terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Deputados do Paraná defendem indicação de Moro ao STF

Coordenador da bancada, Toninho Wandscheer (Pros) pretende colher

assinaturas a partir da semana que vem,Deputados federais do Paraná iniciaram um movimento para apoiar a indicação do juiz Sergio Moro à vaga aberta no STF (Supremo Tribunal Federal) com a morte de Teori Zavascki.
O coordenador da bancada, Toninho Wandscheer (Pros), pretende colher assinaturas entre os 30 deputados, a partir da semana que vem, em apoio a Moro. Dez deles já declararam apoio à iniciativa.
"Seria um prêmio pelo que ele fez até aqui", diz Wandscheer. "É um juiz imparcial, defende o que é direito e demonstrou conhecimento profundo da lei. No Paraná, ele seria o melhor entre todos."
O parlamentar minimiza o impacto de um eventual afastamento de Moro dos processos da Operação Lava Jato -e também o impedimento de que ele julgasse a mesma causa no Supremo, como prevê o Código de Processo Penal. O artigo 252 da lei estabelece que um juiz não poderá agir num processo em que já tiver atuado em outra instância.
"Está todo mundo ligado na questão da Lava Jato, mas nós não", diz o deputado. "Um ministro não é indicado para um momento. É para um mandato."Para ele, a Lava Jato continuaria firme, independentemente da indicação de Moro.
"Nós não podemos perder a possibilidade de indicar alguém que vai nos representar com dignidade", diz Wandscheer, que afirma estar defendendo "uma causa paranaense".
Wandscheer foi filiado ao PT, e mudou para o Pros no ano passado. Para ele, que diz "não ter se filiado às coisas erradas" e que defende que boa parte do PT é formada por pessoas idôneas, a indicação de Moro está acima de questões partidárias.
O deputado ainda irá avaliar, em reunião com a bancada, se tem o apoio da maioria dos colegas para tocar adiante a proposta. Fonte: Folhapress.

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo