ganho excessivo de peso durante a gestação: 

1) Mantenha uma rotina de alimentação: Fracione as refeições em pelo menos seis ao dia;
2) Se hidrate: Mantenha a hidratação adequada, lembrando de beber essencialmente água;
3) Cuidado com o consumo de açúcar: Tente controlar a ingestão de bebidas açucaradas, doces e comidas muito gordurosas;
 4) Lembre-se de fazer exercícios: Faça atividade física, sempre com acompanhamento e indicação de um profissional da área;
5) De olho nos orgânicos: Evite alimentos industrializados e prefira os naturais;
6) Aproveitem o momento das refeições para interagir em família: Conversem sobre coisas engraçadas, sobre o dia, contem histórias, tornem esse momento ainda mais agradável! Desligue a televisão, os celulares, façam com que o momento das refeições seja livre de estresse;
7) Lidando com a ansiedade de forma saudável: Procure outras formas de lidar com a ansiedade, sem utilizar a comida. Procure alimentos com mais fibras, que vão ajudar a promover a saciedade além de melhorar o quadro de constipação, bastante comum na gestação;
 8) Converse com seu médico: Realize corretamente o Pré-natal. Não utilize chás, suplementos ou fitoterápicos sem orientação, eles podem ser muito perigosos na gestação e alguns deles podem levar ao aborto espontâneo.
 9) Procure um (a) nutricionista capacitado(a) para traçar estratégias individuais e adequadas para as mamães.



Sobre a NutriCoaching – Fundada em 2015, a Nutricoaching é uma empresa que trabalha com o conceito de Nutrição Comportamental e utiliza como uma de suas ferramentas o Coaching Nutricional. É certificada pela maior empresa de Coaching Nutricional do mundo, a Precision Nutrition. Sua proposta é melhorar a efetividade dos processos de emagrecimento de seus clientes, entregando resultados mais consistentes e perenes. Entre os serviços da empresa estão o Programa Nutricoaching, consulta nutricional, consulta de Medicina Preventiva e Endocrinologia, exame de bioimpedância, além do curso de Coaching Nutricional para Nutricionistas.

SERVIÇO:
NutriCoaching
End.: SHCSW 305 Centro Clínico Sudoeste, sala 246. Sudoeste, Brasília-DF
Telefones: 61 3879-2004 / 999230707
Instagram: @nutricoachingco


© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo