domingo, 5 de março de 2017

COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL

Em relação as notícias veiculadas na mídia, a Caesb esclarece o seguinte:

1. Os valores revelados, em alguns casos, não se referem às remunerações recebidas mensalmente pelos empregados da Companhia. Esclarece que, principalmente, a denominação de salário dada ao recebimento total de valores que incluem gratificações, adicionais, indenizações eventuais e outras vantagens pecuniárias, como pagamento de férias, adiantamentos de 13º e de férias, entre outros.
 2. Por decisão do Tribunal Regional do Trabalho, a Caesb foi obrigada, em juízo, a conceder reajuste na ordem de 10% no decorrer de 2016. A proposta da empresa era reajuste de 4%, o que foi negado pela Justiça.
 3. Nos últimos dois anos, os investimentos da empresa aumentaram e o comprometimento da receita com despesa de pessoal diminuiu de 50,22%, em 2014, para 46,55%, em 2016.
 4. A Caesb, nos últimos dois anos, reduziu despesas importantes, como a dívida de curto prazo, empréstimos que eram feitos, com juros altos, para pagamento, por exemplo de salários e 13% salário. Com essa medida, a empresa conseguiu redução de mais de R$ 120 milhões dessa dívida. A companhia também cortou a metade dos cargos comissionados e renegociou contratos que estavam em andamento, gerando uma economia anual de cerca de R$ 6 milhões por ano.
 5. Desde 2015, foram realizados vários investimentos: a retomada da obra de Corumbá, o lançamento do Bananal, a licitação da captação do Lago Paranoá, a recuperação da captação do Crispim, no Gama, e substituições de hidrômetros e redes de água, além da implantação de válvulas redutoras de pressão para ajudar a reduzir perdas no sistema. O investimento saltou de R$ 151 milhões, em 2015, para R$ 182 milhões, em 2016.
 6. Desde o primeiro semestre de 2015, houve redução de 12,86% com o pagamento de fornecedores, contratos e licitações. Tudo por causa da adoção de uma medida simples, mas fundamental: a empresa passou a realizar os pagamentos em dia.
 7. A Caesb está enfrentando a crise hídrica, desde o ano passado, com determinação e medidas duras, mas necessárias para evitar um desabastecimento maior para a população. Uma crise que é fruto de um período seco sem precedente, nos últimos dois anos, e principalmente pela falta de investimento, nos últimos 16 anos, em obras geradoras de novas fontes de água para abastecer a população e de modernização e melhoramento das instalações da Companhia.
 8. A Caesb é reconhecida pela relevância dos serviços prestados à população e pela qualidade do trabalho técnico dos seus profissionais. A Empresa está fazendo esforço e utilizando, ao máximo, toda a sua reconhecida capacidade para superação da crise hídrica.
 9. A Caesb voltou a investir em obras importantes como a captação de água em Corumbá e lançou a obra do Bananal, que, inclusive, está adiantada e ficará pronta em novembro deste ano.
 E-mail: ascom@caesb.df.gov.br
Telefone: 3213-7117//9.9996-4941



imagem-logo
© Repórter Malu - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo