sábado, 5 de dezembro de 2015

PRÉDIOS de Samambaia recebem obras de ARTE

ARTE e ARQUITETURA andam juntas desde as pinturas rupestres nas cavernas, residências pré-históricas. Em Brasília, Patrimônio Cultural da Humanidade, a combinação ARTE e ARQUITETURA ganhou impulso com a publicação da LEI DISTRITAL nº 2.365, de 04/05/1999, ‘que dispõe sobre a inclusão de obras de arte nas edificações de uso público ou coletivo, com área igual ou superior a mil metros quadrados’.
‘Obras de arte são atraentes, elevam a autoestima das pessoas e valorizam os imóveis’, argumenta a lei que fomenta a produção artística. “Moro em Samambaia desde 1989, quando a cidade foi criada. Vim motivado pelo pioneirismo, mas até pouco tempo atrás aqui não havia espaço para o meu trabalho. Com a ‘lei das artes plásticas’ e o crescimento da cidade as coisas mudaram”, diz o artista plástico Skartazini.
Skartazini vendeu seu primeiro quadro para ser instalado num prédio em Samambaia, em 2008, quando a cidade iniciou processo intenso de verticalização arquitetônica. Antes praticamente só havia casas e o poder aquisitivo das famílias as proibia de investir em ARTE. Agora os construtores procuram por quadros, em cumprimento à lei, e as famílias, com renda mais elevada, começam a formar suas COLEÇÕES.
Reportagem: Skartazini Arte e Comunicação
Élton Skartazini - (61) 9908.4963 | www.skartazini.com.br

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo