Saúde: Vamos falar sobre adoecimento mental no trabalho?


Você sabia que o transtorno mental é a terceira causa de afastamentos de trabalho? 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), algumas situações que ocorrem no ambiente corporativo servem como um gatilho para desencadear em um transtorno mental.
Os sintomas começam a surgir lentamente, como: mudanças de humor, tristeza, ansiedade, apatia, insônia, perda de interesse e produtividade nas atividades laborais, sofrimento emocional, descontentamento geral, desesperança, choro excessivo, irritabilidade e isolamento social.

Os problemas ligados à saúde mental têm se tornado cada vez mais comuns em todo o mundo. A ansiedade, por exemplo, atinge mais de 260 milhões de pessoas. Um levantamento divulgado recentemente pela Vittude, plataforma on-line voltada para a saúde mental, aponta que 86% dos brasileiros sofrem com algum transtorno mental, como ansiedade e depressão.

Diante dessas estatísticas, a neuropsicóloga da Med Mais, Keli Rodrigues, comenta que o adoecimento mental não é fácil de ser diagnosticado, pois existe uma barreira entre o preconceito (falta de conhecimento sobre doenças mentais) e a detecção dos sinais de alerta.

Para reduzir essas estatísticas, a neuropsicóloga explica que é necessário que o colaborador busque apoio dentro da própria empresa, mas isso depende da forma como aquela instituição foi estruturada.  A especialista recomenda que as empresas desenvolvam mecanismos de suportes, por exemplo, na abertura de um canal de comunicação entre os líderes e os colaboradores ou proporcionar ambientes para atendimento.

“As empresas podem estabelecer parcerias com psicólogos clínicos ou atendimentos pelos planos de saúde que oferecem essa especialidade. É fundamental que a empresa também promova palestras voltadas para os cuidados com a saúde do trabalhador e faça levantamentos sobre o nível de saúde mental dentro da própria empresa”.

 Estratégias

O melhor remédio para o adoecimento mental é a prevenção. Todavia, as estratégias para enfrentar esse problema devem estar alinhadas com o código cultural da empresa. A neuropsicóloga Keli Rodrigues comenta que a empresa genuinamente deve ter dentro da sua estrutura um suporte de cuidado e de olhar para esse colaborador de maneira muito efetiva.

“Os líderes precisam estar avaliando desempenho, processos, qualidade de vida, como que esses colaboradores se portam no dia a dia. A maneira mais eficaz de se prevenir é ter esse olhar mais atento para o colaborador. E para que esse líder tenha esse olhar mais atento e mais cuidadoso isso ser precisa ser uma identidade da própria empresa, precisa genuinamente estar preocupada com esse fator”.

Cuidar mais!

A Med Mais, especialista em Segurança do Trabalho e Serviços Médicos, tem em seu DNA um cuidado e uma preocupação para que seus colaboradores estejam felizes no seu trabalho, tanto que estabeleceu em sua visão e valores, colocar a pessoa como um centro importante para que tenham prazer em pertencer, ou seja, vestir a camisa da Med Mais, dentro e fora dela.

 Sobre a Med Mais

A Med Mais é uma empresa que atua no mercado de prestação de serviços há mais de 11 anos e possui 11 filiais dimensionadas em estados importantes da federação. A Med Mais conta com duas frentes de trabalho, uma voltada para Medicina e Segurança do Trabalho e outra para serviços médicos de Urgência e Emergência. Entre as áreas de atuação, a Med Mais presta serviços em: aeroportos, ferrovias, rodovias, portos, refinarias, mineradoras, turismo náutico, entretenimento, educação, entidades privadas, economia mista e órgãos públicos. Mais informações: www.medmais.com

(61)  3052-9500 | 9.8310-7306
relacionamento@medmais.com

Por: Hulda Rode

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante!

© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo