sexta-feira, 15 de abril de 2016

Concurso Comida Di Buteco – Edição Brasília 2016 conta com o apoio do BRB

O Festival começa hoje e ocorre até o dia 8/5
Começa hoje (15) o Concurso Comida Di Buteco – Edição Brasília 2016. O projeto, que teve início no ano 2000, em Belo Horizonte (MG), tem como objetivo resgatar os botecos autênticos, com comidas caseiras e tradicionais de botecos. Com o passar dos anos, o concurso se expandiu e, agora, conta com a participação de 20 cidades, totalizando 500 botecos de Norte a Sul do país.
Elmo Santos, coordenador do concurso na região Centro-Oeste, explica que a edição deste ano é um momento muito particular na história do concurso: “Este é o primeiro ano que iremos eleger o melhor boteco do País. Anteriormente, era eleito apenas o melhor boteco de cada cidade. Além disso, temos como tradição a escolha de um tema para direcionar as receitas. Em 2015, por exemplo, o tema foi ‘frutas’. Este ano, o tema será livre, o que evita que alguma região seja beneficiada em função do insumo escolhido. Por fim, com o objetivo de estimular a criação de receitas econômicas e de proporcionar uma disputa em pé de igualdade entre os bares, este ano nenhum prato poderá ultrapassar o valor de R$ 25,90. Diante dessas novidades, esperamos que a edição de 2016 consolide o evento como um Concurso Nacional”, ressaltou o coordenador.
Vale destacar que a palavra boteco, escrita com “u”, já é marca registrada do concurso e retrata regionalidade e tradição. “Com isso, buteco deixa de ser uma palavra pejorativa e torna-se um adjetivo muito bem quisto”, completou Elmo.
O presidente do BRB, Vasco Gonçalves, explica que o apoio do BRB a este concurso é uma forma de proporcionar momentos de descontração e entretenimento à população. “Este é um concurso diferente, do qual todos podem participar para eleger o melhor boteco da cidade. Embora este seja o segundo ano do concurso em Brasília, é uma proposta inovadora. Apenas aqui, serão 20 botecos participantes - na Asa Sul, Asa Norte, Vila Planalto, Águas Claras, Guará, Taguatinga e Núcleo Bandeirante - o que torna a participação das pessoas ainda mais acessível”, finalizou o presidente.
Como funciona
Além dos tira-gostos servidos pelos botecos participantes, também são avaliados a higiene, o atendimento e a temperatura da bebida. Público e júri dão nota de 1 a 10 para estes quatro quesitos. O peso do júri e do público é de 50% cada, e os votos físicos são recolhidos e apurados pelo instituto Vox Populi.
Em junho, uma comissão composta de três jurados visitará o boteco campeão de cada cidade e elegerá o melhor, que ganhará o título de “Melhor Buteco do País”. Dentre os membros da comissão, um será da própria cidade e dois de outras cidades. Vale destacar que os integrantes desta comissão não participarão da primeira etapa.
Mais informações no site





imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo