sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Um Lugar no Caribe

Tomou aulas de atuação, formando-se no Centro de Pesquisa e
Divulgação Teatral "El Estudio" em 2010. Ela também é advogada, formada pela Universidade Católica de Assunção.
Carreira
Em 2010 estrelou no segundo capítulo do unitário “La Herencia de Caín”, dirigida por Agustín Núñez.

No mesmo ano, ela interpretou a personagem feminina Liz do filme paraguaio “7 Caixas”,longa-metragem nomeada na 27ª edição dos Prêmios Goya na categoria "Melhor Filme de Língua Estrangeira Espanhola". 7 Caixas participou de mais de 25 festivais internacionais e foi
Lançado em diversos países ao redor do mundo. Nos meses de maio e junho de 2012, ela interpretou o papel de Irma no filme “Lectura Según. Justino”, dirigido por Arnaldo André, uma coprodução paraguaio-argentina, na qual,compartilhou uma tela com atores bem conhecidos, como Julieta Cardinali e Mike Amigorena.
Em 2013 obteve o reconhecimento internacional para sua carreira, quando foi convocada pelo,diretor argentino Daniel Gagliano para participar do filme argentino “El hijo buscado”, no,qual compartilhou cenas com o famoso ator Rafael Ferro. Em novembro do mesmo ano, ela viajou para Cali (Colômbia) para fazer parte do elenco de “Fábula de una Conspiración”, pelo diretor colombiano Carlos Varela.

Durante o ano de 2014, a atriz continuou com várias propostas de cinema e teatro, fazendo parte do elenco do filme paraguaio “Luna de Cigarras”, sob a direção de Jorge Díaz de Bedoya e do filme Mangoré, junto com o conhecido ator mexicano Damián Alcázar como protagonista,sob a direção do chileno Luis Vera.
Em outubro de 2014, ela foi Júri na categoria "Filme de ficção" do primeiro festival de cinema,das Três fronteiras em Misiones, Argentina, representando o Paraguai.
Em 2015, foi convocada para fazer parte do filme hondurenho “Um lugar no Caribe”, do diretor Juan Carlos Fanconi. No filme, ele compartilha a tela com os atores Gastón Pauls,Gabriela de la Garza, José Zúñiga e Rodrigo Guirao Díaz.

No campo teatral, destaca-se a participação nos trabalhos de sucesso “Just Married” (2013),“Toc Toc” (2014) e “Las viudas” (2015), entre outros.Lali González é a embaixadora oficial no Paraguai da marca de cosméticos Maybelline New York
Cinema
Ano Título País Personagem Diretor
2012 7 cajas Paraguay Liz
Juan Carlos

Maneglia y Tana
Schémbori
2013
Lectura según
Justino
Paraguay
Argentina
Irma Arnaldo André
2013 El hijo buscado Argentina Cristina Daniel Gagliano
2013
Fábula de una
conspiración
Colombia La Pequeña La Carlos Varela
2014 Luna de cigarras Paraguay Mabel Jorge Díaz de Bedoya
2015
Mangoré, por
amor al arte
Paraguay
Argentina
Isabel Villalba, primer amor de
Agustín Barrios "Mangoré"
Luis R. Vera
2015
Un lugar en el
Caribe
Honduras Sofía Juan Carlos Fanconi
2016 El jugador Argentina Paulina Palma Dan Gueller
2017 La Redención Paraguay
Marlene, nieta de un ex
combatiente de la Guerra del
Chaco
Hérib Godoy

Leia Mais ››

Mulher pede divórcio porque marido faz todas as tarefas domésticas

Samar M., uma mulher egípcia de 28 anos, entrou com um
pedido de divórcio apenas duas semanas após o casamento porque seu marido faz todas as tarefas de casa e ela ficou irritada com isso, de acordo com o jornal Khaleej Times.

Ela alega que seu marido, Mohammad S., está agindo como uma “dona de casa”, porque ele faz limpeza e organização da casa e sequer a deixa ajudá-lo. Ela disse que chegou a confrontar o companheiro, mas ele disse que, se ela queria viver com ele, deveria seguir suas regras.

“Nós nos casamos há apenas duas semanas, eu o conheço e o amo há dois anos, mas estou odiando morar com ele e não posso mais lidar com as atitudes dele”, disse Samar ao jornal.

“Meu marido é um dono de casa. Ele não me deixa tocar em nada na nossa casa e cozinha, limpa e faz todas as tarefas. Ele controla tudo em nossa casa e eu não posso opinar em nada, nem mesmo o canal de televisão. Ele tem um negócio próprio, mas ele contratou pessoas para gerenciar a loja só para ficar mais tempo em casa. Ele passa as roupas, varre a casa e até arruma as comidas na geladeira”, disse a mulher.

Samar registrou um pedido de divórcio na Vara Familiar em Cairo, capital do Egito. “Meu marido não me dá liberdade para fazer as coisas em casa, eu sinto como se fosse uma hóspede em um hotel”, concluiu. O processo já foi iniciado e está em curso.
Fonte: Estadão Conteúdo
Leia Mais ››

Tribunais fazem campanhas para adoção de crianças mais velhas

Lançada no Dia da Criança, a iniciativa apresenta 18 crianças e
adolescentes sob jurisdição da Vara da Infância de Santo Amaro, em São Paulo, com fotos e descrição.Luís Fernando Guggenberger, de 38 anos, e Patrícia Prado, de 36, se lembram bem de quando pousaram os olhos em dois meninos em um abrigo na zona leste de São Paulo, em 14 de novembro de 2013. "Ali a gente teve a certeza de que eram nossos filhos", lembra Guggenberger.

O mais velho tinha 5 anos e o mais novo, quase 2. Irmãos, foram adotados juntos 20 dias após o casal ser habilitado pela Justiça. Para incentivar a adoção tardia e dar a meninos e meninas a oportunidade de convivência familiar, Tribunais de Justiça têm feito campanhas que facilitam o encontro entre futuros pais e filhos.

A rapidez no processo de Luís Fernando e Patrícia tem um motivo: o casal queria adotar irmãos e não se importava se fossem mais velhos. A maioria dos que pretendem adotar, no entanto, não tem esse perfil. Dados do Cadastro Nacional de Adoção, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mostram a preferência por bebês. Por outro lado, sobram em abrigos de todo o País crianças mais velhas e adolescentes - 78% dos que aguardam adoção têm 5 anos ou mais.

Em São Paulo, o Tribunal de Justiça lançou campanha de incentivo à adoção de crianças mais velhas. O projeto-piloto foi chamado de "Adote um boa-noite", em referência ao momento do dia em que uma criança com família costuma receber o desejo de boa-noite.

Lançada no Dia da Criança, a iniciativa apresenta 18 crianças e adolescentes sob jurisdição da Vara da Infância de Santo Amaro, com fotos e descrição. "O grande problema era expor ou não as fotos dessas crianças porque o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) veda que as crianças sejam fotografadas", explica o corregedor-geral de Justiça Manoel Pereira. "Mas a interpretação que fizemos é de que a proibição é a situações que coloquem as crianças em situação vexatória. Neste caso, pelo contrário: é situação de carinho, amor e colo."

Desde o lançamento da campanha, 130 pretendentes mostraram interesse em adotar um menino ou uma menina da Vara de Santo Amaro. Ontem, passaram a integrar a lista no site www.adoteumboanoite.com.br outras 11 crianças e adolescentes da Vara da Infância do Tatuapé, que entraram em campo com jogadores do Corinthians.

Segundo o juiz de direito Gabriel Sormani, coordenador da "Adote um boa-noite", um dos entraves é quando há irmãos. "Uma saída que vem sendo utilizada é serem adotados por famílias diferentes, mas que morem em cidades próximas e se comprometam a manter a relação." Outros seis juízes da capital e do Estado já mostraram interesse na campanha. O TJ pretende expandir a iniciativa em 2018.
Pelo País
Iniciativa semelhante é aplicada pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo, que em maio lançou "Esperando por você". "Temos crianças acolhidas há mais de cinco anos", explica a assistente social Nathalia Pelegrini, da Comissão Estadual Judiciária de Adoção.

Vinte seis crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos gravaram vídeos em que contam seus sonhos e por que gostariam de ser adotados. "Recebemos contatos do Brasil todo e de brasileiros que moram fora", diz Nathalia. Uma criança foi adotada após o lançamento do projeto e três estão em processo, entre elas uma menina de 12 anos com limitações físicas.

Os filhos de Vania Castan, de 38 anos, de São Bernardo, no ABC paulista, também foram "buscados" em outro Estado. Há dois anos, a advogada viajou com o marido a uma pequena cidade mineira atrás de dois irmãos: uma menina de 6 anos e um menino de 4. "Quando conhecemos a história deles (pela assistente social de um abrigo), alteramos a idade", conta Vania, que inicialmente tinha preenchido a ficha para o Cadastro Nacional de Adoção atrás de uma criança de até 5 anos.

Em Cuiabá, pretendentes que querem crianças mais novas são convidados a visitar abrigos com acolhidos mais velhos. A iniciativa, que partiu da juíza da 1.ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, Gleide Bispo, ocorre há sete anos. "Zeramos todas as crianças de adoção tardia."

Gleide também participa do grupo Cegonhas da Adoção, no WhatsApp, com quase 200 magistrados em todas as capitais. "Temos de sair em busca como se fossem filhos nossos, porque estão sob nossa responsabilidade e cada dia que passa é mais um dentro de uma unidade de acolhimento." No ano passado, o professor carioca Thiago Zalinsq Almeida, de 36 anos, conheceu os filhos, de 12 e 10 anos, em um abrigo em Cuiabá, depois que Gleide acionou o grupo no aplicativo.

Em Pernambuco, a procura sistemática por interessados pela adoção tardia é feita pelo Poder Judiciário desde 2009, mas ganhou força no último ano, depois que o TJ passou a divulgar nas redes sociais os perfis de abrigados. A Justiça ainda fez parceria com o time do Sport para o "Adote um pequeno torcedor", em que as crianças relatam em vídeo o que esperam de uma família e as paixões - incluindo o time de futebol. A ação foi replicada por equipes pelo País. "Estou convencido de que pegar pelo coração é o mais importante", diz Figueiredo.
Emoção
"Tomei a decisão de adotar uma criança quando tive minha estabilidade financeira e emocional. Entrei com o processo para adotar e demorou dois anos para ser habilitado. Por ser solteiro, não optei por bebê. Optei por um menino de 3 a 10 anos de idade, de cor indiferente. Em um domingo à tarde, a doutora Gleide (da 1.ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá) me ligou e falou do meu filho (Crystopher Sidwald, na época com 11 anos, hoje com 12). Meu coração queimou. Falei: 'É esse'", diz Thiago Zalinsq Almeida, de 36 anos, professor de Português no Rio, que adotou os meninos Crystopher Sidwald e José Roberto.

"Depois, ela me autorizou a vê-lo por foto no WhatsApp. A primeira coisa que eu vi foi o sorriso. Chorei na hora. Depois fui para Cuiabá. Na primeira aproximação, a resposta dele foi muito fria, mas aos pouquinhos fui tentando conquistá-lo. Voltei ao Rio e fiquei conversando com o Sid pela internet, com autorização da juíza. No fim de dezembro (de 2016), voltei a Cuiabá, ele estava terminando o ano letivo. A juíza disse que o mandaria (para o Rio) sozinho no avião, mas não aceitei. Queria juntamente com ele cortar o cordão umbilical do abrigo porque ele foi deixado lá com 1 ano. Era o menino mais velho ali. Queria dizer que ele tinha uma família que o amava.

Também tive contato com o melhor amigo dele no abrigo. Um menino negro, carismático, de coração de ouro, o José Roberto (de 10 anos), que me falava o tempo todo: "Me leva também". Não podia levar, mas prometi que o buscaria.

Os dois primeiros meses com o Sid foram os mais difíceis da minha vida. Quando temos um filho, queremos ser amados por ele também. Mas a obrigação de amar não é da criança, é minha. Para quebrar o gelo, foi uma luta. As crianças ficam testando para ver até onde você vai. E eu falava: "Independentemente do que você faça, eu vou te amar". A gente tinha de se construir como pai e filho. Até que um dia, quando vinha uma assistente social aqui em casa, eu falei: "Filho, estou muito nervoso". E ele respondeu: "Eu também, pai". E me abraçou. O primeiro abraço espontâneo foi lindo.

Mas meu coração ainda estava queimando pelo José. Então eu o trouxe em junho. Estou criando dois homens de caráter, que vão saber lidar em sociedade, sem preconceito. Quando me dei conta de que era pai, o mundo se transformou. É divino e indescritível. Minha família está completa", finaliza Thiago Almeida.Fonte: Jornal de São Paulo



Leia Mais ››

Agenda pública do governador

Rodrigo Rollemberg para sexta-feira (17/11/17)
                                                                       
9h45  : Reunião com secretários

10h: Reunião com presidente do BRB, Vasco Gonçalves

10h: Reunião com Equipe de Governança

18h30: Homenagem WEDO Brasil 2017 – Dia do Empreendedorismo Feminino
Local: IESB, 613 sul
(Aberto para imprensa)

Leia Mais ››

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Nota de esclarecimento - CNH Digital

Em relação a CNH-e, o Detran-DF esclarece que as atualizações dos cadastros daqueles
que se interessarem em adquirir a CNH Digital, somente poderão ser feitas pessoalmente nos postos do Detran-DF e do Na Hora, exceto aqueles condutores que possuírem certificação digital, os quais poderão fazer a atualização diretamente no Portal de serviços do Denatran, conforme prevê a Portaria nº 184/2017 do Contran:

Art. 3º Para emissão da CNH-e será necessária a realização de um cadastro específico.

 §1º Caso o condutor possua certificado digital, emitido em conformidade com a Medida Provisória nº 2.200-2, de 24 de agosto de 2001, que instituiu a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil, o cadastro poderá ser complementado no Portal de Serviços do DENATRAN, por meio da página eletrônica: https://portalservicos.denatran.serpro.gov.br.

§2º Caso o condutor não possua certificado digital, deverá dirigir-se ao DETRAN para cadastrar/atualizar seu endereço eletrônico e número de telefone móvel onde será instalado o aplicativo da CNH-e.

Assessoria de Comunicação
Departamento de Trânsito do Distrito Federal
Leia Mais ››

Política para as Mulheres fim da Violência no DF

O Governo de Brasília recebe a imprensa nesta sexta-feira (17),
às 9h, para apresentar as ações nos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher no Distrito Federal .

Participam da coletiva a secretária-adjunta de Política para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Márcia de Alencar; a subsecretária de Política para as Mulheres, Raissa Rossiter; a subsecretária de Promoção de Políticas para Criança e Adolescente, Perla Ribeiro; a subsecretária de Segurança Cidadã, Andréa Macedo, da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social; e a chefe do Núcleo de Estudos e Programas na Atenção e Vigilância em Violência, Fernanda Falcomer.

 Serviço
Coletiva sobre os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher
Dia: 17 de novembro (sexta-feira)
Horário: 9h
Local: Palácio do Buriti, Espaço Israel Pinheiro
Leia Mais ››

Laura Muller, do 'Altas Horas', conta que recebe fotos e vídeos íntimos

'Não aguento mais ver tanta coisa', declarou.A sexóloga do
"Altas Horas" Laura Muller contou, em entrevista à coluna da Patrícia Kogut, sobre o sucesso que faz nas ruas por participar do programa de Serginho Groisman.
"É uma loucura. Há momentos em que estou entrando em algum lugar e o povo me agarra. É um reconhecimento do trabalho. Sempre me param de forma respeitosa e de um jeito engraçado. Fazem piada e lembram de algo que aconteceu no programa", disse.
No entanto, ela revelou que a abordagem nas redes sociais é um tanto quanto desagradável.

"Me mandam imagens de pênis e vaginas. Não aguento mais ver tanta coisa. É uma confusão de órgãos genitais e de vídeos íntimos. Os homens tiram fotos do pênis e me pedem para fazer uma avaliação. Respondo que sou psicóloga, não médica. A maioria quer fazer uma consulta online. Só alguns chegam de uma maneira agressiva. Então, eu peço para minha assistente bloquear", afirmou.

Laura conta que vai lançar um projeto de educação à distância em março, e, ainda este ano, começará a gravar vídeos sobre educação sexual, que serão disponibilizados em seu site.
Leia Mais ››

Teatro inglês descobre 20 denúncias de assédio contra Kevin Spacey

O ator foi diretor artístico do Old Vic entre 2004 e 2015.Os
escândalos de assédio envolvendo diretamente o ator Kevin Spacey, de 58 anos, não param. O teatro Old Vic, de Londres, anunciou que descobriu 20 denúncias de "comportamento inapropriedado" contra Spacey, entre os anos de 1995 a 2005. Segundo o The Telegraph, o ator foi diretor artístico do local, entre 2004 e 2015.

O teatro fez um comunicado nesta quinta-feira (16) sobre o assunto: "A investigação concluiu que houve 20 alegações de incidentes com Spacey, a maioria realizada antes de 2009. Nenhum processo oficial, boletim de ocorrência ou acordos foram feitos com Kevin Spacey nesse meio tempo", dizia a nota.
E continua: "The Old Vic pede desculpas por não criar um ambiente em que as pessoas se sentissem seguras para denunciar e falar livremente".

A posição privilegiada de Spacey, como diretor, pode ter interferido na decisão dos envolvidos de, na época, falar sobre o assunto com mais segurança e liberdade.

Leia Mais ››

Mais de 1,5 milhão de condutores poderão ter a CNH digital

Para ter acesso à Carteira nacional de habilitação , o motorista deverá ter a versão
impressa com QR code e a certificação digital. Lançamento ocorreu nesta quinta (16), com a participação do governador Rollemberg.
Para ter acesso ao documento, o motorista deverá ter a versão impressa com QR code e a certificação digital. Lançamento ocorreu nesta quinta (16), com a participação do governador Rodrigo Rollemberg

Condutores brasilienses poderão ter acesso à carteira nacional de habilitação (CNH) digital. Lançado nesta quinta-feira (16) pelo Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), o documento eletrônico é uma forma de oferecer mais segurança e comodidade aos motoristas.
A iniciativa é uma parceria com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O Detran do DF é o segundo do País a adotar a CNH digital. O primeiro foi o de Goiás.
O documento armazena dados em QR Code — código lido por aparelhos celulares para conversão em links — dentro de um sistema criptografado de acesso às informações.
A implementação da tecnologia no âmbito do Distrito Federal é uma forma melhorar o atendimento à população, de acordo com o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg. “Esse é mais um passo importante para modernizar Brasília”, afirmou.
Desde maio, o código bidimensional está presente nas carteiras de motorista impressas. Atualmente, mais de 200 mil condutores do DF já possuem a CNH em papel com QR Code no verso. Esses, já podem solicitar a carteira digital sem custos, por meio do portal de serviços do Denatran.
O objetivo é tornar mais eficiente o contato do órgão de trânsito com a comunidade. “Para que a gente possa, cada vez mais, melhorar o atendimento”, defendeu o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca.

A carteira eletrônica substitui a impressa, mas o condutor pode optar por portar qualquer uma das duas, ou ambas. O documento está disponível por meio de  aplicativo da CNH Digital nas Lojas iTunes (iOS) e Play Store (Android).

O condutor que quiser acessá-la, deverá obrigatoriamente ter uma habilitação impressa com QR Code e estar com os dados devidamente atualizados no Detran * principalmente o e-mail e o telefone celular com DDD, no qual será visualizada a CNH digital.
Caso o motorista ainda não tenha CNH com QR Code, precisará comparecer pessoalmente ao Detran para fazê-la. A inscrição de forma presencial é uma forma de evitar fraudes. Não há cobrança de taxa.
Essa atualização poderá ser feita via 154 ou pelo > site do Detran-DF.
Agora, com o acesso ao Portal de Serviços do Denatran e com os dados confirmados pelo Detran, é possível solicitar um código de ativação para o documento digital, que será enviado por e-mail e em seguida, diretamente pelo aplicativo.

A carteira eletrônica substitui a impressa, uma vez que ambas possuem o mesmo valor jurídico. O condutor pode optar por portar qualquer uma das duas, ou ambas.
A apresentação da CNH, impressa ou digital, é obrigatória e a falta do documento acarreta multa de R$ 88,38, três pontos na CNH e a retenção do veículo.

O chefe do Executivo local aproveitou a ocasião para destacar que, até outubro deste ano, Brasília registou o menor índice de mortes no trânsito da história do território. “Tivemos 114 mortes a menos neste ano em relação ao ano passado. Vamos continuar com o trabalho para reduzirmos ainda mais”, explicou.
Mais de 1,5 milhão de condutores poderão ter a CNH digital
De acordo com o Detran-DF, há mais de 1,5 milhão de condutores de veículos que, até 2022, poderão estar com suas carteiras digitais, uma vez que a CNH tem validade de cinco anos.

Até setembro, foram emitidos quase 300 mil documentos no DF, uma média de 33 mil por mês. No Brasil, o total foi de 13 milhões.
Conforme determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o processo de implantação da CNH Digital nos Detrans do País deverá estar concluído até fevereiro. Desde o lançamento da CNH digital, no início de outubro, já foram feitos mais de 1.800 cadastros no portal do Denatran. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Veja mais fotos( https://goo.gl/2nS1tk )

Leia Mais ››

Tony Ramos dá 6 dicas para famosos: 'Não subestime o espectador'

O ator tem 69 anos e está na TV há 54.Consagrado na Globo e
um dos atores mais queridos pelo público brasileiro, Tony Ramos é um exemplo de educação, além de se mostrar pouco deslumbrado com a fama. Em declarações ao colunista Leo Dias, o ator de 69 anos, 54 deles na TV, ele deu seis dicas a colegas para se manterem focados em seus trabalhos.

"A primeira delas é não acreditar na fama. A segunda é saber que não existe fama sem fracasso. A terceira é ter consciência de que fama e fracasso são primos irmãos. A quarta é respeitar o próximo sempre. A quinta é entender que o público é seu alvo no bom sentido, mas o público não é dono de você na sua vida pessoal. Quando você entende essa relação clara, o público também entende. A última é nunca subestimar o espectador. Ele sabe quem você é e vai te respeitar se você for transparente com ele", declarou o veterano.

Tony já fez dezenas de novela de sucesso na Globo, além de filmes e peças de teatro. O ator é casado com Lidiane Barbosa há quase cinco décadas.

Fotos: Internet
Montagem:Malu silva

Leia Mais ››

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo