sexta-feira, 17 de junho de 2016

1° Festival Internacional de Cinema LGBTI de Brasília

A comunidade internacional de Brasília se reúne para a realização do 1° Festival Internacional de Cinema LGBTI. Como parte das comemorações do mês do Orgulho LGBTI em Brasília, representações diplomáticas e organismos internacionais se unem para a realização de uma mostra de filmes internacionais sobre o tema. Acreditando que a arte e o cinema podem ter um papel revolucionário e transformador na vida das pessoas, convidamos todas e todos a participarem do Festival Internacional de Cinema LGBTI. Faça parte você também desse movimento global pela tolerância, pela diversidade e pela igualdade! foi compartilhada, recebemos demonstrações de insatisfação em relação à representatividade das películas, especialmente no que se refere ao segmento lésbico. As críticas foram ouvidas e acreditamos que, por meio delas, as ativistas, as coletivas e os movimentos sociais estão cumprindo sua função e exercendo um importante papel na democratização de espaços e no aprofundamento das interseccionalidades da comunidade LGBTI. Portanto, o festival deve acolhê-las e recebê-las: as únicas publicações que não iremos tolerar são aquelas que veiculem mensagens de ódio.

Desde o início, o nosso propósito foi tornar o Cine Brasília uma grande arena em que identidade de gênero e orientação sexual fossem pautadas de modo público, livre e gratuito. A programação do festival foi montada a partir de um leque de opções bastante restrito por questões técnicas, legais e circunstanciais. Isso envolveu, inclusive, negociações para a cessão dos direitos de reprodução dos filmes no Brasil, e o elevado custo das traduções e legendagem dos filmes. Asseguramos ao público que exploramos a inclusão de outras películas. Por conta dessas limitações, não seremos capazes de alterar o acervo de filmes que compõe a programação desta primeira edição.
Ainda assim, gostaríamos de destacar as histórias notáveis de mulheres lésbicas na programação do Festival. O filme canadense “One of Us” é uma história sobre a saída do armário de uma mulher lésbica e as dificuldades com que se deparou. Muitos filmes incluem também protagonistas lésbicas fortes. “Os Invisíveis” (França) destaca a história de um casal lésbico, juntamente com dois casais de homens. “Out & About” (Países Baixos) mostra a experiência dos pais de crianças LGBTI em vários países, incluindo uma jovem lésbica. ”Pride” (Reino Unido) destaca o papel importante das ativistas lésbicas, assim como ativistas gays masculinos. O festival também integra proeminentes diretoras lésbicas: Anna Österlund Nolskog (“Boygame”, Suécia), Jenifer Malmqvist (“On Suffocation “, Suécia), Maria Bock (“Bald Guy “, Noruega).
Resultado de imagem para 1° Festival Internacional de Cinema LGBT de BrasíliaQueremos dizer a todas, todxs e todos que suas vozes foram ouvidas e que iremos levar essa importante crítica em consideração para os próximos anos. Aliás, para que ocorram edições futuras do festival, contamos com o apoio e a solideriedade da comunidade LGBTI. À luz dos acontecimentos recentes e de tudo que o mês de junho significa para nós, pedimos que gays, lésbicas, bissexuais, pessoas trans, travestis, transexuais, intersex e heterossexuais se unam em torno da luta contra a violência, o preconceito e a discriminação com base em orientação sexual ou identidade de gênero.
Obrigado pelo seu compromisso consistente com a causa LGBTI. Esperamos que o nosso festival seja uma plataforma para avançar e aprofundar ainda mais nossos laços. Seguimos juntas, juntxs e juntos no enfrentamento à LGBTI-fobia, aconteça ela no Brasil ou em outros países do mundo. E com orgulho.

Teremos food trucks durante o evento e a entrada é franca.
Programação: http://tinyurl.com/jfnf9tl

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo