Politica: Governo lança programa para mapear genoma de 100 mil brasileiros


Banco de dados vai estruturar medicina de precisão no país

O governo federal lançou nesta quarta-feira (14), no Palácio do Planalto, o Programa Nacional de Genômica e Saúde de Precisão, batizado de Genomas Brasil. A cerimônia contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro; do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello; além de diversas outras autoridades. O principal objetivo do programa é a criação de um banco de dados nacional com 100 mil genomas completos de brasileiros, nos próximos anos. 

O projeto sequenciará genes de portadores de doenças raras, cardíacas, câncer e infectocontagiosas, como a covid-19. A escolha das doenças levou em conta a quantidade de casos no país e o alto custo que geram ao Sistema Único de Saúde (SUS), segundo informou o Ministério da Saúde.

"Com o conhecimento do DNA de nossa população, poderemos entender a relação entre o código genético e as doenças. Poderemos, inclusive, desenvolver um tratamento específico para uma única pessoa ou para um grupo de indivíduos que possuam a mesma informação genética", explicou Hélio Angotti Neto, secretário de ciência, tecnologia, inovação e insumos estratégicos em saúde da pasta.

Por ser constituído por uma população altamente miscigenada, com traços genéticos de diferentes etnias, como africanos, ameríndios, europeus e asiáticos, o mapeamento do genoma dos brasileiros pode dar um impulso no conhecimento genético em escala global. Os avanços na ciência genômica foram feitos com base no código genético de populações caucasianas, principalmente europeus e seus descendentes diretos, que representam cerca de 80% de toda a informação disponível no mundo sobre o genoma humano.

"Para que isso seja possível, vamos criar aquilo que será um dos maiores bancos de dados de genomas do planeta, trazendo a diversidade que falta para os bancos que já existem", acrescentou o secretário.

Para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o Brasil está atrasado na corrida internacional pelo sequenciamento do genoma humano e o programa deverá estruturar a posição no Brasil no setor. "Precisamos correr atrás do prejuízo. Estamos efetivamente focados em buscar o mapeamento do DNA de 100 mil brasileiros em quatro anos. Isso vai nos dar capacidade de medicina de precisão. Pra deixar claro, nós precisamos dar o remédio certo, na dose certa, para aquela pessoa em que o remédio vai fazer efeito. Se não, nós não vamos estar fazendo a saúde que brasileiro merece em 2020 e 2021". 

"Agora, [o Ministério da Saúde] dá um grande passo para nós entrarmos na elite a questão do tratamento de doenças no Brasil, através desse projeto Genomas Brasil", celebrou o presidente Jair Bolsonaro, durante a cerimônia. 

Como vai funcionar

De acordo com o Ministério da Saúde, o Genomas Brasil vai trabalhar em três frentes para criar um cenário que permita implementar a saúde de precisão no SUS. A primeira fase visa fortalecer as áreas de ciência e tecnologia no Brasil, apoiando financeiramente a execução de pesquisas e formação de pesquisadores altamente qualificados. Para isso, a pasta firmou acordo com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) este ano em que disponibilizou mais de R$ 71 milhões do seu orçamento para viabilizar ações de fomento à pesquisa e à capacitação de pesquisadores.  

A segunda etapa visa estabelecer um projeto piloto de pesquisa para avaliar a viabilidade de implementação de serviço de genômica e saúde de precisão no SUS, além de qualificar os profissionais da rede pública para a medicina personalizada e de precisão. Os participantes da pesquisa que terão seus genomas sequenciados serão recrutados diretamente pelos serviços da rede pública que cuidam dos pacientes com doenças raras, cardiovasculares, oncológicas e infectocontagiosas do SUS. Esse projeto é inspirado no 100.000 Genomas do Reino Unido, iniciado em 2012.

A terceira fase consiste em fortalecer e estimular a indústria brasileira de genômica e saúde de precisão. O Genomas Brasil prevê a criação de um programa de pré-aceleração de startups, com o objetivo de estimular ideias inovadoras para a indústria nacional. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) abrirá também uma chamada pública no valor aproximado de R$ 50 milhões para o sequenciamento genético da população brasileira, o apoio na estruturação do modelo de participação da iniciativa privada no financiamento e na pesquisa de saúde de precisão e o fomento a startups na área de genômica via Programa BNDES Garagem.

Politica:Eleições 2020 | Manobra política para confundir o eleitor em Águas Lindas

O principal candidato a prefeito de Águas Lindas, Tullio (DEM) vem sofrendo com as manobras políticas do candidato que está em segundo lugar na disputa, que divulga notícias mentirosas para desgastar a chapa de Tullio e confundir a cabeça do eleitor.

Desta vez, resolveram entrar com pedido de impugnação do candidato a vice-prefeito, Sargento Godoy (PTB), da Coligação Águas Lindas Acima de Tudo, Deus Acima de Todos.

O pedido que foi feito na tarde deste sábado (10), não tem fundamento, e chega a ser ridículo aja vista que os adversários alegam que havia uma resolução da Nacional do PTB que impedia a coligação com o Democratas.

Esclarecendo os fatos, qualquer pessoa pode entrar com pedido de impugnação, porém a decisão de acatar ou não é somente do juiz, o que neste caso nem se quer foi julgado.

A informação espalhada por eles, e até mesmo o pedido, são mentirosos, já que a Nacional liberou a coligação e autorizou dar seguimento aos trabalhos da chapa. 

O que chama atenção, é o fato desta liberação ser algo interno do partido, neste caso a autorização para a coligação é feita pelo partido, são negociações internas. Isso mostra o total despreparo e desespero da oposição que quer apenas bagunçar a eleição, causar confusão ao eleitor e desacreditar a chapa majoritária.

A corrida eleitoral já começou, e os nervos estão à flor da pele. Ao que parece, isto é apenas um jogo sujo da política local, e de um grupo específico que quer a todo custo chegar ao poder, utilizando de meios opressores para levar o eleitor ao erro, desgastando a imagem da coligação e do então candidato e seu vice, que lideram as pesquisas na cidade.

Por: Marcos Marques

Politica: No Dia Nacional dos Surdos, governo lança o projeto Libras

No Dia Nacional dos Surdos, o governo federal lançou, nesta quinta-feira (26),
o projeto Libras Gov, que vai criar novos sinais para a comunidade surda. A solenidade de lançamento da medida, no Palácio do Planalto, teve a presença do presidente Jair Bolsonaro, da primeira-dama Michelle, de ministros e diversas autoridades.
Iniciativa da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e do Ministério da Educação, o Libras Gov tem o objetivo de possibilitar, via Língua Brasileira de Sinais (Libras), o acesso de cidadãos surdos brasileiros, profissionais intérpretes de Libras, comunidade surda, entre outros, a termos específicos do governo federal e a informações relacionadas ao campo dos três Poderes que compõem a República Brasileira.
O projeto está dividido em diversas etapas e a primeira delas, apresentada durante a cerimônia, consiste na produção e divulgação de vídeos apresentando os sinais que identificam as pessoas e funções do presidente da República, do vice-presidente da República, da primeira-dama, da segunda-dama, de ministros de Estado e do porta-voz.  As demais autoridades serão incluídas nas fases seguintes do projeto. Os vídeos estarão disponíveis no portal e YouTube do Planalto, além das redes sociais do Governo Federal.
"Nesse projeto, todos terão acesso aos sinais criados por surdos que trabalham no governo e toda a sua equipe. Os surdos têm direito a adentrar às várias áreas do conhecimento", discursou, em Libras, a primeira-dama Michelle Bolsonaro, traduzida por uma intérprete. O presidente Jair Bolsonaro não falou na solenidade. 
A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse que uma das metas do governo é regulamentar a Lei Brasileira de Inclusão, aprovada em 2015. Ela classificou a cerimônia do Dia Nacional dos Surdos, com a presença do presidente da República, como um momento histórico. "Essa celebração aqui é para mandar um recado para o Brasil e para o mundo que nenhum surdo, nesse governo, ficará para trás", disse.
O presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama Michelle Bolsonaro, participam da Solenidade do Dia Nacional dos Surdos e Lançamento do LibrasGOV
Presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle, participam do lançamento do projeto Libras Gov Valter Campanato/Agência Brasil

Homenagem 

O Dia Nacional dos Surdos, comemorado em 26 de setembro, é uma homenagem à criação da primeira Escola de Surdos do Brasil, em 1857, no Rio de Janeiro, conhecida como Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), atualmente vinculado ao Ministério da Educação (MEC). O mês de celebração é também chamado de Setembro Azul.
No Brasil, a Língua Brasileira de Sinais (Libras) é reconhecida como segunda língua oficial do país. Segundo dados de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem cerca de 10 milhões de pessoas surdas, o equivalente a 5% da população brasileira. 
 

AGU cria força-tarefa para atuar em ações contra desmatadores



Grupo vai atuar nos estados da Amazônia Legal


A Advocacia-Geral da União (AGU) anunciou hoje (24) a criação de uma força-tarefa para atuação especializada nas ações judiciais que tenham como objeto a defesa de políticas públicas ambientais prioritárias nos estados que compõem a Amazônia Legal. A atuação se dará por seis meses. As ações são contra desmatadores e demais infratores ambientais. 
De acordo com o advogado-geral da União, André Luiz de Almeida Mendonça, que assinou a portaria que institui o grupo, inicialmente a atuação se dará em 12 ações de execução que foram propostas entre 2015 e 2019 contra grandes desmatadores. Juntas, elas concentram multas de R$ 206 milhões aplicadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).  
“Estamos tirando essas ações de uma tramitação comum, rotineira no âmbito da Procuradoria Federal, e estamos trazendo para um grupo concentrado”, disse Mendonça, ao explicar que as ações foram escolhidas por terem a possibilidade de um impacto econômico imediato, pelos devedores serem conhecidos. 
A maioria das multas foi aplicada, segundo a AGU, a grandes latifundiários de Roraima, de Mato Grosso, do Pará e de Rondônia. 
“Independentemente de qualquer coisa, não podemos nos conformar com o estado em que estamos. Justo ou injusto, antigo ou recente, histórico ou não histórico, a AGU precisa dar a sua cota de contribuição”, disse Mendonça. “Estamos trazendo um grupo jurídico de elite e nós estamos dispondo o que temos de melhor de gestão da informação para localizar os bens e patrimônio desses devedores.”
Para atuar na força-tarefa, serão designados 15 procuradores da Procuradoria-Geral Federal, órgão da AGU que representa judicialmente autarquias como Ibama e ICMBio, e cinco da Procuradoria-Geral da União, que poderão atuar inclusive em regime de plantão, quando necessário.
Aos membros da força-tarefa caberá, segundo a AGU, responder a citações, intimações e notificações no âmbito das ações judiciais envolvendo fiscalizações do Ibama e do ICMBio; ajuizar e acompanhar processos movidos para que infratores reparem danos causados ao meio ambiente e paguem indenização; elaborar relatórios estatísticos e planilhas de controle sobre as ações e as decisões judiciais.
A atuação do grupo será avaliada no final do ano e ao final de seis meses, com o objetivo de melhorar a atuação e traçar estratégias para ações futuras. 

Incêndios na Amazônia 

A força-tarefa foi criada em um contexto em que a Amazônia está em destaque devido às recentes queimadas. Estimativa divulgada ontem (23) pelo coordenador de Prevenção e Combate a Incêndios do ICMBio, Christian Berlivek, mostra que 99% dos incêndios na Amazônia legal foram provocados por ação humana. Os casos ainda estão sendo investigados. 
Balanço do primeiro mês da Operação Verde Brasil, executada pelas Forças Armadas e autorizada pelo governo federal, em 23 de agosto deste ano, por meio da Garantia da Lei e da Ordem ambiental (GLO), mostram o combate de quase 900 focos de incêndio em toda a Amazônia Legal, região que envolve 9 estados brasileiros.
Ao todo, foram mais de R$ 36 milhões em multas aplicadas em atividades irregulares, como garimpo, extração de madeira e incêndios florestais. Mais de 60 pessoas foram presas ou apreendidas neste mês.
Por Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil   Brasília 

Politica: Bolsonaro deixa hospital em São Paulo e volta para Brasília



No entanto, o presidente só reassume o cargo na quarta-feira.

O presidente da República Jair Bolsonaro deixou o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, às 15h de hoje (16), após dez dias de internação. A comitiva de Bolsonaro saiu do hospital com destino ao aeroporto de Congonhas, de onde embarca para Brasília.
Bolsonaro saiu sem falar com jornalistas e populares que aguardavam do lado de fora e assistiram à saída dos carros da comitiva. O tráfego na rua do hospital foi interrompido para a passagem do comboio.

Bolsonaro foi internado no hospital em São Paulo no dia 7 de setembro e a cirurgia de correção de uma hérnia incisional ocorreu no dia seguinte (8). Esta é a quarta vez que Bolsonaro se submete a uma cirurgia, desde que sofreu um atentando à faca, no dia 6 de setembro do ano passado, em Juiz de Fora (MG), durante a campanha eleitoral.

Em Brasília, ele continuará o processo de recuperação, seguindo as orientações médicas relacionadas a dieta e atividade física.

Ainda por orientação médica, ele ficará afastado da presidência até quarta-feira, que será assumida nesse período pelo vice-presidente Hamilton Mourão.

O cirurgião-chefe do hospital Antônio Luiz Macedo disse que foi retirada a nutrição parenteral (endovenosa) do presidente hoje pela manhã, mas que ele continuará com a dieta cremosa em Brasília pelo menos até sexta-feira, quando a equipe médica deverá viajar para a capital para avaliar se Bolsonaro já poderá passar para a dieta pastosa. A expectativa do médico é de que o presidente possa voltar a se alimentar normalmente a partir de segunda ou terça que vem.

De acordo com Macedo, os exames médicos do presidente estão normais e o quadro dele “é muito bom”.

Com informação: Agência Brasil

Internacional: TV francesa mostra Macron, Piñera e Merkel criticando Bolsonaro



Os líderes políticos criticaram duramente a postura do presidente brasileiro
Um programa do canal de televisão francês CNews sobre os bastidores do encontro do G-7, no mês passado em Biarritz, na França, captou uma conversa entre os presidentes do Chile, Sebastián Piñera, da França, Emmanuel Macron e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, na qual o chefe de Estado francês critica duramente o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e conta com o endosso dos outros dois líderes presentes.

Na ocasião, Macron conversava com Piñera sobre a chancela do presidente Bolsonaro a uma ofensa contra sua esposa, Brigitte Macron. Quem iniciou o assunto foi Piñera, que classificou como "incrível" o pronunciamento de Macron na coletiva de imprensa na qual o presidente francês afirmou que era triste, sobretudo para as mulheres brasileiras, que um presidente se comportasse daquela maneira. "Claro, eu tinha que reagir, você entende?", responde Macron a Piñera, que afirmou concordar com ele.

"Eu queria ser pacífico, queria ser correto, construtivo com o 'cara' e respeitar sua soberania", continuou Macron. "Mas eu não poderia aceitar isso", explicou. Nesse momento, a chanceler alemã se aproxima da roda e exclama "não!", condenando os comentários de Bolsonaro.

A conversa, no entanto, não terminou ali. Macron desabafou sobre o imbróglio envolvendo seu ministro das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, quando ele esteve no Brasil e teve seu encontro cancelado com Bolsonaro porque o presidente brasileiro precisava cortar o cabelo. "Você sabe que, quando meu ministro de Relações Exteriores foi lá?", indagou o presidente francês a Piñera, complementando: "Ele deveria recebê-lo e cancelou no último minuto para ir cortar seu cabelo. E filmou a si mesmo. Desculpe. Mas isso não é a atitude de um presidente", afirmou o líder francês.

Politica:Hildo do Candango e Governador Caiado realizam entrega da quadra poliesportiva e da extensão do Colégio Estadual de Águas Lindas


Nesta ultima sexta-feira (23) o prefeito de Águas Lindas Hildo do Candango juntamente com o governador do estado de Goiás, Ronaldo Caiado, participaram do evento de descerramento da placa inaugural da quadra poliesportiva do Colégio Estadual de Águas Lindas.

Também ocorreu a inauguração da extensão do mesmo colégio, neste evento esteve presente a secretária estadual de Educação, Fátima Gavioli. 
  O prefeito Hildo do Candango e o governador Caiado anunciaram o fim do 4° turno nesta unidade escolar. Esse termo era atribuído ao turno intermediário, onde os alunos entravam às 11h e ficavam até as 15h e tinham somente uma refeição durante o período.

Hildo do Candango destacou a importância de findar com o quarto turno no colégio. “É satisfatório para mim como prefeito poder estar entregando a extensão do Colégio Estadual e assim permitir que nossos alunos tenham o seu turno escolar normalizado.

Antes os nossos alunos estavam em um espaço alugado pelo estado, o que gerou este transtorno, mas agora com a extensão terão os seus turnos normalizados.
Acabar com o 4° turno no Colégio Estadual Águas Lindas foi uma grande conquista para área da educação e dá início ao processo, que embora desafiador, nos levará a solucionar esta questão nas demais unidades escolares que passam pelo mesmo, mas somos ”, disse o prefeito Hildo do Candango.

Entorno-DF: Prefeito Hildo e Governador Caiado realizam visita técnica ao presídio de Águas Lindas



O Prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango e o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado realizaram uma visita técnica nesta sexta-feira (23) ao presídio de Águas Lindas.

Na ocasião, foi assinada a retomada das obras do presídio que depois de finalizado terá capacidade de atender mais de 300 presos.
O Prefeito Hildo do Candango elogiou o Governador Caiado por trabalhar em conjunto para retomar as obras que estavam paradas e promover a segurança para os moradores de Águas Lindas.

“É satisfatório receber o apoio de um governador que tem se preocupado com a segurança dos moradores do estado do Goiás, nós compartilhamos do mesmo ideal, o que a nossa população merece mais segurança seja ao caminhar nas ruas indo ao trabalho e de poder ter essa sensação no conforto de suas casas.

As obras do novo presídio em Águas Lindas estão sendo feitas para atender as demandas do estado que exigem instalações carcerárias que não superlotem, mas a minha intenção para esta unidade é que os detentos possam ser inseridos no programa de reeducação detentos, o “Reeducando Cidadão”.

Nós já temos visto resultados, pois a população carcerária realiza mão de obra nos prédios públicos entre outras atividades que auxiliam na diminuição da pena. Estamos focados não em manter um aglomerado de pessoas, mas em possibilitar a reinserção destes detentos a sociedade, com novas expectativas de vida, assim evitando a reincidência”, declarou o prefeito Hildo do Candango.

 O Governador Ronaldo Caiado se comprometeu a continuar trabalhando para promover a segurança pública para todos os moradores de Goiás.
“Hoje temos a melhor polícia do país. E eu continuarei trabalhando para promover a segurança de todos os moradores de Águas Lindas e do Entorno”, afirmou Caiado.
O prefeito Hildo do Candango e o governador de Goiás continuarão trabalhando para proporcionar mais segurança para todos os moradores de Águas Lindas e do Entorno do Distrito Federal.


Lava jato: Dallagnol rebate acusação contra Lava Jato sobre dados da Receita


Mensagens obtidas pelo site Intercept Brasil mostram que integrantes da força-tarefa buscaram informações junto à Receita Federal diversas vezes sem a autorização da Justiça.

O procurador e chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, recorreu ao seu perfil no Twitter para rebater acusações de que procuradores da Operação Lava Jato driblaram a lei para obter dados sigilosos da Receita Federal. "Mais acusações falsas contra a Lava Jato. A Receita passou informações para o MP (Ministério Público) na Lava Jato em três situações, sempre com amparo na lei", escreveu.

Mensagens obtidas pelo site Intercept Brasil e analisadas em conjunto pelo jornal Folha de S.Paulo mostram que integrantes da força-tarefa no Paraná buscaram informações junto à Receita Federal diversas vezes sem a autorização da Justiça para a quebra do sigilo fiscal das pessoas investigadas. Para isso, teriam contado com a cooperação do auditor fiscal Roberto Leonel, que comandou a área de inteligência do Fisco em Curitiba até 2018 e, este ano, assumiu o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

De acordo com Dallagnol, a Receita passou informações para o Ministério Público no âmbito da Lava Jato nas seguintes situações: "Quando houve quebra de sigilo fiscal decidida por juiz; quando o MP requisitou informações fiscais, poder dado pela Lei Complementar 75/93 e reconhecido em atos e decisões da Administração Pública e do Judiciário e, por fim, quando a Receita identificou indícios de crimes, em apuração de iniciativa própria ou a partir de informações recebidas do Ministério Público, de outros órgãos ou de cidadãos".

O promotor afirmou ainda que a Receita Federal tem liberdade de apurar atos ilícitos a partir de notícias que recebe e de comunicá-los ao Ministério Público. "Uma função central dos Escritórios de Pesquisa e Inteligência, como aquele que o auditor Roberto Leonel chefiava, é exatamente fazer pesquisa e investigação. A obrigatoriedade da comunicação dos indícios de crimes ao MP está prevista no art. 5º da Portaria 671/14", acrescentou.

Por fim, Dallagnol mencionou post do procurador da República do MPF em Goiás, Helio Telho, para rebater críticas à relação da força tarefa com a Receita Federal. "O colega @HelioTelho explica que a cooperação entre Receita e Ministério Público é legal, legítima e desejável. Na Lava Jato, já resultou em mais de 24 bilhões em créditos tributários", disse.
Com informações da folha pressBrasilia

Variedade: Governador Ibaneis participa da Marcha para Jesus

Evento reuniu centenas de fiéis que caminharam da Praça do Buriti à Funarte
Presidente da Câmara Legislativa do DF, Rafael Prudente ao lado da Pra. Sandra Faraj e do governador do DF, Ibaneis Rocha. Foto: Reprodução
O governador Ibaneis Rocha participou na manhã deste sábado (10) da Marcha para Jesus, no Eixo Monumental. A caminhada, que reuniu centenas de evangélicos, saiu pela via S1 da Praça do Buriti em sentido à Funarte. O tema desta edição foi Juntos Marchamos pela Família e pelo Brasil. A marcha contou com o apoio do Governo do Distrito Federal (GDF).
“Estamos retomando a Marcha para Jesus e pela família com muito carinho, tendo a confiança de que iremos lotar a Esplanada dos Ministérios no ano que vem”, disse o governador, sob a presença de líderes religiosos e políticos. O presidente Jair Bolsonaro também participou do encontro.
Dois trios elétricos e apresentações musicais gospel animaram o público. A Marcha para Jesus é um evento organizado por entidades cristãs em todo o país. Em Brasília, foi coordenada pelo Conselho de Pastores Evangélicos do Distrito Federal.
O presidente da igreja Sara Nossa Terra, bispo Robson Rodovalho, também marcou presença na Marcha para Jesus. Foto: reprodução
Governador Ibaneis ao lado do presidente da TCB e um dos coordenadores da Marcha para Jesus, Chancerley Santana. Foto; Reprodução
O presidente ainda parabenizou todos os pais do Brasil, já que neste domingo (11/08) se comemora o Dia dos Pais. “Amanhã, como todos os dias, é o dia da família”, declarou. Bolsonaro ainda enfatizou que, apesar do Brasil ser um estado laico, a maioria das pessoas são cristãs. No trio elétrico onde discursou, havia a Bandeira de Israel, porque segundo ele, é preciso agradecer às tradições judaico-cristã.
O governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha participou da caminhada, que reuniu centenas de evangélicos. A marcha saiu pela via S1 da Praça do Buriti em sentido à Funarte. O tema desta edição foi “Juntos Marchamos pela Família e pelo Brasil”. A marcha contou com o apoio do GDF.

Politica: Governo Federal lança campanha de combate à exploração sexual infantil


Na última quinta-feira (1°), ocorreu o pré-lançamento da campanha “Criança não é brinquedo”, que foi realizado na alfândega da Receita Federal de Foz do Iguaçu no Paraná.

A campanha é uma iniciativa do Governo Federal, que pretende beneficiar aproximadamente 50 mil crianças que vivem em situação de pobreza no país. 
A campanha visa integrar ainda mais as políticas públicas de enfrentamento à violência sexual.
Os responsáveis pela ação serão os seguintes: Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), por meio da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA), Ministério da Defesa e Ministério da Economia, por meio da Receita Federal do Brasil (RFB).

Para campanha foram arrecadadas cerca de 20 toneladas de brinquedos e serão entregues cartilhas educativas para as crianças das regiões Norte e Nordeste do Brasil, pois nessas localidades há mais índices de vulnerabilidade social.
A campanha “Criança não é brinquedo” irá abordar também a temática do desaparecimento de crianças. A companhia tem por objetivo combater a violência sexual infantil e promover o acesso as políticas públicas protetivas, para que a integridade e dignidade das crianças não sejam violadas.

Em Águas Lindas as unidades de proteção da criança e do adolescente são o Conselho Tutelar (CT) e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).
As secretarias municipais de Assistência Social e Educação também oferecem acompanhamento psicossocial para as crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual. É muito importante o combate a este mal, como descreve a primeira-dama e secretária de Assistência Social da cidade, Aleandra Sousa.

“A exploração sexual infantil é um tema delicado, porém debatido nas escolas, sejam municipais ou estaduais. Há também o acompanhamento de psicólogos e assistentes sociais quando alguma situação é descoberta ou reportada. Os nossos conselheiros tutelares estão sempre apostos para averiguar essas situações e intervir conforme a lei.
A Secretaria de Assistência Social tem papel fundamental no que se refere ao recebimento e acompanhamento desses casos. As nossas equipes são especializadas para atender de forma sigilosa os casos, como também tem o compromisso de acompanhar até a sua resolução e assim realizarem o encaminhamento para as outras políticas públicas.

Estamos sempre prontos para atender as famílias do município. Aqui o direito à assistência social e os benefícios e políticas protetivas são garantidos.
E nós apoiamos a iniciativa do Governo Federal em lançar a campanha “Criança não é brinquedo”. Para nós da gestão Hildo do Candango, toda e qualquer iniciativa que proteja as nossas crianças deve ser difundida e é bem-vinda”, disse a secretária de Assistência Social Alessandra Sousa.

Acompanhe mais informações nas redes sociais da Prefeitura de Águas Lindas:

Site da Prefeitura de Águas Lindas:


POLITICA: Abertura do mercado de gás natural pode tornar energia mais barata e diminuir custos da indústria

O Novo Mercado de Gás, lançado na última semana pelo governo federal, pode trazer ganhos na oferta de gás natural no país. A avaliação é do especialista em petróleo e gás da Universidade de Brasília (UnB), Carlos Jorge Abreu. 

“A ideia é aquela regra de mercado: com maior oferta, a tendência seria é de redução de preçosbaixar o preço. Se a indústria e as térmicas vão usar mais gás, se os custos dessas indústrias diminuem por causa do gás, se o gás for mais barato, vai ter um reflexo positivo de um modo geral para a população”, afirma Abreu, ao lembrar que a Petrobras detém 70% do mercado de exploração e distribuição do combustível no país. 

Atualmente, a maioria da cadeia de processamento, escoamento e transporte do gás natural é concentrada na estatal. Com o Novo Mercado de Gás, o governo pretende garantir acesso de empresas privadas nas operações de escoamento e transporte.

O programa foi criado justamente para ampliar a concorrência do mercado brasileiro, dominado pela Petrobras. Com a medida, o Executivo espera baratear a energia e diminuir o custo da indústria que utiliza o produto como fonte energética e matéria-prima nos setores siderúrgico e petroquímico, por exemplo.

“Nós temos certeza que o preço vai cair, porque nós vamos aumentar brutalmente a oferta, com um choque de investimentos no setor. Então, que o preço vai cair, vai. A, agora, se vai cair 20%, 30%, 40% ou mais, não sabemos", disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, no anúncio. A expectativa do governo é que o preço do gás possa ser reduzido em até 40% em dois anos. Reduções desta ordem podem elevar o PIB industrial entre 8% e 10%, segundo estimativa do Ministério da Economia.

Preço alto 

O preço médio do gás natural no Brasil é de aproximadamente US$ 14 por milhão de BTUs (unidade térmica britânica, na sigla em inglês), mais do que o triplo dos US$ 4 cobrados nos Estados Unidos. Na Europa, este valor está em torno de US$ 7 a 8 por milhão de BTU.

Durante o lançamento do programa, o presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que institui o Comitê de Monitoramento da Abertura do Mercado de Gás Natural. O órgão será responsável por coordenar ações e atividades para quebrar o monopólio do petróleo e do gás natural.  

Aproximadamente 20% do total do gás de cozinha tem origem no gás natural. A medida, segundo o governo, tem potencial para que a redução também alcance o preço do botijão. Outro efeito da abertura do mercado se daria no preço da energia, já que há usinas térmicas que utilizam o gás natural como combustível para a produção de energia. 
Em 8 de julho, a Petrobras e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) assinaram um Termo de Compromisso de Cessação. A estatal se comprometeu a liberar acesso aos gasodutos do país e a toda a infraestrutura essencial ao setor de gás natural como os dutos de escoamento, unidades de processamento e os terminais de Gás Natural Liquefeito (GNL), além de abrir mão da participação que possui em 19 das 27 distribuidoras estaduais, empresas que têm a concessão exclusiva para a distribuição do gás natural junto ao consumidor final. Em troca, o Cade concordou em arquivar ações sobre práticas anticoncorrenciais da empresa no setor.

Nova Lei do Gás 

A Câmara dos Deputados também discute mudanças no modelo do mercado de gás natural. O deputado federal Domingos Sávio (PSDB-MG) é coautor da do projeto de lei conhecido como Nova Lei do Gás, que prevê a abertura da concorrência no setor. O objetivo é baratear e popularizar o uso do combustível no país. 

“Temos um dos gases mais caros do mundo e estamos, literalmente, deixando de usar a produção nacional por falta de investimentos porque o mercado é muito fechado. Isso é uma grande contradição”, pontua Sávio. Para o parlamentar, é necessário que a modernização do mercado passe pelo crivo do Congresso Nacional. “Nossa legislação pretende tornar o processo mais competitivo”, completa.

O projeto aguarda o parecer do relator na Comissão de Minas e Energia (CME) da Câmara, e tramita em caráter conclusivo, ou seja, não precisa ser votada em Plenário. O texto ainda passará por análise nas Comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; de Finanças e Tributação, e por último, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. Se não houver recurso, o projeto será encaminhado para o Senado.

Entorno : Fórum de Águas Lindas cria projeto “Reeducando cidadão”


O Fórum de Águas Lindas de Goiás em parceria com a Prefeitura e com a Unidade Prisional do município criaram o projeto “Reeducando cidadão”. A iniciativa visa utilizar a mão de obra dos presos que possuem um bom comportamento em benefício da sociedade. 

Segundo o estudo realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), cada presidiário gera um custo de aproximadamente R$ 2.400 para o estado. Esses custos refletem gastos com sistema de segurança, contratação de agentes penitenciários e outros funcionários, serviços como alimentação e compra de vestuário, assistência médica e jurídica, entre outros.

De acordo com o Juiz Dr. Felipe Levi, responsável por desempenhar o projeto no município, a idéia é fazer com que o detento consiga ressarcir uma parcela do que o estado gasta com ele.

“Esse projeto é relevante para o município porque vai utilizar a mão de obra do detento em prol da comunidade, então o gasto que o município teria ao ter que contratar funcionários para desempenhar obras em praças, prédios públicos, pode ser revertido à zero. Outra vantagem deste projeto é que ele ensina o detento a ter uma profissão e consegue inseri-lo no contexto social”, afirmou o Juiz.

Para participar do projeto o detento precisa apresentar um bom comportamento e estar numa sela especial. De acordo com Jamie Silva, coordenador do projeto, o comportamento dos presos mudaram significativamente. “Depois que iniciamos esse projeto muitos presos que antes davam trabalho na unidade prisional passaram a mudar o comportamento para poder participar do projeto”, disse.

Allef Alves, participante do projeto “reeducando cidadão” destacou a importância desse programa para os detentos e o impacto que isso teve sobre sua vida. “Depois do projeto tudo mudou, passei a me envolver com pessoas do bem e procurei a me dedicar ao máximo na minha nova função. Hoje eu trabalho na jardinagem do Fórum e cuido da horta junto com outros companheiros. Minha expectativa é continuar trabalhando e em breve poder entrar numa faculdade de direito ou de design gráfico”, comentou. 

O Prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango apoiou a iniciativa do projeto “Reeducando cidadão” e ressaltou os benefícios que isso vai trazer para o município. “Esse projeto é uma maneira de fazer a ressocialização dos presos e ensiná-los uma profissão. Nossa intenção é fazer com que o projeto seja estendido para que em breve possamos conseguir produzir hortaliças para as escolas, creches, lar de idosos, beneficiando assim a população e proporcionando uma economia para o município”, declarou.

 A Secretária de Assistência Social, Aleandra Sousa tem acompanhado de perto o projeto e ficou bastante feliz com o resultado final a reforma que foi realizada pelos reeducando no orfanato da cidade.
“Nós arrecadamos recursos para fazer a reforma do telhado da Casa de Moisés, mas como a mão de obra foi 100% realizada pelos reeducando do projeto tivemos uma economia e conseguimos reformar mais coisas do que havíamos planejado. Fico muito feliz em ver esse projeto prosperar em nosso município e sinto que tem muito a agregar tanto a comunidade quanto ao próprio detento que adquiri conhecimento e se especializa para futuramente ser inserido no mercado de trabalho”, afirmou a Secretária.

Acompanhe mais informações nas redes sociais da Prefeitura de Águas Lindas:

Site da Prefeitura de Águas Lindas:

Turismo: Domingo (4) é dia de Manhã Cívica e Troca da Bandeira


Cerca de duas mil pessoas participaram da última edição do programa da Secretaria de Turismo Domingo (4) é dia da solenidade da Troca da Bandeira e da realização de mais uma edição do programa “Manhã Cívica – Brasília: O Brasil começa aqui”. 

Realizado pela Secretaria de Turismo, o projeto agrega novas atrações gratuitas para brasilienses e turistas durante a solenidade militar, que ocorre todo primeiro domingo de mês. O último evento reuniu cerca de duas mil pessoas na Praça dos Três Poderes. A Manhã Cívica terá início as 9h.

“A cada edição do programa temos visto um número maior de participantes e de novos parceiros. Somos a única cidade no Brasil que pode oferecer o Turismo Cívico e que realiza mensalmente essa solenidade. Vários países no mundo promovem trocas de bandeira ou de guarda que atraem milhões de turistas. A nossa capital tem potencial para isso”, destacou a secretária de Turismo do Distrito Federal. Ela ainda frisou que Washington, capital norte-americana, recebe mais de 20 milhões de turistas por ano interessados no Turismo Cívico.

A ação do próximo domingo contará com a apresentação de um grupo de parkour que irá se deslocar pelos obstáculos da Praça dos Três Poderes e com o ritmo afrodescendente da banda brasiliense Batalá, composto por cerca de 50 mulheres percursionistas. O Exército é a força responsável pela solenidade desse mês e levará para o público apresentação de bandas marciais e de cães de guerra e uma exposição de veículos e equipamentos militares e apresentações, incluindo blindados, lança-foguetes e motos.
O Sesc, o Sistema Fecomércio, a TCB e a Caesb estarão presentes novamente. Terão atividades de desenho e pintura, oficina de bonecos, brinquedos infláveis, cama elástica, pebolim, tênis de mesa e críquete. Ainda estarão disponíveis foodtrucks e ônibus da TCB para rotas turísticas gratuitas na Esplanada. Quem quiser se aprofundar mais sobre a história e os atrativos da capital federal poderá contar com o apoio de um guia turístico cadastrado no Cadastur. O Congresso Nacional irá levar para o público o Programa Jovem Senador e e-Cidadania.

Troca da Bandeira – A Troca da Bandeira é uma das maiores expressões do Turismo Cívico do país, e ocorre todo primeiro domingo do mês. Em cada solenidade, uma força ou a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) é responsável pelo evento. O monumento do Mastro da Bandeira consta no Guiness Book como maior bandeira hasteada do mundo. Com 100 metros de altura, a bandeira da Praça dos Três Poderes tem 20 metros de largura por 14 metros de altura e chega a pesar 40 quilos.

Veja a programação completa:

TROCA DA BANDEIRA
domingo, dia 04 de agosto,
de 09h ao meio-dia, na Praça dos Três Poderes.

ATRAÇÕES:

Desfile Militar do Exército Brasileiro (Comando Militar do Planalto)
Bandas Marciais e Coreografias Militares
Hino Nacional
Salva de Tiros de Canhão
Hino da Bandeira
Exposição de Veículos e Equipamentos Militares (02 Blindados, 02 Lança-Foquetes e 03 Motos)
Apresentação de Cães de Guerra
Apresentação Cultural com a Banda Batalá
Atividades de Desenho e Pintura
Oficina de Bonecos
Brinquedos Infláveis
Cama Elástica
Pebolim
Tênis de Mesa
Críquete
Parkour
SERVIÇOS:

Centro de Atendimento ao Turista - CAT
Tendas de Educação e Saúde
Biblioteca Volante BiblioSESC
Programa Jovem Senador e e-Cidadania
Passeios Turísticos com Guias em Ônibus TCB

ALIMENTAÇÃO:

Distribuição Gratuita de Água (CAESB)
Distribuição Gratuita de Pipoca (SESC)
Foodtrucks para Venda de Produtos

ESTRUTURA

Tendas
Banheiros Químicos
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Turismo do Distrito Federal
+55 61 3226-0153 3226-2192  3223-3990 3223-4323  
Ramais: 2742/2765              

© Blog da MaluTodos os direitos reservados.
imagem-logo