sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Crianças refugiadas vivem em condições desumanas na Sérvia e são agredidas ao tentar entrar em países vizinhos

ONG Save The Children diz que elas enfrentam temperaturas negativas em locais abandonados,


Centenas de crianças refugiadas estão vivendo em condições desumanas na Sérvia, em Belgrado. Muitas relatam ter sido espancadas pela polícia da fronteira de países vizinhos e moram em,armazéns abandonados, onde as temperaturas atingem -10°C, denuncia a ONG Save
The Children
Cerca de 7.000 migrantes vivem na Sérvia. Deste, cerca de mil estão em armazéns abandonados, após terem sido recusados em abrigos oficiais, mas superlotados
A ONG diz que centenas de refugiados foram expulsos da Croácia e da Hungria e acabaram nesses locais abandonados, segundo informações do jornal britânico Daily Mail
Nesses locais, eles não têm saneamento básico, água encanada ou camas para dormir. Para se esquentar, eles queimam tudo o que não fará falta, causando problemas respiratórios nas crianças 

Cerca de 46% dos refugiados que entram na Sérvia são
crianças e 20% delas viajam desacompanhadas.Muitos desses refugiados têm apenas oito anos e sofrem com as baixas temperaturas e com infestações de piolhos
Identificado apenas como Aalem, um refugiado afegão de 12
anos, fala sobre as tentativas fracassadas de entrar na Croácia, país membro da
UE (União Europeia).— Quando tentei cruzar a fronteira húngara e consegui
atravessar, a polícia estava esperando com cães. A polícia bateu em nós, pegou nossas roupas e calçados e nos mandou de volta,Liaqat Khan, um paquistanês de 17 anos, vive em um dos armazéns abandonados de Belgrado, porque também não conseguiu vaga em um centro
oficial.

Ele diz que tentou atravessar a fronteira 20,vezes e que oficiais húngaros e croatas roubaram seu telefone e dinheiro Muitos refugiados chegam aos abrigos, após tentar cruzar as fronteiras, com mordidas de cachorros da polícia  
Outros denunciam a existência de uma máfia búlgara que,vende a passagem segura para o país e coloca até crianças para trabalhar Uma instituição de caridade serve comida quente uma vez por dia aos refugiados e tentam dar assistência médica, contrariando uma ordem do governo sérvio de não distribuir alimentos a pessoas fora dos centros oficiais
AnteriorCentenas de crianças refugiadas estão vivendo em condiçõesdesumanas na Sérvia, em Belgrado. Muitas relatam ter sido espancadas pela polícia da fronteira de países vizinhos e moram em armazéns abandonados, onde as temperaturas atingem -10°C, denuncia a ONG Save
The Children Próxima
Centenas de crianças refugiadas estão vivendo em condições desumanas na Sérvia, em Belgrado. Muitas relatam ter sido espancadas pela polícia da fronteira de países vizinhos e moram em armazéns abandonados, onde as temperaturas atingem -10°C, denuncia a ONG Save The Children

imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo