sexta-feira, 15 de julho de 2016

Dois homens tentaram deter motorista em Nice, dizem testemunhas

O motorista só parou quando foi morto por policiais ao menos dois homens se arriscaram para tentar parar o caminhão que atropelou dezenas de pessoas nesta quinta (14) em Nice, na França. O atentado deixou ao menos 84 mortos e 202 feridos, sendo 52 em estado grave. 
Segundo relato de um jornalista alemão, um motociclista tentou deter o caminhão. "Eu estava no balcão [de um hotel] de frente para a promenade des Alglais e vi as pessoas celebrando [o Dia da Bastilha. De repente, um caminhão se dirigiu à multidão", contou o jornalista Richard Gutjahr à AFP.
"Dirigia muito lentamente e isso era surpreendente. Foi seguido por um motociclista que vinha por trás dele, que tentou ultrapassá-lo e até abrir a porta do caminhão", disse o alemão. "Aí ele caiu e as rodas do caminhão passaram por cima dele."
Gutjahr disse que, após a polícia começar a disparar contra o caminhão, o terrorista acelerou e fez um zigue-zague em meio à multidão. Tudo durou "60 segundo, no máximo, do início ao fim".
Um pedestre também chegou a saltar na cabine do caminhão na tentativa de deter o motorista, que respondeu com tiros. Segundo relato do jornal francês "Le Figaro", o homem, então, desceu da cabine.
O motorista só parou quando foi morto por policiais. Ainda segundo o "Le Figaro", o caminhão ficou com ao menos 50 marcas de tiro. Folha Press

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo