sábado, 2 de julho de 2016

Israel acusa Facebook de não coibir apologia ao terrorismo

o governo do país tem a ideia de criar uma lei que obrigue as redes sociais e de vídeos a apagarem posts que incitem ameaças aos seus cidadãos
Israel acusou o Facebook de sabotar o trabalho da polícia do país. Em matéria do Extra, eles informam que o fundador da rede social, Mark Zuckerberg, foi acusado pelo ministro de Segurança Interna israelense de não tentar coibir os ataques contra a nação.
Segundo a matéria, o governo do país tem a ideia de criar uma lei que obrigue as redes sociais e de vídeos a apagarem posts que façam apologia ao terrorismo.O porta-voz do Facebook em Israel não quis comentar o caso.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo