terça-feira, 31 de maio de 2016

Rosso recebe dezesseis líderes em reunião da base

“A base do presidente Temer é uma das maiores do sistema presidencialista do Brasil e está muito unida. Todos os líderes vieram e, isto, representa quase 400 deputados discutindo assuntos importantes para o país. Hoje, por coincidência, o IBGE [ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística] divulgou o pior resultado do trimestre da história. São 11,4 milhões de desempregados e é com isso que o presidente está  preocupado, em corrigir esses erros e, nós, vamos procurar aprovar todas as medidas importantes para retirar o Brasil desta crise econômica”, disse Rosso.
A declaração do líder do PSD, deputado Rogério Rosso (DF) foi feita, nesta terça-feira (31), logo após o almoço da reunião da base que contou com a presença do Presidente da República interino, Michel Temer, dos ministros da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab e da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, além do vice-governador do Distrito Federal, Renato Santana, e dezesseis líderes de partidos (PSDB, PMDB, PP, PTB, PSB, PPS, SDD, PR, PSL, PHS, PROS, PTN, PSC, DEM, PRB e PEN), na Câmara.
Geddel, em tom otimista, ponderou que um acordo está sendo construído para superar os R$ 170 mi de déficit das contas públicas e cerca de 12 milhões de pessoas desempregas que, segundo ele, foi herança da gestão anterior. “Ninguém pode esquecer o que estamos herdando. É nosso dever mostrar à sociedade que estamos tomando medidas corretas para deixar às novas gerações um futuro com mais esperança. Os líderes já demonstraram seu apoio na votação da meta fiscal, a qual o presidente Temer já registrou seu agradecimento e, agora, precisamos nos concentrar na solução dos graves problemas econômicos que o país atravessa”, avaliou.
Pauta da Câmara
A Medida Provisória 715/15, que concede crédito extraordinário de cerca de R$ 300 milhões para pagar agricultores vinculados ao programa Garantia-Safra tranca a pauta do plenário. Na sequencia, os deputados devem analisar projetos de leis sobre reajuste de salários para diversas carreiras públicas. Está prevista ainda, para esta semana, a votação da medida que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU) até 31 de dezembro de 2019. A PEC 004/15 flexibiliza a utilização de recursos do orçamento em programas e políticas consideradas mais importantes pelo governo federal. A proposta deverá ser votada pela comissão especial nesta quarta-feira (1º).
Carola Ribeiro

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo